…we returned to the south!.


…voltamos ao sul!. (we returned to the south)!.

…não rumo ao Polo Sul, onde as temperaturas de inverno podem chegar aos 130 graus Fahrenheit, onde num normal dia, existem ocasionais rajadas de vento que têm a força de um furacão ou, onde naquele lugar remoto, em caso de necessidade, entre outras coisas, não é lá muito fácilmente acessível a qualquer equita médica ou qualquer outro tipo de ajuda!. (Not towards the South Pole, where winter temperatures can reach 130 degrees Fahrenheit, where on a normal day, there are occasional gusts of wind that have the force of a hurricane or, where in that remote place, in case of need, among other things, is not very easily accessible to any medical doctor or any other type of help)!.

…viajámos para sul, de novo na estrada rápida 95, sempre cumprindo as normas da velocidade imposta, no conforto da nossa “White Fox”, onde existe quase todo o tipo de ajuda, como locais de descanso, estações de abastecimento, restaurantes, ou em caso de necessidade, até mesmo hospitais!. (We have traveled south again on fast road 95, always meeting the standards of speed imposed, in the comfort of our “White Fox”, where there is almost every kind of help, such as resting places, filling stations, restaurants, or in case of need, even hospitals !.

…era o returno a casa, ao nosso lar, sabendo que ninguém pode voltar e fazer um novo começo, todavia qualquer um nós pode começar a partir de agora e, fazer um novo final, assim como não há promessa de dias sem dor, riso sem tristeza ou sol sem chuva, mas existe sempre uma luz que nos ilumina o caminho, pois desapontamentos são como as colisões de estradas, atrapalham-nos um pouco, mas lá para diante, a estrada fica suave e, pelo menos na nossa já um pouco avançada idade, não é lá muito aconselhável ficar nas colisões da vida por muito tempo!. (It was the returno the house, to our home, knowing that no one can come back and make a new beginning, however anyone we can start from now and, make a new end, just as there is no promise of days without pain, laughter without sadness or sun without rain, but there is always a light that illuminates the way, for disappointments are like road collisions, they disturb us a little, but then forward, the road becomes soft and, at least in our already a little advanced age, it is not very advisable to stay in the collisions of life for long)!.

…cada dia é um presente e, enquanto os nossos olhos se abrirem, concentramo-nos num novo dia, que é o presente e, em todas as lembranças felizes que vamos guardando, como por exemplo o tempo passado no norte, na companhia da família ou dos amigos de longa data, a Natércia e o Jorge!. (Every day is a gift, and as long as our eyes open, we focus on a new day, which is the present, and on all the happy memories we keep, such as the time spent in the north in the company family or long-time friends, Natércia and Jorge)!.

…houve alegria, juntámo-nos, convivemos, uma neta foi baptizada em Cristo!. (There was joy, we joined, we lived together, one granddaughter was baptized in Christ)!.

…outra teve uma pequena festa de aniversário, que se prolongou com uma visita ao oceanário da cidade de Candem, no estado de Nova Jersey, onde a nossa filha Sandy e o seu marido Brian, na companhia dos nossos netos, nos presentearam com uma visita guiada ao pormenor, a todo o complexo do oceanário, visitando o lugar onde os hipopótamos, os tubarões, os pinguins e outras espécies vivem e se reproduzem, contribuindo para a continuação da vida selvagem, neste mundo, que a nós nos parece cada vez mais difícil, quando pensamos em sensibilidade de uns para com os outros!. (Another had a small birthday party, which lasted with a visit to the oceanarium of the city of Candem, in the state of New Jersey, where our daughter Sandy and her husband Brian, accompanied by our grandchildren, presented us with a detailed tour of the whole complex of the oceanarium, visiting the place where hippos, sharks, penguins and other species live and reproduce, contributing for the continuation of wildlife in this world, which seems to us increasingly difficult when we think of sensitivity to each other)!.


…depois, depois despedimo-nos, viajando mais de mil milhas em direcção ao sul, ouvindo alguma música, pensando entre outras coisas que, a felicidade é algo que podemos decidir com alguma antecedência e, se gostamos da vida que levamos ou não, não depende do conforto ou das facilidades que hoje existem, ou até mesmo como este mundo está organizado, depende sim, é como nós organizamos a nossa mente!. (Then we say goodbye, traveling more than a thousand miles south, listening to some music, thinking among other things that happiness is something we can decide with some advance and if we like the life we take or not, it does not depend on the comfort or facilities that exist today, or even how this world is organized, it depends on yes, it’s how we organize our mind)!.

…é uma decisão que devemos tomar todas as manhãs quando acordamos, pois a velhice é como uma conta bancária, com a diferença que nesta idade, não depositamos dinheiro, devemos depositar muita felicidade e só as boas memórias, na conta bancária das lembranças! (Is a decision that we must take every morning when we wake up, because old age is like a bank account, with the difference that at this age, we do not deposit money, we must deposit much happiness and only the good memories, in the bank account of memories)!.

…a família e os verdadeiros amigos, são uma boa parte para preencher o nosso banco de memórias, onde felizmente ainda vamos depositando e, sobretudo concentramo-nos nestas cinco regras muito simples que, nos fazem um pouco mais felizes, como por exemplo, vamos libertando o nosso coração do ódio, assim como a nossa mente das preocupações, vivemos simplesmente, na esperança de dar-mos mais e esperando sempre menos!. (The family and the true friends, are a good part to fill our memory bank, where we are fortunately still depositing and, above all, we focus on these five very simple rules that make us a little happier, for example, let us free our hearts from hatred, as well as our mind from worries, we live simply, hoping to give ourselves more and waiting ever less)!.

Tony Borie, September 2018.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s