…da Florida ao Alaska, guiando um Jeep com Caravana!. (8)

11

…companheiros de viajem, este é o resumo do oitavo dia (8)

IMG_2234

P11004337

…quando abandonámos o “Muncho Lake”, que é um maravilhoso lago, que está localizado na parte norte oeste da Província de British Columbia, no Canadá, e chamam àquela zona “Muncho Lake Provincial Park” e que designam a sua localização mencionando “Historic Milepost 423”, do Alaska Highway!.

DSC_4433_muncho_lake

…tem mais ou menos sete milhas e meia de comprimento, aproximadamente 12 quilómetros, falando nas medidas que se usam em Portugal, a sua largura varia entre 1 e 6 quilómetros, 223 metros na parte mais funda e, está rodeado por picos de montanha, alguns cobertos de gelo, com milhões de anos,   com uma altura que chega a atingir os 2.000 metros, mas não podemos esquecer que o lago se situa mais ou menos a 800 metros de altura, com água proveniente do Trout River e dos glacieres!.

1396000_706621832699634_712907233_n

…a cor da sua água verde jade, dizem que é atribuida à presença oxido de cobre, nas rochas que compõem a base do seu leito e, o seu nome deriva da lingua “Kaska”, que designa “muncho” que quer dizer “muita água”!.

kluane

…olhando mais uma vez aquele “paraíso”, seguimos viagem!.

82321632

…a estrada umas vezes era encostada a  precipícios, onde só podia passar um veículo de cada vez, e com letreiros a dizer que podiam cair pedras, outras vezes era suave com longas rectas!.

1004668_702383226456828_853331359_n9172573351_be6af6950c_b

…animais a cruzarem a estrada, talvez admirados e não muito felizes, com a presença humana no seu território!.

IMG_2413IMG_2416

…algumas pontes, ainda do tempo inicial da construção da estrada!.

41434849aDSCF0772

aDSCF0956aDSCF0958

…tudo seguia normalmente, até surgir aqueles longos camiões, com dois e três atrelados, daqueles que não podem fazer manobras, só podem seguir em frente, que nos causavam algum transtorno, pois em estradas de pedra miúda, os pneus fazem saltar pedras que partem vidros, mesmo a uma distância de centenas de metros, o que nos aconteceu, marcando o vidro do Jeep em três locais,  felizmente o vidro era à prova, e não nos aconteceu quase nada, só o susto!.

6696514354890833

…parávamos muitas vezes, apreciando riachos selvagens, paisagens de montanha, animais selvagens, tirando fotos, ajudando motociclistas e outros veículos com problemas, não só cedendo gasolina, mas também rebocando, tirando de buracos fundos de lama!.

DSC04675DSCF9152

IMG_7768P1090469

…passámos na “Historic Milepost 496”, onde se situa o “Liard River Hotsprings Provincial Park”, com uma piscina de água quente, que não é mais do que uma repreza do rio, onde as pessoas se banham em água quente!.

 601030_481237135238106_1809319353_nIMG_2507

IMG_2516DSCF9178

…um tempo de estrada, com quase as mesmas paisagens!.

DSCF9101IMG_2527

…um pouco depois de passar a fronteira para a província de Yukon!.

watson-lake-sign-IMG_87231

…aparece a “Historic Milepost 635”, onde nasceu a cidade de Watson Lake, onde próximo existe um pequeno aeroporto, uma pequena indústria de minas, comércio, onde comprámos fruta, água, pão, alguns géneros de primeira necessidade, e claro, gasolina!. Aqui a polícia local viaja de carrinha, tipo “pick-up”, parando quase sempre, quando vê um veículo com licensas de outro país!

IMG_2535

…nesta pequena cidade existe uma importante atracção turística que é o original “Signpost Forest”!.

IMG_2534IMG_2528

…tudo começou no ano de 1942, quando um militar do Exército dos USA, muito saudoso, trabalhando na construção do Alaska Highway, resolveu colocar num poste, uma placa com o nome da povoação onde tinha nascido, assim como a distância de onde se encontrava, logo outros o seguiram e, no ano de 2010, já lá havia mais de 76.000 placas, oriundas dos mais diversos países do mundo, algumas com nomes que incluem, três gerações de uma só família!. O “Signpost Forest”, é uma das “atracções de estrada”, mais famosa, não só no Canadá, como em todo o mundo!.

DSCF9153

…continuando, com o Jeep e a Caravana em boas condições, a estrada com zonas boas, outras de terra e pedra, e as obras de reparação incluiam, em zonas secas uma rega de água de cimento, o que, se tivéssemos a infelicidade de ir logo a seguir ao carro de rega, “pintáva-mos” a viatura de cimento!.

Burwash_Landing

…passámos por algumas povoações com a placa de sinalização antes da povoação dizia “comida, gasolina e hotel”, quando passámos, estava tudo fechado, dando a entender, que os poucos estabelecimentos, estavam fechados ou abandonados!.

DSC_3064_teslin_sign

…seguimos, um pouco antes da povoação de Teslin, que é marcada pelo “Históric Milepost 804”!.

IMG_2544IMG_2540

2008_ak_highway_watson_lake_087IMG_2546

…parámos antes, num lindo miradouro sobre o lago de Teslin, onde se pode admirar a ponte e a povoação, seguindo, depois da ponte, havia um museu, que na altura estava fechado, cartazes a convidar a ir pescar e passear no lago, mas a nossa atenção era uma estação de serviço, que encontrámos, onde a pessoa que atendia, dentro do estabelecimento, nos pediu o cartão de crédito, verificou duas ou três vezes, abriu a estação número 2, enchemos a gasolina que desejávamos, fez a transação, assinámos o papel e, perguntando nós qual a distância para a cidade de Whitehorse, que era o nosso próximo destino, logo nos respondeu, com um sorriso malicioso, mencionando o nosso sotaque de voz, que devíamos de ser oriundos dos “States”, que nesta zona,  não importavam as distâncias, era o tempo que podia demorar, talvez com este clima e estas obras na estrada, demorava de três a quatro horas!.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

…ei-nos de novo na estrada, chegámos à cidade de Whitehorse, que é assinalada pelo “Historic Milepost 884”!.

IMG_2547IMG_2549

94615815OLYMPUS DIGITAL CAMERA

…podemos dizer que é um “Oásis” no deserto, tem um cruzamento de estradas, onde se pode tomar o rumo do sul ou do norte, é banhada pelas duas margens do rio Yukon, dizem que é a cidade com a menor poluição do ar, no mundo, e mais, o rio Yukon é navegável a partir daqui, até ao mar de “Bering”, e existem serviços de passageiros ou de carga que usam o rio em Whitehorse!.

94616182

…actualmente é possível fazer a rota da “febre do ouro”,  pelo rio Yukon,  abordando algum dos barcos como o M.V. Schwatka que realizam este trajecto desde Dawson City até Whitehorse!.

1235258_677344972293987_686524146_n

 

31820088

…durante o percurso pode-se contemplar o “Canyon Miles”, impressionante pelos seus “muros”.

main-street-view-IMG_6264

…já há alguma “civilização”, centro de turismo com computadores disponíveis, hoteis e restaurantes “temáticos”, comércio normal, estações de serviço, das principais marcas de combustível, alguns parques agradáveis, alguma juventude na rua, principalmente em frente aos restaurantes “temáticos”!.

Earls-Patio-IMG_4116IMG_0444

…nesta pequena cidade, existe uma relíquia oriunda de Lisboa, Portugal, trata-se de um “Eléctrico”, que circulou pelo Rossio ou em Alfama, trata-se do “Whitehorse Waterfront Trolley”!.

waterfront-trolley-IMG_0156IMG_0445

…esta “relíquia”, foi restaurada e transporta turistas numa zona, ao lado do rio Yukon, vai desde o Rotary Peace Park que está localizado ao sul do edifício do Turismo e vai até ao limite norte da cidade, a que chamam a estação de Spook Creek. Este “Eléctrico”, originalmente serviu o sistema de eléctricos de Lisboa,  Portugal, desde 1925 até 1978, data em que foi vendido ao Southeastern Railway Museum, de Duluth, na Georgia, USA, que por sua vez, o vendeu à cidade de Whitehorse, em 1999, e foi restaurado pelo “Historic Railway Restoration”, em Arlington, WA, nos USA. Actualmente tem capacidade para 24 passageiros, e roda sobre carris que foram construídos ao longo do White Pass e Yukon Route.

118 2010 08 AK Tour_1092

…depois de despender-mos algum tempo nesta cidade, como nesta altura do ano é quase sempre de dia, sentindo-nos bem, abandonámos o “Alaska Highway”!.

5133559

…tomando a estrada número 2 em direcção ao norte, fazendo o “Klondike Loop”, que é como chamam ao desvio que se faz para andar mais de 550 quilómetros, de estrada de terra e pedras, para se chegar à cidade perdida de Dawson City, lá no norte do Canadá, onde muitos anos atrás algumas corajosas pessoas, começaram a pesquisa de ouro!.

YTCarmacks01

…um pouco cansados, comemos dos géneros que tínhamos comprados em Watson Lake, dormindo num parque de campismo localizado junto ao rio Yukon, na localidade de Carmacks!.

DSCF8381

…neste dia percorremos 589 milhas, com preço da gasolina variando entre $1.88 e $1.98 o litro!.

Tony Borie, Agosto de2014.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s