…da Florida ao Alaska, guiando um Jeep com uma Caravana!. (16, 17, 18)

11

…companheiros de viagem, este é o resumo dos dias 16, 17 e 18, onde percorremos zonas já descritas em textos que foram publicados na viagem de ida, portanto agora, só descrevemos algumas “aventuras” dignas de registo, passadas nestes 3 dias!.

IMG_2234

66

Dia, 16.

whitehorse-statue-IMG_0160

…era manhã, quando deixámos a cidade de Whitehorse, onde se encontra o “Historic Milepost 918”, na província do Yukon, o trajecto que iríamos percorrer, pelo menos até à cidade de Calgary, na província de Alberta, ainda no Canadá, era o mesmo que fizemos na viagem de ida e, que já explicámos em textos anteriores!.

IMG_7381

…parámos na povoação de Teslin, que marca o “Historic Milepost 777”!.

IMG_2846

…na povoação de Watson Lake, que marca o “Historic Milepost 635″!.

DSC04674

…na povoação de Liard River, que marca o “Historic Milepost 496”!.

P11004337

…vindo, neste dia dormir no parque de campismo, junto ao Muncho Lake, que marca o “Historic Milepost 456”!.

kluane

…com um “cenário de um milhão de dolares”, que também já explicámos em textos anteriores, onde depois de passar um pequeno período de tempo em que choveu!.

IMG_2885

…grelhámos o resto de salmão, que tínhamos pescado no “Russian River”, lá no estado do Alasca!.

DSCF8381

Neste dia, não tivémos qualquer ploblema com o Jeep e a caravana, que sempre se adaptaram ao terreno, por vezes acidentado, percorrendo mais ou menos 490 milhas, com preço da gasolina a variar entre $1.82 e $1.91 o litro.

Dia, 17.

936758_621230537905431_1456027687_n

…era ainda madrugada, lavámos a cara na água fria e pura do Muncho Lake!.

IMG_2403

…continuámos a nossa jornada, rumo ao leste, passando pela povoação de Fort Nelson!.

010 HMM 300 @ FtNelson DSC03089_edited-2

…que marca o “Historic Milepost 300”!.

IMG_2519IMG_2490IMG_28721113581

4489169IMG_2876

…depois de algumas horas, com algumas paragens, umas vezes por animais na estrada!.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

…outras por obras de manutenção, outras ajudando outros veículos com problemas!.

800px-Ft_st_john_park

…chegámos à povoação de Fort St. John, que marca o “Historic Milepost 47”!.

IMG_2895

…finalmente chegando ao ponto de partida do célebre “Alaska Highway”, que é a cidade de Dawson Creek!.

IMG_2897

…onde se encontra o marco do “Historic Milepost 0”, indo de novo visitar o Centro de Turismo, tirámos as últimas fotos no local que marca o início do “Alaska Highway”!.

ABGrandePrairie01

…tomando de seguida a estrada número 43, até à cidade de Grande Praire, que é uma pequena “metrópole” no deserto, onde, depois de procurar hotel de acordo com a nossa condição financeira, pois havia por onde escolher, fomos dormir, comendo ainda o resto do salmão, que ia na caixa frigorífica!.

DSCF8381

Neste dia, saímos do “Alaska Highway”, sem problemas no Jeep ou na caravana, percorremos 598 milhas, com o preço da gasolina a variar entre $1.82 e $1.92 o litro.

Dia, 18.

showimage.aspx

…pela manhã, procurámos uma oficina especializada, nesta pequena “metrópole”, que é a cidade de Grande Praire, trocámos o óleo do motor, fazendo uma pequena revisão por baixo do Jeep e da caravana, tudo em ordem, continuámos o mesmo trajecto da viagem de ida!.

4454951

…até às proximidades da cidade de Edmonton, continuando depois pela estrada número 2, que já é rápida em algumas zonas!.

Downtown Calgary

…até à cidade de Calgary, na província de Alberta!.

21sep-news-p9-mosquito

…depois de passar a cidade, continuando na estrada número 2, sempre em direcção ao sul, tentando percorrer a maior distância possível, em direcção à fronteira, já era noite, começamos a ouvir o som de chuva, de encontro ao vidro da frente, mas não era chuva, eram mosquitos, que de encontro ao vidro morriam, o mecanismo de limpeza do vidro, ainda sujava mais, começou a faltar a visibilidade, parávamos de quinze em quinze minutos, para limpar o vidro com o equipamento que levávamos, que era um tanque de água e um “limpa vidros”, quando saíamos fora do Jeep, era uma “praga” de mosquitos a morder, na primeira povoação que encontrámos, procurámos onde dormir, não havia, mas depois de pedir-mos água para continuar com a limpeza do vidro, nos disseram, que possívelmente na vila de Graum, mais ao sul, devia haver, desesperados, seguimos em frente, sempre com a mesma situação, finalmente surgiu a vila de Granum, onde um simpático empregado do Lazzy Motel, vendo-nos desesperados, embora não tivesse vagas, por favor nos deixou dormir, num quarto, que possivelmente era para ele!.

IMG_2899

…saímos do Jeep, trancámos as portas, correndo para dentro do Motel, com o que levávamos vestido!. Explicáram-nos, que nesta altura do ano, principalmente de noite, nesta área, é o “paraíso” dos mosquitos, pela zona de terreno ser de origem alagadiça!.

DSCF8381

Neste dia percorremos 726 milhas, com o preço da gasolina variando entre $1.53 e $1.57 o litro.

Tony Borie, Agosto de 2014.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s