…a guerra colonial Portuguesa e os “descobrimentos”!. (…the Portuguese colonial war and the “discoveries”)!.

…não sabemos quem fez esta composição de fotografia, exemplificando o passado antigo e mais recente do que foi o Portugal Colonial!. No entanto, sem qualquer dúvida que torna tudo mais simples, exemplificando, pelo menos às novas gerações, o que foi a “era dos descobrimentos”, e da sua intensa exploração marítima durante os séculos XV e XVI, onde os marinheiros portugueses estavam na vanguarda da exploração européia, registando em mapas as costas da África e outros continentes!.

(…we do not know who made this photographic composition, exemplifying the ancient and more recent past of what was Colonial Portugal)!. However, without any doubt, it makes everything simpler, exemplifying, at least to the new generations, what the “age of discoveries” was like, and its intense maritime exploration during the 15th and 16th centuries, where Portuguese sailors were at the forefront. (of European exploration, recording the coasts of Africa and other continents on maps)!.

…principalmente ao longo da costa da África Ocidental onde as expedições começaram por volta do ano de 1419 sob o patrocínio do Príncipe Henrique, o “Navegador”, com Bartolomeu Dias a chegar ao Cabo da Boa Esperança entrando no Oceano Índico, onde alguns anos depois Vasco da Gama já com mapas daquela rota liderou a primeira frota ao redor da África para a Índia, chegando a Calicute e iniciando uma rota marítima de Portugal para as Índias!. 

(…mainly along the coast of West Africa where expeditions began around the year 1419 under the patronage of Prince Henry the “Navigator”, with Bartolomeu Dias arriving at the Cape of Good Hope entering the Indian Ocean, where a few years later Vasco da Gama, already with maps of that route, led the first fleet around Africa to India, reaching Calicut and starting a sea route from Portugal to the Indies)!.

…no entanto alguns anos antes, já Afonso IV de Portugal tinha concedido financiamento público para levantar uma frota comercial adequada e ordenou as primeiras explorações marítimas, ocupando Ceuta, com o objectivo de controlar a navegação ao longo da costa africana!. Assim, o ainda jovem Príncipe Henrique, o “Navegador”, movido também pelo objetivo de expandir o cristianismo com a ajuda do Papa, tomou conhecimento das possibilidades de lucro naquelas rotas comerciais!.

(…however, a few years earlier, Afonso IV of Portugal had already granted public funding to raise an adequate commercial fleet and ordered the first maritime explorations, occupying Ceuta, with the aim of controlling navigation along the African coast!. Thus, the still young Prince Henry, the “Navigator”, also moved by the objective of expanding Christianity with the help of the Pope, became aware of the possibilities of profit in those trade routes)!.

…mas voltando ao ano de 1419, dois capitães do Príncipe Henrique, João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira foram levados por uma tempestade para a Madeira, uma ilha desabitada na costa da África!. Anos depois Diogo de Silves descobriu a ilha açoriana de Santa Maria e nos anos seguintes os marinheiros portugueses descobriram e colonizaram o resto dos Açores, iniciando o povoamento português nestas ilhas onde o trigo e depois a cana-de-açúcar foram cultivados, tornando-se actividades lucrativas!

(…but going back to the year 1419, two captains of Prince Henry, João Gonçalves Zarco and Tristão Vaz Teixeira were taken by a storm to Madeira, an uninhabited island off the coast of Africa)!. Years later Diogo de Silves discovered the Azorean island of Santa Maria and in the following years Portuguese sailors discovered and colonized the rest of the Azores, starting the Portuguese settlement in these islands where wheat and then sugar cane were cultivated, becoming profitable activities)!.

…tudo isto, tornou os portugueses daquela época muito orgulhosos pois foram capazes de navegar pelo menos quase mil milhas fora da costa portuguesa, e claro, depressa começaram as viajens pela costa da Mauritânia, reunindo um grupo de comerciantes e armadores interessados ​​nestas novas vias marítimas, começando o monopólio, neste caso com o patrocínio real de todos os lucros do comércio dentro daquelas áreas já descobertas!.

(…all this made the Portuguese of that time very proud as they were able to sail at least almost a thousand miles off the Portuguese coast, and of course, they soon began traveling along the coast of Mauritania, gathering a group of merchants and shipowners interested in these new developments. (sea routes, beginning the monopoly, in this case with the real sponsorship of all profits from trade within those areas already discovered)!.

…assim estavam lançadas as bases para o império português que, utilizando uma nova tecnologia marítima, alcançaram latitudes cada vez mais meridionais, depressa alcançando as ilhas de Cabo Verde!. Assim, deram início a uma cadeia de feitorias portuguesas ao longo da costa, principalmente para atrair comerciantes muçulmanos e monopolizar os negócios nas futuras rotas percorridas naquele norte da África!.

(…thus the foundations were laid for the Portuguese empire which, using a new maritime technology, reached increasingly southern latitudes, quickly reaching the islands of Cape Verde!. Thus, they started a chain of Portuguese trading posts along the coast, mainly to attract Muslim traders and monopolize business on future routes traveled in that North Africa)!.

…e, no ano de 1446, Álvaro Fernandes avançou quase até a actual Serra Leoa, e claro, o Golfo da Guiné estava alcançado!. Nessa época o rei Afonso V concedeu o monopólio da comércio de parte do Golfo da Guiné ao comerciante Fernão Gomes, por um pagamento anual de 200.000 reais, sendo também obrigado a explorar 100 léguas da costa a cada ano durante cinco anos!.

(…and, in the year 1446, Álvaro Fernandes advanced almost to present-day Sierra Leone, and of course, the Gulf of Guinea was reached)!. At that time, King Afonso V granted the monopoly of trade in part of the Gulf of Guinea to the merchant Fernão Gomes, for an annual payment of 200,000 reais, being also obliged to explore 100 leagues of the coast each year for five years)!.

…isto não foi para ele dificuldade, pois empregando os exploradores João de Santarém, Pedro Escobar, Lopo Gonçalves, Fernão do Pó e Pedro de Sintra, superou toda esta exigência, cruzando o Equador até o Hemisfério Sul, encontrando as ilhas do Golfo da Guiné, incluindo São Tomé e Príncipe, deixaram por lá uma série de padrões, cruzes de pedra com o brasão português a marcar estas suas reivindicações!.

(…this was not a difficulty for him, because employing the explorers João de Santarém, Pedro Escobar, Lopo Gonçalves, Fernão do Pó and Pedro de Sintra, he overcame all this requirement, crossing the Equator to the Southern Hemisphere, finding the islands of the Gulf of Guinea (including São Tomé and Príncipe, left a series of patterns there, stone crosses with the Portuguese coat of arms to mark these claims)!.

…e, à medida que os portugueses exploravam as costas de África,  construindo fortes e feitorias, onde a partir dessas bases, os portugueses se engajaram lucrativamente no comércio de mercadorias, escravos ou ouro, desfrutando de um monopólio virtual do comércio atlântico!.

(…and, as the Portuguese explored the coasts of Africa, building forts and trading posts, where from these bases, the Portuguese profitably engaged in the trade of goods, slaves or gold, enjoying a virtual monopoly of the Atlantic trade)!.

…tudo isto foi a causa de uns séculos mais tarde, surgirem movimentos nacionalistas armados nessas paragens lutando pela independência dos seus territórios que entretanto se tinham tornado em Colónias Africanas de Portugal, e claro, daí surgiu a maldita Guerra Colonial Portuguesa, onde permanecemos nas selvas, rios e pântanos da então Provincia Colonial da Guiné por um período de dois longos anos e onde mais de 10 mil militares portugueses perderam a vida nas três frentes de guerra em África, entre os anos 1961 e 1975!.

(…all this was the cause of a few centuries later, armed nationalist movements emerged in those parts fighting for the independence of their territories that had meanwhile become Portuguese African Colonies, and of course, from there came the cursed Portuguese Colonial War, where we remained in the jungles. (, rivers and swamps of the then Colonial Province of Guinea for a period of two long years and where more than 10,000 Portuguese soldiers lost their lives on the three war fronts in Africa, between 1961 and 1975)!.

…foi o preço do sofrimento, da angústia, do mêdo e da fúria em combate, do horror, do inferno que vivemos, a marca que nos acompanha para o resto das nossas vidas, que na verdade nos sentimos loucos por dentro e, como veteranos de guerra, temos que ser francos e dizer, que pagamos um preço muito elevado para servir o nosso país e, as vítimas emocionais das guerras equivocadas são na verdade as mais difíceis de suportar, são as tais feridas profundas que sofremos, que podem ser infligidas sem deixar um simples arranhão!. 

(…was the price of suffering, anguish, fear and fury in combat, of the horror, of the hell we live, the mark that accompanies us for the rest of our lives, that we actually feel crazy inside and, as war veterans, we have to be frank and say, that we pay a very high price to serve our country and, the emotional victims of the wrong wars are actually the most difficult to bear, it’s the deep wounds we suffer, which can be inflicted without leaving a single scratch)!.

…porque o tal pensamento não nos abandona, no entando, tentando sobreviver, às vezes em momentos sombrios e silenciosos, tentamos repudiá-lo, mandar para longe, a explosão de uma granada ou o som do bater das lâminas de um helicóptero em cenário de guerra, recolhendo o que resta do corpo de um combatente, embrulhado num camuflado sujo com o seu próprio sangue!. 

(…because that thought does not abandon us, however, trying to survive, sometimes in dark and silent moments, we try to repudiate it, send away, the explosion of a grenade or the sound of the blades of a helicopter in a scene of (War, collecting what remains of a combatant’s body, wrapped in a camouflage dirty with his own blood)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

One thought on “…a guerra colonial Portuguesa e os “descobrimentos”!. (…the Portuguese colonial war and the “discoveries”)!.

  1. Amigo Tony Boa escrita, o que não era de estranhar saindo de ti. Continua com essa mente em pleno. Recebe um abraço deste teu amigo Roger

    Tony Borie – Pieces of my life escreveu no dia sábado, 5/02/2022 à(s) 05:59:

    > tonisaborie posted: ” …não sabemos quem fez esta composição de fotografia, > exemplificando o passado antigo e mais recente do que foi o Portugal > Colonial!. No entanto, sem qualquer dúvida que torna tudo mais simples, > exemplificando, pelo menos às novas gerações, o que foi ” >

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s