…uma foto! – “Fort Laramie”!

3

…alguém nos informou que havia diversas maneiras de cruzar o estado de Wyoming, podia ser por estradas rápidas, ou atravessando planícies quase desertas, onde podia aparecer um letreiro a dizer que a próxima aldeia ou vila era a 100 milhas de distância!.

Fort_Laramie_NHS-Gate 

…placa, assinalando a entrada do Fort Laramie!

…ainda hoje, não sabemos qual a razão, mas optámos por o letreiro a dizer que a próxima aldeia ou vila era 100 milhas de distância, portanto na cidade de Cheyenne, que é a capital do estado, enchemos o tanque de gasolina, compramos  fruta, água e gelo, o GPS indicando o próximo destino, e sem dar por nada estavamos sózinhos na estrada, rumo ao norte, de vez em quando passavam algumas pessoas de moto, e quando passam essas pessoas de moto é sinal que a paisagem deve de ser linda, pois essas pessoas que viajam por aquelas paragens de moto, são como antigamente os cowboys, gostam da paisagem e da solidão, levantavam sempre a mão quando por nós se cruzavam, que devia de ser a dizer, “alô, tem calma, desfruta da paisagem”, isto foi por milhas e milhas, sem qualquer povoação, abandonada ou não, não se via sinais de vida, só algumas caravanas ou motos, até que chegamos muito perto da povoação do célebre “Fort Laramie”, onde a população ainda não ultrapassa as 250 pessoas e, as ruínas do forte se situam a poucas milhas.

IMG_1583

…o Tony, junto de uma caravana, dentro do forte!

O “Fort Laramie”, é um “National Historic Site”, foi uma praça militar onde se assinaram importantes tratados entre o governo  e os índios que na altura habitavam toda esta área, era um importante local de paragem para quem viajava nos “Trails”, ou seja, caminhos que iam dar a Oregon, Califórnia e mesmo a Mormon, também servia de ponto de paragem e abastecimento aos diversos regimentos de cavalaria e infantaria, que iam fazendo a expansão do território por estas planícies onde havia muitas aldeias e tribos de índios.

800px-Alfred_Jacob_Miller_-_Fort_Laramie_-_Walters_37194049

…uma pintura, mostrando o forte, por volta do ano de 1840!

Dizem que o primeiro assentamento foi erigido por volta do ano de 1834, sendo denominado por “Fort William”, servindo como intercâmbio, principalmente de peles, dois anos depois, as instalações foram vendidas à “American Fur Company” e, na década seguinte começou a ser um lugar importante de paragem para todos os pioneiros que se dirigiam, como já dissemos para o oeste.

IMG_1588

…um aspecto das ruinas do forte!

Por volta de 1841, foi erigido o “Fort John”, já feito em adobe, que substituiu o então existente “Fort William”, que era feito em madeira e, como estava situado junto ao rio Laramie, começou logo a ser conhecido por “Fort Laramie”.

IMG_1580

…o Tony, junto do “padrão”, existente dentro do forte!

Devido à necessidade de se estabelecer alguma segurança ao longo do que então chamavam de “Oregon Trail”, que era o caminho que os pioneiros usavam, no ano de  1849 o Exército comprou o forte por 4.000 dólares, passando a ser um local muito importante e de segurança no caminho para oeste, para onde os aventureiros se dirigiam, principalmente para a California, para a “descoberta de ouro”!. Estima-se que por volta de 1850, umas 50.000 pessoas passaram por este forte e, tanto pioneiros como militares, conviviam, negociavam e, por aqui ficavam algum tempo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

…outro aspecto do Fort Laramie!

O “Fort Laramie”, é hoje um símbolo do “Velho Oeste Americano”, por aqui passaram muitas personalidades, umas conhecidas, outras menos conhecidas, mas podemos destacar, os homens de montanha Jedediah Smith e Jim Bridger, o lider dos Mormons Brigham Young, o chefe dos índios “Sioux”, “Red Cloud”, o célebre cowboy e guia militar “Wild Bill Hickok”, o “Marshall Wyatt Earp”, o “Buffalo Bill” e muitos outros nomes que ficaram na história, que Hollywood imortalizou nas diversas películas algumas rodadas com este forte servindo de cenário.

Fort_Laramie_NHS_Calvary_Barracks

…as camaratas dos militares!

Está situado  quase quando se cruza o “North Platte River”, um pouco na entrada do “Laramie River”, ainda se pode ver as camaratas dos militares, algumas divisões das casas dos militares oficiais, que viviam com as suas famílias, o curral dos cavalos junto ao rio, a parada e algumas peças de artilharia usada na época.

YoungPlainsIndian-l21314593

Depois de percorrer toda a área, já no regresso ao nosso jeep, fechando os olhos, vemos o chefe dos índios “Sioux”, o “Red Cloud”, no seu cavalo branco, gritando:

– Foraaaaa… daaas… minhaaaas… terraaaas…!.

Até qualquer dia, viajando!

Tony Borie, 2013.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s