…da Florida ao Alaska, guiando um Jeep com uma Caravana!. (10)

11

…companheiros de viajem, este é o resumo do décimo dia!. (10).

IMG_2234

IMG_2640IMG_2637

…já nos encontrávamos no estado do Alaska, na cidade de Delta Junction, que está localizada a pequena distância da confluência do rio Delta com o rio Tanana, onde existe  a povoação de Big Delta, e onde também viviam os primeiros habitantes que eram os “Tanana  Athabaskan”!.

3IMG_2488

…por volta do ano de 1928,  o governo americano, trouxe uma manada de 23 búfalos do “National Bison Range”, no estado de Montana, para ajudarem os habitantes na caça, em poucos anos reproduziram-se de tal maneira, que já eram problema para as pequenas culturas, onde teve que haver controle, abrindo a época de caça, com mais frequência, existindo agora um controle, que mantém uma manada de apenas umas centenas!.

IMG_2628IMG_2639

 

…nesta cidade, oficialmente termina o “Alaska Highway” e,  começa o “Richardson Highway”, que para norte, nos leva à cidade de Fairbanks, e para sul à cidade de Valdez, onde existe o terminal do célebre “Pipe Line”, que é aquele viaduto gigante, que transporta o óleo em bruto por uma distância de aproximadamente 800 milhas, extraído do fundo do mar, lá no norte do Alaska, em Prudhoe Bay.

Depois de lavar-mos o Jeep e a caravana, pois existem com frequência, junto às estações de serviço, locais com bombas de água, com sabão ou sem sabão, de muita ou pouca pressão, próprias para lavagem de viaturas pequenas ou grandes, que os proprietários das viaturas usam, lavando, ou simplesmente tirando alguma terra, lama, pó ou mosquitos já mortos, dos vidros, da frente dos faróis ou das manetes, que abrem as portas!.

vfiles20474IMG_2632IMG_2633IMG_2630

…era ainda manhã, visitamos o Centro de Turismo, tirando algumas fotos no marco histórico, onde oficialmente termina o “Alaska Highway”!.

Sign-Fairboro-1

…tomando o rumo do norte, para a cidade de Fairbanks, chovia aquela “chuva miudinha”, o Jeep e a caravana, seguiam com alguma segurança!.

IMG_2644IMG_2649

…parámos na cidade de “North Pole”, sim, aquela povoação, onde dizem que vive o “Pai Natal”, que se localiza entre o rio Chena e o rio Tanana, dizem que vive do turismo e, de duas grandes refinarias de petróleo, o que podemos constactar pelo tráfico de grandes camiões/tanques, que entram e saiem, constantemente da cidade, entrando no “Richardson Highway”!.

IMG_2645Scanned Image 20

…visitámos um grande estabelecimento de decorações de Natal e não só, que é frequentado por pessoas chegadas em viaturas como nós, ou vindas em  autocarros, que constantemente chegam das cidades de Fairbanks, Anchorage e até de Valdez, existe aqui uma grande imagem, que dizem que é a maior do mundo, do “Santa Claus”, feita em fiberglass, as luzes que iluminam as ruas estão decoradas com motivos de Natal, têm nomes como, Santa Claus Lane, St. Nicholas Drive ou Snowman Lane, os carros da polícia, têm a cor de verde e branco, os carros dos bombeiros e as ambulâncias, são vermelhas, tal como a roupa do “Pai Natal” e, o posto do correio da cidade de North Pole, recebe por ano centenas de milhar de cartas, dirigidas ao “Pai Natal”!.

7226

…seguimos para a cidade de Fairbanks, que um tal capitão E. T. Barnette fundou no ano de 1901, enquanto tentava criar um ponto comercial em Tanacross, onde o rio Tanana atravessava a trilha Valdez-Eagle. O barco em que Benette e uns jovens seguiam, encalhou 11 km após o rio Chena, onde a fumaça do motor atraiu alguns garimpeiros, que logo acorreram ao local, encontrando o capitão, onde ali desembarcou. Os garimpeiros convenceram Benette a estabelecer seu ponto comercial lá, onde mais tarde a cidade recebeu seu nome em homenagem a Charles W. Fairbanks, um senador republicado de Indiana, mais tarde, o 26º vice-presidente dos  USA.

800px-Airport_Way_Fairbanks_Alaska_Westbound6

Fairbanks-12

…procurámos o centro de turismo, tivémos alguma informação, percorremos a cidade, como chovia, procurámos hotel, a empregada do hotel, sabendo a nossa proveniência, para surpreza nossa, disse que já tinha ouvido falar na nossa “aventura”, tinha muito gosto em receber-nos, não só fazendo um preço “de amigos”, recomendando-nos para outros hoteis da mesma rede!.

IMG_2661Scanned Image 4

…já eram seis horas da tarde, quando, por recomendação de uma pessoa que aqui vive, mas com familiares na cidade onde vivemos, no estado da Florida, fomos a um famoso restaurante!.

IMG_2651IMG_2659DSCF8725

…próximo de onde passa o “Pipe Line”, um pouco ao norte da cidade, comer bifes de búfalo, onde servem dozes para gigantes, a que chamam, “bife para homem do óleo, grande”, “bife para homem do óleo, médio” ou “bife para homem do óleo, pequeno”, naquele dia era o dia das “hamburgueres”, onde havia um grande “brazeiro”, as pessoas, com o pão na mão, tiravam um hamburguer, colocavam uma grande “rodela” de tomate, cebola e outros tempêros!. Nós, comemos um bife de búfalo, pedimos a doze média, deu para dois,  e cresceu para trazer-mos para o lanche do próximo dia!. Tudo regado com cerveja local, à temperatura normal, que parecia vinho branco!.

DSCF8381

…neste dia andámos pouco, percorremos sòmente 319 milhas, com o preço da gasolina a variar entre $4.10 e $4. 22 o galão, que são aproximadamente 4 litros.

Tony Borie, Agosto de 2014.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s