…olá, olá, olá! (Hello, hello, hello)!

…olá, olá, olá, mais uma semana passou e ainda andamos por cá!. (Hello, hello, hello, another week has passed and we are still here)!.

…esta frase dava entre outras para começar um poema mas, o tempo que vivemos e na nossa já um pouco avançada idade, todas as energias têm que ser utilizadas na sobrevivência!. (This phrase gave, among others, to start a poem but, the time we live and in our already a little old age, all energies have to be used in survival)!.

…tal como na semana que passou, continuamos fechados em casa, espreitando pela janela, vendo o vento soprar lá fora, o sol ou a chuva a acariciar a natureza, alguns pássaros voando, livres, sem a presença dos humanos, dessa espécie que os vai destruindo, tanto a eles como à natureza!. (Just like last week, we remain closed at home, peeking out the window, watching the wind blow outside, the sun or rain caressing nature, some birds flying, free, without the presence of humans, of this species that destroys them, both for them and for nature)!.

…parece-nos um pouco parecido com a vida de combatente, que vivemos por dois longos anos nas savanas e pântanos, no interior do continente Áfricano, sem qualquer contacto físico com a família ou com pessoas amigas, que tinham ficado na Europa!. (It seems a little like the life of a combatant, who lived for two long years in the savannas and swamps, in the interior of the African continent, without any physical contact with the family or with friends, who had stayed in Europe)!.

…às vezes pensamos que vivendo neste ambiente de clausura, ou seja de meditação, a sobrevivência torna-se bastante difícil mas, no fundo, no fundo, somos uns felizardos!. Porquê?. Porque abrimos a torneira e ainda sai água, na dispensa ainda lá vai havendo alguns géneros alimentícios e na cozinha o fogão ainda trabalha!. (Sometimes we think that living in this cloistered environment, that is to say meditation, survival becomes quite difficult but, deep down, deep down, we are fortunate!. Why?. Because we turned on the tap and there is still water, there are still some foodstuffs in the pantry and the stove still works in the kitchen)!.

…no entanto, milhares ou centenas de milhares de pessoas no mundo, vivem o mesmo fragelo que nós, mas com a diferença de não terem água corrente, e sem ela, é impensável sobreviver no meio de uma pandemia que é uma causa diária degradante, que força as pessoas a fazer escolhas impossíveis, colocando as comunidades em que vivem em risco, com casos que seriam evitáveis, pois neste momento as autoridades de saúde exaltam a lavagem das mãos, assim como o resto do corpo, como crucial para evitar esse maldito “Coronavirus19!. (However, thousands or hundreds of thousands of people in the world, live the same thing as us, but with the difference of not having running water, and without it, it is unthinkable to survive in the middle of a pandemic that is a daily cause degrading, which forces people to make impossible choices, putting communities where they live at risk, with cases that would be preventable, because at this moment health authorities praise hand washing, as well as the rest of the body, as crucial to avoid that damn “Coronavirus19)!.

…o pensamento nisto é degradante, além de todo o sofrimento que por aí vai, existe a possibilidade de milhares ou centenas de milhares de pessoas poderem estar passando por uma quarentena com ordens de ficar em casa que, infelizmente e como acima referenciámos, não têm água corrente, e o maldito “Coronavírus19” não é um conto de fadas, é verdadeiro, anda por aí, e nós, os seres humanos somos o seu elo de transmissão!. (Thinking about this is degrading, in addition to all the suffering that goes on, there is the possibility that thousands or hundreds of thousands of people may be undergoing quarantine with orders to stay at home that, unfortunately and as mentioned above, they don’t have running water, and the damn “Coronavirus19” isn’t a fairy tale, it’s true, it’s going around, and we humans are its transmission link)!.

…o nosso Presidente disse que o “pico” da pandemia já passou!. Por tal, vamos começar a descer a montanha, oxalá que sim e, já agora faço um convite para que me acompanhem na descida, numa jornada de vida, voando assim que seja possível, para a companhia da família e dos amigos, nem que estejam a centenas ou milhares de milhas de distância!. (Our President said that the “peak” of the pandemic is over!. So, let’s start going down the mountain, I hope so, and now I invite you to join me on the descent, on a life journey, flying as soon as possible, for the company of family and friends, even if they are hundreds or thousands of miles away)!.

…oxalá que sim, e tal como na semana que já passou, para nós, tudo continua na mesma, portanto “cá vai a mesma frase, que talvez seja comum, pelo menos a alguns”, estamos aconselhados a estar fechados em casa, todavia, na nossa já longa idade, faz-nos sentir numa quase “depressão”, que afinal, se está a tornar num abaixamento de nível, num enfraquecimento, num abatimento, tanto físico como moral que, como acima já mencionámos, fechados em casa, nos faz viver numa zona de baixa pressão atmosférica, em torno da qual o vento não sopra, seja em que direcção for e, o único movimento que vimos à nossa volta, são os ponteiros do relógio!. (I hope so, and just like in the past week, for us, everything remains the same, so “here goes the same sentence, which may be common, at least to some”, we are advised to be closed at home However, in our already long age, it makes us feel almost “depressed”, which, after all, is becoming a lowering of level, a weakening, a dejection, both physical and moral that, as mentioned above, closed in home, makes us live in an area of low atmospheric pressure, around which the wind does not blow, in any direction, and the only movement we saw around us are the hands of the clock)!.

…até para a semana, talvez!. (See you next week, maybe)!.

Tony Borie, April 2010!

One thought on “…olá, olá, olá! (Hello, hello, hello)!

  1. Amigo Tony Verdade, ainda temos que dar graças a Deus, porque o que nos falta neste momento é a “liberdade”, o resto vai mais ou menos. Outros locais no mundo e lógicamente outros povos, têm carências além destas, de alimentação e médica. Bem, vamos esperando por dias melhores, que pareçe, pelo menos cá por este país à beira mar plantado, que as coisas estão melhorando, graças ao grande trabalho das equipas médicas, policias, bombeiros e também à população em geral, que tem cumprido muito bem o estar em casa saindo o menos possível, embora psicologicamente já começe a dar sinais negativos. Abraço, tudo de bom, e até sempre. Roger

    Tony Borie – Pieces of my life escreveu no dia sábado, 18/04/2020 à(s) 08:41:

    > tonisaborie posted: ” …olá, olá, olá, mais uma semana passou e ainda > andamos por cá!. (Hello, hello, hello, another week has passed and we are > still here)!. …esta frase dava entre outras para começar um poema mas, o > tempo que vivemos e na nossa já um pouco avançada ” >

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s