…ao sul do paraíso e, a oeste do inferno!

77

6

…tinha corpo de atleta, praticava futebol na equipa do “High School”, jogava ténis, no parque, em frente da nossa casa, onde era o responsável pela área de desportos do referido parque, além de trabalhar em “part-time”, num estabelecimento da cidade, entre outras coisas, ajudava a limpar a neve, por altura do inverno e, era um dos estudantes mais populares de “High School”, da cidade, onde na altura viviamos!.

3079_69558104513_3330663_n

…em casa era o nosso “heroi”, era carinhosamente chamado de, António Sérgio, era o “Tony”, como quase todos lhe chamavam e, talvez influenciado, também, entre outras coisas, pelas fotos que via do pai, que foi combatente na guerra colonial, em África, quando os USA, se envolvem na guerra do Golfo, o “Tony”, alista–se no Corpo de Marines dos Estados Unidos.

Scanned Image 2

…a mãe dizia, a chorar, com muita tristeza: “ai, ai, ai, que me vão levar o meu filho, para a guerra”!.

Parris_Island_

…no final de receber rigorosa instrução no,Marine Corps Recruit Depot Parris Island”, que está situado em Port Royal, no estado de Carolina do Sul, próximo da cidade de Beaufort, que é onde os novos Marines, que residem a leste do “Mississippi River”, recebem o seu inicial treino!.

Scanned Image 10

…passando depois a outras bases de instrução!.

800px-US_Navy_051207-N-9698C-032_U.S._Marines_assigned_to_Camp_Pendleton,_practice_rapid_deploy_and_egress_maneuvers_from_a_Combat_Rubber_Inflatable_Craft,_(CRIC),_off_the_coast_of_Southern_California

…e, quando já se encontra como militar qualificado e pronto para combate!.

74359354_10

… é colocado em diferentes partes do globo!.

Scanned Image 12

…passados uns anos e alguma experiência em como as pessoas vivem, se amam, se odeiam, se matam, ou simplesmente tentam sobreviver, termina a sua comissão no Corpo dos Marines e, regressa a sua casa, com “Honor”!.

8120_129221609513_7778259_n

…o pai Tony, foi esperá-lo à Base Militar de San Diego, na California, fazendo a viagem juntos, de regresso, por terra, até New Jersey.

1

…depois de atravessarem uma extensa cordilheira de montanhas, algumas com neve, na California, onde existe alguma vegetação, entram no estado do Arizona, Novo Mexico e parte do Texas, onde, tirando as principais cidades, se pode ver aqui e ali uma pequena vegetação com alguma cor verde, pois a paisagem é seca e  em alguns locais com temperaturas muito altas, onde nada sobrevive a não ser a planta “cactus”, que é considerada, espécie rara e proibida por lei a sua destruição!.

2

…algumas distâncias de uma povoação a outras, era quase duzentos quilómetros, onde praticamente nada havia, a não ser estrada, alguns carros abandonados nas bermas, já com alguma vegetação seca, dentro deles, de uns tantos em tantos quilómetros, vêem-se na berma da estrada, uns tanques em cimento com alguma água, concerteza para emergência, alguns quilómetros depois de entrar no estado do Texas, tudo se começa a modificar, viram grandes manadas de vacas, milhares de animais, que eram constantemente vigiados por alguém de helicóptero, em algumas partes do percursos havia poços de petróleo, em pleno funcionamento, também havia  planícies de verdura, com quilómetros de extensão!.

3

…a cidade de Phoenix no Arizona, é uma grande metrópole no meio de um deserto, Las Cruces, no Novo México, também se destaca no meio de uma área que é seca e quente, sem vegetação, El Paso, é uma cidade fronteiriça, do lado de lá do Rio Grande, é a cidade de Juárez, no México, há uma ponte que cruza o rio, onde para o lado de lá, para o México a saída é livre, mas para o lado de cá, dos Estados Unidos, a entrada é rigorosamente vigiada, com diversos locais de paragem com pedido de documentação e não só, na altura tinha uma grande base militar, que era frequentada por militares que vinham de diversos países para ali frequentarem cursos de especialização, Houston, no mesmo estado, é uma metróple com edifícios gigantes, que se começa ver ao longe a dezenas de quilómetros de distância, Santo Antonio, também no estado do Texas, é uma cidade turística, atravessada pelo rio São Marcos e, com um local histórico de algum relêvo que é a Missão de Santo Antonio de Valero, mais conhecida por Forte Alamo, onde se registou uma importante batalha, que foi motivo de várias películas de Hoolywood. Em Houston, foram ver a NASA Space Center, e comeram bifes de vaca gigantes, assados na lenha, com feijões cozidos, com molho de mel!.

4

…passando a cidade de Houston, a paisagem é diferente, a estrada começa a ter algumas subidas e descidas. A verdura é constante, grandes pastagens, com bastantes vacas com uns cornos bastantes grandes, da raça “Longhorn”, que só se dá no estado do Texas, nos estados de Louisiana e do Alabama, há rios e pântanos, que são atravessados por estradas construídas sobre pilares de cimento e pontes de extensão de muitos quilómetros, nos estados de Tennessee, Virginia, Oeste Virginia e Pennsylvania, há floresta com árvores de diferentes cores, coordilheiras de montanhas, por extensão de centenas e centenas de quilómetros. Dizem que a “Blue Ridge Parkway”, que é o nome que tem a estrada que passa ao lado da auto estrada, é uma das estradas com mais cenário de montanhas dos Estados Unidos.

5

…todas as principais estradas, que atravessam estas montanhas, e com maior movimento de carros e camiões, foram construídas, ao lado de uns pequenos carreiros, onde há muitos anos atrás, transitavam os emigrantes, que chegavam aos portos de Nova Iorque, Boston ou Philadelfia, oriundos da Europa e, que demoravam anos, transitando por esses carreiros, até chegarem aos estados do Sul e Oeste. Dizem que havia casais, que saíam de Boston com três filhos, e chegavam à California com seis!.

   A esses carreiros da montanha, a que chamavam “Appalachian Trail”, feito por esses emigrantes, que viajavam sem mapas, por vezes, só por instinto, ou voltando para trás e procurando outra direccão, para contornarem determinada ravina, rio ou qualquer outro obstáculo. Hoje, os técnicos, com toda a aparelhagem moderna, aviões para verem do ar, não encontraram outra área melhor, mais directa e curta entre dois pontos, para construirem as estradas, do que esses pioneiros, ainda hoje, seguem a mesma direcção ao lado da “Appalachian Trail”, por milhares de quilómetros!. Que sabedoria tinham esses pioneiros!.

8120_132192719513_3982507_n

…e agora, a mãe dizia, a chorar de alegria: “ai, ai, ai, o meu filho, já veio da guerra”!.

Tony Borie, Setembro de 2014.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s