…vamos de novo para norte!. (…let’s go north again)!.

…porquê?. Porque o nosso neto Brian Anthony, vai fazer a sua primeira comunhão católica e, tal como nos diz a lenda e era costume em Constantinopla no século VI, as crianças pequenas e inocentes recebiam o pão e o vinho no altar durante a oração eucarística que representavam os elementos consagrados da Sagrada Comunhão, que era uma lembrança simbólica da morte de Cristo!.

(…why?. Because our grandson Brian Anthony, is going to make his first Catholic communion and, as legend tells us and it was customary in Constantinople in the 6th century, small and innocent children received bread and wine at the altar during the Eucharistic prayer they represented the consecrated elements of Holy Communion, which was a symbolic remembrance of the death of Christ)!.

…segundo a tradição, o serviço da Comunhão é um dos sete rituais chamados sacramentos que têm um significado importante, porque durante este serviço, a que é costume chamar de Missa, os católicos acreditam que o pão e o vinho, quando especialmente abençoados por um sacerdote, tornam-se o corpo e o sangue de Jesus Cristo!. 

(…according to tradition, the service of Communion is one of the seven rituals called sacraments that have an important meaning, because during this service, which is customarily called Mass, Catholics believe that bread and wine, when specially blessed by a priest, become the body and blood of Jesus Christ)!.

…assim como avós que adoram os seus netos, vamos estar presentes, tal como toda a família, para que o Brian Anthony se sinta acompanhado e feliz na sua festa da Sagrada Comunhão!. 

(…as well as grandparents who adore their grandchildren, we will be present, as will the whole family, so that Brian Anthony feels accompanied and happy at his Holy Communion party)!.

Tony Borie, Maio de 2022. (Tony Borie, May 2022).

…já regressámos!. (…we’re back)!.

…a nossa amizade ainda é a mesma de antes mesmo que as situações, os tempos e a vida tenham mudado ao longo dos anos!. A Natércia e o Jorge estão sempre lá!. Obrigado amigos!.

(…our friendship is still the same as before, even though situations, times and life have changed over the years)!. Natércia and Jorge are always there!. Thank you friends)!.

…a verdadeira amizade é um tipo de jóia rara!. Passámos uns dias maravilhosos, recordando situações vividas, boas ou menos boas, rindo, lembrando tempos, cantos e curvas da vida, porque a vida torna-se mais bela, quando amigos como vocês estão lá, onde cada palavra vossa nos inspira e nos dá uma nova motivação para continuar a viver uma vida que já vai sendo bastante longa!.

(…true friendship is a kind of rare gem!. We spent some wonderful days, remembering lived situations, good or less good, laughing, remembering times, corners and curves of life, because life becomes more beautiful, when friends like you are there, where every word of yours inspires us and gives us a new motivation to continue living a life that is already quite long)!.

…e, os amigos são umas das poucas pessoas com quem podemos ser livremente nós mesmos e, se temos a felicidade de ter amigos que se preocupam e nos apoiam falando-dos e convivendo, podemos dizer que realmente tivémos sorte, porque são eles algumas das poucas pessoas especiais que ouvindo-nos, podem ler a nossa mente!. São eles que nos animam quando nos sentimos em baixo e se pensarmos e pararmos por um tempo, veremos que algumas das lembranças mais felizes da nossa vida envolvem os amigos!.

(…and friends are one of the few people with whom we can freely be ourselves and if we are fortunate enough to have friends who care and support us talking to them and living together, we can say that we were really lucky, because they are some of the few special people who listening to us, can read our mind!. They are the ones who cheer us up when we feel down and if we think about it and stop for a while, we will see that some of the happiest memories of our lives involve friends)!.

…sem dúvida, que ao longo da nossa existência, conhecemos tantos novos rostos e relações, mas nada foi tão importante como a amizade daqueles que podemos chamar de bons amigos como vocês, porque a amizade sincera, continua a significar uma coisa muito mágica para nós!.

(…without a doubt, that throughout our existence, we have met so many new faces and relationships, but nothing has been as important as the friendship of those we can call good friends like you, because sincere friendship continues to mean something very magical to us)!.

…durante estes dias passados juntos, caminhámos na praia, estivémos juntos à mesa no dia das mães, visitámos lugares paradisíacos, vimos o pôr do sol mais lindo do mundo, contámos histórias que nos fizeram rir, reclamámos coisas da vida, apenas tagarelando ou rindo daquilo que vimos e não concordamos, enfim, compartilhámos momentos que nos ajudam a resolver e enfrentar os problemas do dia a dia nesta idade já um pouco avançada, onde os mais novos às vezes não compreendem ou se compreendem, fazem que não compreendem!.

(…during these days spent together, we walked on the beach, we were together at the table on mother’s day, we visited paradisiacal places, we saw the most beautiful sunset in the world, we told stories that made us laugh, we complained about things in life, just chatting or laughing (From what we saw and did not agree with, in short, we share moments that help us solve and face day-to-day problems at this somewhat advanced age, where the younger ones sometimes do not understand or if they understand, they pretend they do not understand)!.

…mais uma vez obrigado Natércia e Jorge e acreditem que ficamos muito gratos pelas vossas gentilezas, porque as pessoas que nos fazem felizes, “são os jardineiros encantadores que fazem nossas almas florescerem”, e claro, vocês adicionaram carradas de alegria e felicidade na nossa vida!. Bem Hajam!.

(…once again thank you Natércia and Jorge and believe me we are very grateful for your kindness, because the people who make us happy, “are the charming gardeners who make our souls bloom”, and of course, you added loads of joy and happiness to our life!. Well Hajam)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…West Rim, Grand Canyon, Arizona!.

…depois de viajarmos aproximadamente 70 milhas pelo deserto do Arizona em direcção ao oeste, numa estrada de terra e cascalho, chegámos finalmente ao rancho Hualapai, onde nos instalámos pelo período de algum tempo porque para nós, amantes da natureza pura, é benéfico e espectacular o cenário desta área que procura abraçar tanto a cultura do local quanto a grandeza natural, porque situado na borda oeste deste maravilhoso Canyon histórico, o Grand Canyon West oferece-nos inúmeras experiências memoráveis, tal como vistas extravagantes, uma história muito rica, e claro, aventura ao ar livre!.

(…after traveling approximately 70 miles through the Arizona desert towards the west, on a dirt and gravel road, we finally arrived at the Hualapai ranch, where we settled for a period of time because for us, lovers of pure nature, it is beneficial and spectacular the setting of this area that seeks to embrace both the local culture and the natural grandeur, because situated on the west rim of this wonderful historic Canyon, the Grand Canyon West offers us countless memorable experiences, such as extravagant views, a very rich history, and of course , outdoor adventure)!.

….estávamos numa área que fazia parte do Parque Nacional do Grand Canyon, que é como se fosse uma “zona montanhosa”, mas ao contrário, cá em cima é plano, mesmo plano, depois são os “moldes” das montanhas, metidos nas aberturas da terra, desfiladeiros, que vão até às profundezas do rio Colorado!. Enfim, cerca de 2 bilhões de anos da história geológica da terra foram expostos pelo rio, à medida que este e os seus afluentes vão expondo camada após camada de sedimentos!.

(….we were in an area that used to be part of the Grand Canyon National Park, which is like a “mountainous area”, but on the contrary, up here it is flat, even flat, then there are the “molds” of the mountains, placed in the earth openings, canyons, which go to the depths of the Colorado River!. Finally, about 2 billion years of the earth’s geological history were exposed by the river, as it and its tributaries expose layer after layer of sediment)!.

…e, estradas de terra, cascalho ou poeira, para nós é normal, porque adoramos o cenário do Rio Colorado, e sempre que viajamos para o oeste e nos é possível, vamos junto dele, porque nos oferece uma sensação inegável do pré-histórico ao estar entre as imponentes sentinelas de rocha e as águas agitadas do Grand Canyon West, que sem qualquer dúvida que é uma maravilha moldada pela lenta agitação do tempo que, até aos dias de hoje permanece sagrada, pelo menos para o povo da Nação Hualapai!.

(…and, dirt, gravel or dust roads, for us it’s normal, because we love the scenery of the Colorado River, and whenever we travel west and we can, we go along it, because it gives us an undeniable prehistoric feeling standing among the towering rock sentinels and the churning waters of the Grand Canyon West, which is without a doubt a wonder shaped by the slow churning of time that, to this day, remains sacred, at least to the people of the Hualapai Nation)!.

…o cenário da Nação Hualapai é evidente imediatamente após a chegada a Eagle Point, o lar da Skywalk em forma de ferradura e, despertou-nos a atenção um empregado do Rancho, que nos pareceu um nativo dos Hualapai, que barafustava pelo barulho dos helicópteros que sobrevoavam por ali, dizendo entre outras, que os pássaros e os insectos desapareceram e que à noite, aí sim, se torna um paraíso, pois os helicópteros param e todos os pássaros e insetos começam a cantar ao mesmo tempo!. 

(…the scenery of the Hualapai Nation is evident immediately upon arrival at Eagle Point, the home of the horseshoe-shaped Skywalk, and a ranch employee, who seemed to us a native of the Hualapai, caught our attention by the noise of the helicopters which flew over there, saying, among others, that the birds and insects disappeared and that at night, then, it becomes a paradise, as the helicopters stop and all the birds and insects begin to sing at the same time)!.

…nós, habituados ao ambiente do resto do mundo, não nos tínhamos apercebido deste fenómeno mas, era verdade, à noite era uma sinfonia maciça de som, um levante incrível da vida que não sabíamos que existia!. Continuando a conversa com este nativo da Nação Hualapai, convidou-nos a passear na ponte do Skywalk, que é uma ponte de vidro em forma de ferradura de 10 pés de largura que se estende por 70 pés sobre a borda, até 4.000 pés acima do piso do Grand Canyon!. 

(…we, used to the environment of the rest of the world, had not noticed this phenomenon but, it was true, at night it was a massive symphony of sound, an incredible uprising of life that we did not know existed!. Continuing the conversation with this native of the Hualapai Nation, he invited us to take a walk on the Skywalk Bridge, which is a 10-foot-wide horseshoe-shaped glass bridge that spans 70 feet over the rim, up to 4,000 feet above the Grand Canyon floor)!.

…foi o que fizémos!. No entanto, antes de nos aventurar na plataforma, tomámos conhecimento da história deste território, em fotos e desenhos que adornam as paredes deste complexo, com artefatos Hualapai envoltos em vidro, ouvindo a música tradicional e a narrativa que enchia a sala, com contos que narravam a força de um povo cuja perseverança é tão impressionante quanto aquele cenário de rochas e desfiladeiros a que eles chamam de lar!.

(…that’s what we did!. However, before venturing into the platform, we learned about the history of this territory, in photos and drawings that adorn the walls of this complex, with Hualapai artifacts wrapped in glass, listening to traditional music and the narrative that filled the room, with tales that they narrated the strength of a people whose perseverance is as impressive as that scenery of rocks and canyons they call home)!.

…entretanto ao nosso lado ouvimos uma voz que dizia, “vamos lá pessoal”!. E insistia, “vamos encontrar a águia”!. Essa personagem estava-se a referir a uma formação rochosa que lembra o perfil de uma águia e, criando alguma coragem entrámos finalmente na plataforma do Skywalk, com o chão aparentemente desaparecendo debaixo de nós, o estômago caiu um pouco mas, depois de algum tempo de embaraço na borda e um pouco de fé na magia, as nossas costas endireitaram-se e os nossos passos foram mais decididos, entrando e caminhando sobre esta ponte de vidro, e era verdade, olhando para as formações espectaculares e para uma rocha em forma de águia que se destacava um pouco a norte, que deu nome a este lugar, que é muito inerente à história de origem dos Hualapai!. 

(…however, next to us we heard a voice that said, “let’s go guys”!.  And he insisted, “let’s find the eagle”!. This character was referring to a rock formation that resembles the profile of an eagle and, building up some courage we finally entered the Skywalk platform, with the ground apparently disappearing under us, the stomach dropped a little but after a while from embarrassment on the edge and a little faith in the magic, our backs straightened and our steps were more purposeful, entering and walking over this glass bridge, and it was true, looking at the spectacular formations and a rock shaped eagle that stood out a little to the north, which gave its name to this place, which is very inherent in the history of origin of the Hualapai)!.

…na verdade até ficámos gratos por estar a olhar ao nosso redor, em vez de olhar para abaixo, para aquele desfiladeiro que nos parecia um precipício, enquanto outro helicóptero ocasionalmente voava sobre nós e, de volta ao terreno sólido, sem balanços, fizémos o nosso caminho através de uma aldeia nativa americana com moradias, abrigos e outras estruturas tradicionais, como modelos de arquitetura que estavam por ali muito antes de qualquer estranho andar por aqui!. 

(…in fact, we were even grateful that we were looking around us, instead of looking down at that canyon that looked like a precipice to us, while another helicopter occasionally flew over us and, back on solid ground, without rocking, we made our way through a Native American village with dwellings, shelters and other traditional structures, such as architectural models that were around long before any stranger walked here)!.

…fomos andando, apreciando a parte oeste do Grand Canyon, que é um cenário selvagem e implacável, onde a água é perigosamente escassa, repleto de desfiladeiros desconhecidos, cactos selvagens, pequenos caminhos perigosos mas, com vistas amplas e para nós maravilhosas!.

(…we were walking, enjoying the west part of the Grand Canyon, which is a wild and unforgiving scenery, where water is dangerously scarce, full of unknown canyons, wild cacti, small dangerous paths but, with wide and wonderful views for us)!.

…por pura curiosidade, depois de recebermos alguma informação, também fomos para a linha, esperando a nossa vez de embarcar no helicóptero, que depois de sobrevoar uma área de aproximadamente 5 milhões de acres, que como já referimos anteriormente é o lar da tribo indígena Hualapai, onde em tempos caçavam e cultivavam uma grande faixa de planalto no norte do Arizona, bem como nas margens sul e oeste do Grand Canyon, nos levou a voar, descendo aproximadamente 3,500 pés até pousar nas margens do rio Colorado e, a ter contacto com a sua água!.

(…out of sheer curiosity, after receiving some information, we also went to the line, waiting for our turn to board the helicopter, which, after flying over an area of ​​approximately 5 million acres, which, as we mentioned earlier, is home to the Hualapai Indian tribe, who once hunted and farmed a large swath of plateaus in northern Arizona as well as the southern and western rims of the Grand Canyon, took us soaring, descending approximately 3,500 feet to land on the banks of the Colorado River, and then have contact with your water)!.

…lá em baixo, na beira da água, um barco a motor levou-nos rio acima, em direcção ao parque nacional, tendo contacto com a água, num passeio, que nos pareceu uma caminhada para o céu, porque ao longo da água íamos sendo educados na geologia local, nos padrões climáticos sazonais ou na observação da vida selvagem do rio Colorado!.

…downstairs, at the edge of the water, a motor boat took us upriver, towards the national park, having contact with the water, in a walk, which seemed to us a walk to heaven, because along the we were educated in local geology, seasonal weather patterns or observing the wildlife of the Colorado River)!.

…aqui, voltámos a ver com os nossos olhos, aquilo que foi resistindo aos ciclos de tempo, onde à cerca de 200 milhões de anos atrás, a areia que fazia parte do maior sistema de areia e dunas do continente norte-americano, que talvez fossem “mares de areia” que eventualmente se foram endurecendo pela água e minerais no Navajo Sandstone, numa uniforme e incrível camada lisa de arenito, que se estendia do Arizona para Wyoming, e ainda hoje pode ter mais de dois mil pés de expessura em alguns lugares!.

(…here, we saw again with our eyes, what was resisting the cycles of time, where, about 200 million years ago, the sand that was part of the largest sand and dune system on the North American continent, which perhaps they were “seas of sand” that were eventually hardened by water and minerals in the Navajo Sandstone, a uniform and amazingly smooth layer of sandstone, which stretched from Arizona to Wyoming, and still today may be over two thousand feet thick in some places)!.

…e, depois de Arenito Navajo endurecido, outras camadas diferentes de sedimentares se foram empilhando, e claro, ao longo de alguns milhões de anos, a paciente água sob a forma de chuva, gelo, inundações e córregos, foi trabalhando,  corroendo essas diferentes camadas de Arenito Navajo, onde a areia foi lentamente desaparecendo, surgindo um cenário a que hoje chamam o leito do rio Colorado!.

(…and after the hardened Navajo Sandstone, other different sedimentary layers were piled up, and of course, over a few million years, the patient water in the form of rain, ice, floods and streams, was working, corroding (these different layers of Navajo Sandstone, where the sand was slowly disappearing, creating a scenario that is now called the bed of the Colorado River)!.

…era já quase noite, quando regressamos ao Rancho, mas ainda a tempo de entre outras coisas, comer  “cobras grelhadas”,  dormir em cabanas, tal como os nossos antepassados dormiam há muitos anos, depois de andar a cavalo, ouvir canções de cowboys, dançar e beber cerveja à temperatura ambiental, em redor de uma enorme fogueira!.

(…it was almost night when we returned to the Rancho, but there was still time to, among other things, eat “grilled snakes”, sleep in huts, as our ancestors slept many years ago, after riding horses, listening to songs (cowboys, dancing and drinking beer at room temperature, around a huge bonfire)!.

Tony Borie, Século XXI.     Tony Borie, 21st Century.

…vivemos por aqui!. (…we live around here)!.

…vivemos por aqui, escrevemos do que vemos por aqui!. 

(…we live around here, we write from what we see around here)!.

…a Primavera chegou!. A mudança para esta estação oferece-nos uma oportunidade única para ir lá para fora e desfrutar a fronteira com o Oceano Atlântico, disfrutar do seu litoral com mais de 200 dias ensolarados por ano, tornar a ver os animais ou as aves no seu habitate de florestas em terras secas ou submersas com água fresca ou salgada, o que nos faz entender ainda melhor a natureza pura que felizmente ainda por aqui existe!.

(…spring has come!. The change to this season offers us a unique opportunity to go outside and enjoy the border with the Atlantic Ocean, enjoy its coastline with more than 200 sunny days a year, see animals or birds in their Forests in dry lands or submerged with fresh or salt water, which makes us understand even better the pure nature that fortunately still exists here)!.

…porque a construção de novas casas de habitação tem estado muito activa nestes últimos meses na nossa área e…, em terra ocupada pela construção não nascem árvores ou flores, inspirando-nos à desumanização!. Porquê?. Porque os humanos têm feito do planeta Terra um inferno, principalmente mal tratando a natureza, e claro, as aves e os animais!.

(…because the construction of new dwellings has been very active in recent months in our area and…, trees or flowers do not grow on land occupied by construction, inspiring us to dehumanize!. Why?. Because humans have made the planet Earth hell, mainly by mistreating nature, and of course, birds and animals)!.

…e, a herança marítima da costa histórica da Flórida remonta de aproximadamento uns 6.000 anos, onde os primeiros lugares habitados ficavam próximos do lugar onde presentemente vivemos, ou seja na costa leste do norte da Flórida, principalmente numa comunidade de índios “timucuana”, chamada Seloy!. 

(…and, the maritime heritage of the historic coast of Florida dates back approximately 6,000 years, where the first inhabited places were close to where we currently live, that is, on the east coast of North Florida, mainly in a community of “Timucuana” Indians, called Seloy)!.

…claro, com a chegada dos exploradores europeus, por volta do século 16, trouxeram para esse povo pacífico um conflito cultural travado pela liberdade religiosa e principalmente pelo controle de lucrativas rotas marítimas, onde os navegadores europeus de então, observaram uma medição quase perfeita mais a norte, ou seja, como acima já mencionámos, próximo do lugar onde presentemente vivemos, que lhes permitia uma latitude que, antes de virar para sul, tiravam vantagem das correntes oceânicas, deixando este continente e navegando em direcção à Europa!.

(…of course, with the arrival of European explorers, around the 16th century, they brought to this peaceful people a cultural conflict fought for religious freedom and mainly for the control of profitable maritime routes, where the European navigators of the time, observed an almost perfect measurement more to the north, that is, as we mentioned above, close to the place where we currently live, which allowed them a latitude that, before turning south, took advantage of the ocean currents, leaving this continent and sailing towards Europe)!.

…deixando por aqui este povo “timucuana”, às vezes expoliado dos seus bens, que antes vivia a sua cultura, numa combinação de clima quente, humidade, furacões, pântanos, fauna nativa que felizmente ainda inclui jacarés, (alligators), cobras, panteras, linces, formigas-de-fogo, tatus ou aranhas tão grandes que poderiam funcionar como aviões e, outras coisas que são frequente ver aqui na Flórida!.

(…leaving this “Timucuana” people, sometimes deprived of their goods, who used to live their culture, in a combination of hot climate, humidity, hurricanes, swamps, native fauna that fortunately still includes alligators, snakes, panthers, lynxes, fire ants, armadillos or spiders so big that they could function as airplanes and other things that are common to see here in Florida)!.

…e, nas nossas caminhadas quase diárias paramos aqui e ali, fotografamos ou simplesmente admiramos os “alligators”, (alguns já nos conhecem), ou as aves de rapina “ospreys’, parecidas aos falcões ou mesmo às águias, com asas esbeltas e estreitas e pernas longas, que habitam nas florestas perto de grandes estuários costeiros ou pântanos salgados, empoleiradas em árvores altas, observando os peixes que passam próximos, ou as bonitas e graciosas garças, que pescam na corrente do canal!. 

(…and, on our almost daily walks, we stop here and there, photograph or simply admire the “alligators”, (some of you already know us), or the birds of prey “ospreys”, similar to hawks or even eagles, with slender wings and narrow and long-legged, which inhabit the forests near large coastal estuaries or salt marshes, perched on tall trees, watching the fish that pass by, or the beautiful and graceful herons, which fish in the current of the channel)!.

…ou ainda caminhando por carreiros, dentro de uma selva ainda conservada, (quase igual como era em séculos atrás), onde além do ar puro que se respira, admiramos árvores de carvalho e cipreste centenárias com “spanish moss” (musgo Espanhol) pendurado nos seus galhos, macio, gracioso e bonito ao mesmo tempo, que é um símbolo romântico do sul, que fica com uma cor prateado esverdeado depois de uma chuva e prateado acinzentado em outros momentos!.

(…or walking along paths, inside a still preserved jungle (almost the same as it was in centuries ago), where in addition to the pure air that we breathe, we admire centenary oak and cypress trees with “Spanish moss” hanging in its branches, soft, graceful and beautiful at the same time, which is a romantic symbol of the south, which turns silver-green after a rain and silver-gray at other times)!.

…e claro, os tais “alligators”, como acima já mencionámos, que aqui e ali nos aparecem ao lado dos pântanos e riachos que vêm da floresta em direcção à corrente do canal, que por sua vez vai desaguar no oceano!.

(…and of course, the so-called “alligators”, as we mentioned above, that here and there appear next to the swamps and streams that come from the forest towards the current of the channel, which in turn will flow into the ocean)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…é tempo de Páscoa!. (…it’s Easter time)!.

…a família veio visitar-nos aqui no sul nesta época em que se celebra a história cristã da Páscoa!. E afinal o que é a Páscoa?. Bem, para nós que criámos e educámos a nossa família guiados pelos princípios dos evangelhos que nos contam a história narrativa da vida, morte e ressurreição de Jesus e nos deixam claro que Cristo morreu pelos pecados da humanidade!. Assim, esta é a base da história da Páscoa!.

(…the family came to visit us here in the south at this time when the Christian history of Easter is celebrated!. And what is Easter anyway?. Well, for us who raised and raised our family guided by the principles of the gospels that tell us the narrative story of the life, death and resurrection of Jesus and make it clear to us that Christ died for the sins of humanity!. Thus, this is the basis of the Easter story)!.

…no entanto, no mundo cristão, hoje celebram-se outros eventos além dos religiosos, onde nos explicaram ainda em crianças na classe de catequese, lá na nossa aldeia da Europa onde nascemos, que Jesus estava a caminho de Jerusalém na companhia dos seus doze apóstolos e disse-lhes que, “o Filho do Homem será entregue aos principais sacerdotes e aos mestres da lei que o condenarão à morte e o entregarão aos gentios para ser escarnecido, açoitado e crucificado”!

(…however, in the Christian world, other events are celebrated today besides the religious ones, where they explained to us even as children in the catechism class, back in our village in Europe where we were born, that Jesus was on his way to Jerusalem in the company of his twelve apostles and told them that, “the Son of Man will be handed over to the chief priests and the teachers of the law, who will condemn him to death and deliver him to the Gentiles to be mocked, scourged and crucified”)!.

….depois, “ao terceiro dia ele será ressuscitado”, sendo a sua ressurreição a base da Páscoa!. Contavam-nos nessa já referida classe de catequese, outros pormenores como por exemplo, que foi apresentado em Jerusalém como, “este é Jesus, o rei dos judeus”, que foi “Maria Madalena uma das mulheres que encontrou a pedra de seu túmulo rolada e o seu corpo não estava mais lá dentro”, que foi morto, depois do “sofrimento de carregar a pesada cruz onde foi pregado”, e “a sua morte e ressurreição foi o perdão de Cristo à humanidade!.

(…afterwards, “on the third day he will be resurrected”, his resurrection being the basis of Easter!. They told us in that already mentioned class of catechesis, other details such as, for example, that he was presented in Jerusalem as, “this is Jesus, the king of the Jews”, that was “Mary Magdalene one of the women who found the stone of her tomb rolled away and his body was no longer inside”, who was killed, after the “suffering of carrying the heavy cross where he was nailed”, and “his death and resurrection was Christ’s forgiveness to humanity)!.

…foi esta a história que nos contaram e que fomos transmitindo aos nossos descendentes, no entanto hoje e como acima já explicámos, existem outras tradições envolvendo reuniões, festas, coelhinhos e ovos, coisas que no nosso modesto entender não fazem parte do significado bíblico da Páscoa, mas estão presentes nas celebrações modernas e, talvez tenham algumas raízes pagãs, ainda assim, para nós, tem pouco a ver com a alegação do feriado pagão da Páscoa!.

(…this was the story that we were told and that we passed on to our descendants, however today and as we have explained above, there are other traditions involving meetings, parties, bunnies and eggs, things that in our humble understanding are not part of the biblical meaning of Easter, but they are present in modern celebrations and, perhaps, have some pagan roots, yet, for us, it has little to do with the pagan holiday claim of Easter)!.

…depois, os estúdios de cinema em Hollywood também contribuiram para alguma controvérsia, mostrando filmes mais abrangentes da Páscoa que evocam histórias que envolvem a morte e ressurreição de Cristo como a morte histórica de um judeu ou que aquele homem, Jesus de Nazaré, de acordo com a crença cristã é a encarnação da segunda pessoa de Deus, mas ainda um verdadeiro homem de carne e osso e, que “a  Páscoa celebra a liberdade dos hebreus do cativeiro e da escravidão dos egípcios”!.

(…later, movie studios in Hollywood also contributed to some controversy, showing more comprehensive Easter films that conjure up stories involving the death and resurrection of Christ such as the historical death of a Jew or that man, Jesus of Nazareth, according to with Christian belief is the incarnation of the second person of God, but still a true man of flesh and blood, and that “Easter celebrates the freedom of the Hebrews from the captivity and slavery of the Egyptians”)!.

…enfim, de uma maneira ou de outra, a família visita-nos e as crianças andam por aí com as suas traquinices!. Andam pelo quintal na procura dos tais “ovos e coelhinhos”, o que nos dá muita alegria, fazendo de nós uns “avós babados” e tal como os adultos abraçam-nos, que nesta idade é o que mais necessitamos, ou seja, da sua presença, de saúde, de paz e de amor!.

(…finally, one way or another, the family visits us and the children walk around with their pranks!. They walk around the backyard looking for those “eggs and bunnies”, which gives us a lot of joy, making us “frilly grandparents” and just like adults hug us, which at this age is what we need the most, that is, the Your presence, health, peace and love)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…as longas noites de inverno!. (…the long winter nights)!.

…esta semana, aqui na cidade onde presentemente vivemos, do céu  caíram toneladas de água pura para limpar a porcaria que os humanos vão  deixando aqui e ali, poluindo este planeta que não é de ninguém, (nós só passamos por cá) e é nossa inteira obrigação deixá-lo ainda habitável aos nossos netos!. O cheiro a terra molhada dos tempos de infância chegaram em bom momento e felizmento o longo inverno de alguns excessos terminou!. 

(…this week, here in the city where we currently live, tons of pure water fell from the sky to clean the rubbish that humans are leaving here and there, polluting this planet that belongs to no one, (we just passed by) and is ours (full obligation to leave it still habitable for our grandchildren)!. The smell of wet earth from childhood arrived at a good time and luckily the long winter of some excesses is over)!.

…o inverno foi longo, gelado e seco!. Não gostamos dos invernos, primeiro porque retiram de cena o adorável verão da Flórida, depois porque os dias são pequenos e as noites longas, ficando todo o cenário esvaziado de sensibilidade!. Agora, com a chegada da primavera, mesmo as terça-feiras mais cinzentas vão converter-se em manhãs solarengas de um domingo!. É assim!. Tem que ser assim!. Pois os anos estão a passar muito rápidos!. 

(…the winter was long, cold and dry!. We don’t like winters, first because they remove the lovely Florida summer from the scene, then because the days are short and the nights are long, leaving the whole scene empty of sensitivity!. Now, with the arrival of spring, even the grayest Tuesdays will turn into sunny Sunday mornings!. And so!. That’s how it’s supposed to be!. The years are going by so fast)!.

…já acima o escrevemos que o inverno foi longo e, no silêncio das madrugadas onde ecoam únicamente o som das nossas palavras, vamos gerando um cenário onde a esperança ainda vive, criando alguma arte!. No entanto, o que é arte?. Um quadro na parede?, Quem é que assinou?. É famoso o artista?. Chegamos ao ponto em que a sociedade já não sabe o que é arte!. Dá mais valor àquilo que vai pagar do que à arte que vai comprar!. 

(…we already wrote above that the winter was long and, in the silence of the dawn where only the sound of our words echo, we generate a scenario where hope still lives, creating some art!. However, what is art?. A painting on the wall?, Who signed it?. Is the artist famous? We have reached the point where society no longer knows what art is!. Gives more value to what you are going to pay than to the art you are going to buy)!.

…tudo isto confunde a mente das pessoas, interrogando-se o que é mesmo arte, chegando à conclusão que ninguém sabe o que é arte, no entanto, na nossa modesta opinião, a arte é a imagem que sai pura e legítima das nossas mãos, incluindo os nossos actos, (não prejudicando nem ofendendo o próximo), mostrando sempre que tudo o que fizermos, de bem ou mal feito, cá ficará, não interessando quem assinou, quem foi o artista, ou quanto valerá!. Os que ainda por cá ficarem, o avaliarão!.

(…all this confuses people’s minds, wondering what art really is, coming to the conclusion that no one knows what art is, however, in our humble opinion, art is the image that comes pure and legitimate from our hands (, including our actions, (not harming or offending others), always showing that everything we do, good or bad, will stay here, no matter who signed it, who the artist was, or how much it will be worth!. Those who are still here will evaluate it)!.

…com o resto de “pedacinhos de madeira”, algumas de qualidade e exóticas que vieram dar à costa de tempestades tropicais e apanhadas na praia, construímos esta carruagem lembrando o “oeste americano”!. Levou-nos quase todo o inverno onde não era muito agradável andar lá fora!. Ainda é de madeira, não de plástico, alumínio ou fórmica, que é o que presentemente se usa!.  

(…with the rest of “pieces of wood”, some of quality and exotic that came ashore from tropical storms and caught on the beach, we built this carriage remembering the “American West”)!. It took us most of the winter where it was not very pleasant to walk outside!. It is still made of wood, not plastic, aluminum or formica, which is what is currently used)!.

…ao construi-la, tentando dar-lhe alguns pormenores únicos!. Com ela foram parte dos nossos dramas, tentando lembrar aqueles imigrantes que noutros tempos fugiam para o oeste na procura de um futuro, sendo para nós, o espelho de parte do descalabro em que se vai tornando este planeta pelo que vamos observando à nossa volta, onde os idosos, as mães que pariram e as crianças, continuam a fugir para outras paragens com dores no rosto, pagando um preço muito elevado, e nós todos, espectadores na maioria do tempo, não somos capazes de ver as estrelas do céu, pelo menos de vez em quando!.

(…when building it, trying to give it some unique details!. With it they were part of our dramas, trying to remember those immigrants who in other times fled to the west in search of a future, being for us, the mirror of part of the debacle in that this planet is becoming as we observe around us, where the elderly, mothers who have given birth and children, continue to flee to other places with pain in their faces, paying a very high price, and we all, spectators in the majority of time, we are not able to see the stars in the sky, at least once in a while)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…agora não temos nada, só bombas!. (…now we have nothing, only bombs)!.

…infelizmente já restamos poucos daquela multidão humana da última metade do século passado!. Hoje, o ritmo de vida entrou em “modo automático” e continua a acelarar vertiginosamente!. Resultado?. Os templos de adoração, que eram o espaço de devoção e de idolatria ou aqueles monumentos, praças ou lugares de prestígio nacional, tornaram-se em corredores onde circulam os ídolos da sociedade do século XXI, ou seja, aqueles cromos, corruptos, fúteis, ladrões, egocêntricos e… gananciosos e… tudo o que nós sabemos e não sabemos, ser a verdade!. 

(…unfortunately, there are only a few left of that human crowd of the last half of the last century!. Today, the pace of life has entered “automatic mode” and continues to accelerate dramatically!. Result?. The temples of worship, which were the space of devotion and idolatry or those monuments, squares or places of national prestige, have become corridors where the idols of 21st century society circulate, that is, those corrupt, futile, thieves, self-centered and… greedy and… everything we know and don’t know, to be the truth)!.

…no entanto, alguns ainda continuam a ser famosos e em certos casos até são idolatrados e considerados inocentes!. E nós, os de antigamente, parecemos calmos por fora, mas na verdade, somos uma catástrofe por dentro, em parte derivado ao que vamos vendo e assistindo, e claro, por tabela, também vamos sentindo no corpo e na alma, esperando o além, pois cremos mesmo que é o único lugar onde ainda existe algum futuro!

(…however, some are still famous and in certain cases are even idolized and considered innocent!. And we, the old ones, seem calm on the outside, but in fact, we are a catastrophe on the inside, partly derived from what we see and watch, and of course, by table, we also feel in body and soul, waiting for the beyond. , because we really believe that it is the only place where there is still some future)!.

…será que vivemos num armazém à espera do nosso fim de validade? Não podemos ficar sentados a olhar para a vida passar!. Temos que nos levantar com orgulho e dizer que afinal também temos o direito de sermos reciclados!. Temos que enfrentar, sobretudo esses seres diabólicos que vêm lá das Russias de outrora, onde um louco que nunca foi criança, um dia “acordou ao contrário” e decidiu destruir o mundo onde entre outros, existem homens, mulheres, alguns já idosos e crianças!.

(…do we live in a warehouse waiting for our expiration date? We can’t just sit around and watch life go by!. We have to stand up with pride and say that after all we also have the right to be recycled!. We have to face, above all, these diabolical beings that come from the Russias of yore, where a madman who was never a child, one day “wake up in reverse” and decided to destroy the world where, among others, there are men, women, some already elderly and children)!.

…nós que em crianças, lá na nossa aldeia naquela encosta agreste da montanha do Caramulo, tivémos a felicidade de observar uma flor silvestre que alimentava uma abelha e, que nos transmitia a renovação e a beleza de uma primavera florida, hoje choramos comovidos, ao presenciar imagens do mundo actual dos humanos, dramáticamente irrelevante, sem qualquer sentido, com invasões às populações das cidades que são invadidas por hostes bárbaras, escolhendo um salto para o vazio e para a destruição, em vez do diálogo, que podia evitar tamanha injustiça e violência!. 

(…we who as children, back in our village on that rugged slope of the Caramulo mountain, had the happiness of observing a wild flower that fed a bee and, which transmitted to us the renewal and beauty of a flowery spring, today we cry moved, as we witness images of the current world of humans, dramatically irrelevant, without any meaning, with invasions of the populations of cities that are invaded by barbarian hosts, choosing a leap into the void and towards destruction, instead of dialogue, which could avoid such injustice and violence)!.

…tudo o que acabámos de exemplificar, se for visto numa perspectiva mais distante é a história do nosso Planeta, que sempre foi uma batalha interminável, interrompida por leves acenos de paz!. A cada tentativa de conquista anulada por forças moderadas ou pacíficas, novo golpe é concebido pelas hostes bárbaras para prosseguir em seu contínuo movimento de expansão e controle!. É como que, “a crueldade das bestas selvagens” e, cremos mesmo que atingimos os limites, ou seja, batemos no fundo da imoralidade!.

(…everything we have just exemplified, if seen from a more distant perspective is the history of our Planet, which has always been an endless battle, interrupted by light nods of peace)!. With each attempt at conquest nullified by moderate or peaceful forces, a new coup is conceived by the barbarian hosts to continue in their continuous movement of expansion and control!. It is like, “the cruelty of wild beasts” and, we even believe that we have reached the limits, that is, we have hit the bottom of immorality)!.

…não existe razoabilidade para entender as imagens que nos surgem na comunicacão social, que são o retrato de uma tragédia humana sem qualquer limite, onde o medo domina o Planeta e um diabólico ser humano sentado em cima do seu poderio nuclear, semeia uma tragédia sem limites, impensável num mundo que quase todos pensávamos que era civilzado, e que, sem qualquer dúvida, são seres humanos como este, que um dia nos levará à extinção!.

(…there is no reason to understand the images that appear in the media, which are the portrait of a human tragedy without any limit, where fear dominates the Planet and a diabolical human being sitting on top of his nuclear power, sows a tragedy without (limits, unthinkable in a world that almost all of us thought was civilized, and that, without any doubt, are human beings like this, who will one day lead us to extinction)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…Iditarod Trail Sled Dog Race 2022!.

…embora vivendo no estado da Flórida, já algumas vezes aqui escrevemos, mencionando as nossas aventuras rumo ao norte, viajando pelo norte oeste!. Tudo se torna muito simples, viajamos em direcção ao oeste, um pouco antes de começar uma curva para norte, depois outra vez para oeste, mas sempre no sentido norte!.

(…although living in the state of Florida, we have written here a few times, mentioning our adventures heading north, traveling through the north west)!. Everything becomes very simple, we travel towards the west, a little before starting a curve to the north, then again to the west, but always in the north)!.

…às vezes enfrentamos tempestades de chuva, neve, granizo, nevoeiro ou vento forte, em estradas rápidas ou pequenas, com pedras, poeira ou lama, acidentes no seu percurso ou em reparação, desertas ou com um tráfico intenso, inundações, pontes improvisadas em madeira, atravessando rios e riachos, alguns em jangadas!.

(…sometimes we face storms of rain, snow, hail, fog or strong wind, on fast or small roads, with stones, dust or mud, accidents on the way or being repaired, deserted or with intense traffic, floods, improvised bridges in (wood, crossing rivers and streams, some on rafts)!.

…agraciados e aquecidos pela maravilhosa luz do sol que, depois de passar aproximadamente pelo paralelo 43º N, nos beneficia de 16 a 20 horas por dia, às vezes mais e, nos ilumina em algumas das mais belas paisagens do mundo, onde a natureza ainda é pura!. Porque tanto nós como a nossa dedicada esposa Isaura, queremos ser bem-vindos ao mundo!.

(…graced and warmed by the wonderful sunlight that, after passing approximately the 43º N parallel, benefits us from 16 to 20 hours a day, sometimes more, and illuminates us in some of the most beautiful landscapes in the world, where nature still it’s pure!. Because both we and our dedicated wife Isaura want to be welcome to the world)!.

…vamos dormindo e cozinhando, ou frequentando alguns restaurantes económicos em localidades rurais, usufruindo do conforto limitado da nossa “White Fox” (caravana), enquanto vimos coisas novas, conhecemos novas pessoas, e claro, também nos divertiamos, porque se fôssemos ficar em casa, teríamos raízes, em vez de pés!.

(…we sleep and cook, or frequent some cheap restaurants in rural locations, enjoying the limited comfort of our “White Fox” (caravan), while we see new things, meet new people, and of course, we also have fun, because if we were to stay in home, we would have roots instead of feet)!.

…aqui e ali, às vezes encontramos a aventura pendurada numa corda ao lado duma montanha, dum rio selvagem, numa estrada deserta, dentro de uma tempestade, onde 574.156,74… galões de chuva constante, ou 732.489,24… pés quadrados de neve branca e gelada, que nos causavam algumas dificuldades mas, se na verdade queremos saber verdadeiramente quem somos, teremos que viajar até que ninguém saiba o nosso nome!.

(…here and there, we sometimes find the adventure hanging on a rope beside a mountain, a wild river, on a desert road, inside a storm, where 574,156.74… gallons of constant rain, or 732,489.24… (square feet of white and icy snow, which caused us some difficulties, but if we really want to truly know who we are, we will have to travel until no one knows our name)!.

…e continuando, acreditem ou não, chegamos ao distante estado do Alaska!. E, sem qualquer dúvida, ver um urso marrom majestoso arrebatando salmão de um qualquer riacho do Alaska, é a memória de uma vida!. Mas, por mais icónicos que sejam esses animais predadores, são apenas o começo das surpresas para nós vindos do sul, que o Alaska tem para nos oferecer, como por exemplo manter os olhos abertos para admirar as águias, ursos negros tímidos, baleias jubarte acrobáticas, e claro, o majestoso alce, o maior membro da família dos cervos!.

(…and continuing, believe it or not, we arrive at the distant state of Alaska)!. And, without a doubt, seeing a majestic brown bear snatching salmon from any Alaskan stream is the memory of a lifetime!. But as iconic as these predatory animals are, they are just the beginning of the surprises for us from the south that Alaska has to offer, such as keeping your eyes open to admire eagles, shy black bears, acrobatic humpback whales , and of course, the majestic moose, the largest member of the deer family)!.

…ou mesmo o silêncio da Cordilheira Chugach, ou outras montanhas, numa área ainda selvagem, que são o paraíso de alguns garimpeiros de ouro, (ao qual nos juntamos por algum tempo, encontrando mesmo uns pequenos flocos), que insistem na sua procura, metidos nos ribeiros, com uma pá, um balde e uma bacia, com persistência e um pouco de paciência, tentando a sua chance de encontrar flocos de ouro do Alaska!.

(…or even the silence of the Chugach Cordillera, or other mountains, in a still wild area, which are the paradise of some gold prospectors, (to which we join for some time, even finding small flakes), who insist on their search, (in the streams, with a shovel, a bucket and a basin, with persistence and a little patience, trying their chance to find flakes of gold from Alaska)!.

…depois, toda esta beleza natural, nos faz recordar o Alaska para sempre, e claro, em parte continuarmos a receber notícias e seguir o que por lá se passa e, na página do Anchorage Daily News podemos ler que o “musher” (condutor de um trenó puxado por cães), Brent Sass chegou às 5h38 de terça-feira em primeiro à distante cidade de Nome, passando assim a vencer a Iditarod Trail Sled Dog Race 2022 e, esta corrida de cães de trenó Iditarod Trail de 1.000 milhas tem um novo campeão!. Parabéns Brent Sass!.

(…then, all this natural beauty, makes us remember Alaska forever, and of course, in part, we continue to receive news and follow what is happening there and, on the Anchorage Daily News page, we can read that the “musher” (conductor) a dog sled), Brent Sass arrived at 5:38 on Tuesday first in the distant city of Nome, thus going on to win the 2022 Iditarod Trail Sled Dog Race, and this 1,000 mile Iditarod Trail sled dog race has a new champion!. Congratulations Brent Sass)!.

…Brent Sass e sua equipe de 11 cães chegaram a Nome com temperaturas em torno de zero onde uma multidão o aplaudiu, chutando as suas botas esfarrapadas pela neve para ajudar a impulsionar a sua equipe de cães, sob a famosa linha de chegada do Burled Arch, precisamente às 5h38, para vencer a 50ª corrida do Iditarod e, imediatamente caminhou pela sua fila de cães, acariciando de um a um!.

(…Brent Sass and his team of 11 dogs arrived in Nome with temperatures around zero where a crowd cheered him, kicking his ragged boots through the snow to help propel his team of dogs under the famous Burled Arch finish line (, precisely at 5:38 am, to win the 50th race of the Iditarod, and immediately walked through his line of dogs, stroking one by one)!.

…e, depois de receber um grande abraço do seu pai (que chorava), deu alguma comida aos seus cães, dizendo que tudo lhe parecia surreal e que “Era um sonho realizado”, porque quando começou a fazer “mushing”, o seu objetivo era ganhar o Yukon Quest e ganhar o Iditarod e felizmente tinha acabado de marcar os dois na sua lista!.

(…and, after receiving a big hug from his father (who was crying), he gave his dogs some food, saying that everything seemed surreal to him and that “It was a dream come true”, because when he started mushing, his goal was to win the Yukon Quest and win the Iditarod and luckily he had just ticked both off his list)!.

…as pessoas que se reuniam na rampa de chegada naquele momento em Nome para assistir à primeira vitória de Brent Sass em Iditarod na sua sétima tentativa viram e ouviram-no emocionado através de lágrimas, descrevendo o seu orgulho pelos seus cães, que os criou desde filhotes, trabalhando juntos para este objetivo e finalmente estavam ali em primeiros!.

(…people gathered on the arrival ramp at that time in Nome to watch Brent Sass’ first victory at Iditarod on his seventh attempt saw and heard him moved through tears, describing his pride in his dogs, which he had raised them ever since. puppies, working together towards this goal and were finally there at first)!.

…os últimos dias tinham sido muito difíceis, pelo menos entre White Mountain e Nome, onde foram atingidos por uma enorme tempestade de vento ao redor do infame Topkok Blowhole!, tal como ao longo de toda a trilha, com ventos fortes de 50 milhas por hora!.

(…the last few days had been very difficult, at least between White Mountain and Nome, where they were hit by a huge windstorm around the infamous Topkok Blowhole!, as well as all along the trail, with strong winds of 50 miles per hour)!.

…para destronar o pentacampeão do Iditarod Dallas Seavey que o estava perseguindo, procurando se tornar no “musher” mais vencedor da história da corrida, Brent Sass correu para Nome comandando o controle do Iditarod desde a metade do caminho, quando passou por Dallas Seavey que estava descansando na trilha entre Ophir e Cripple, assumindo a liderança e nunca mais desistiu!.

(…to dethrone the five-time Iditarod champion Dallas Seavey who was chasing him, looking to become the most winning “musher” in the history of the race, Brent Sass ran to Nome commanding control of the Iditarod from halfway through, when he passed Dallas Seavey who was resting on the trail between Ophir and Cripple, taking the lead and never gave up)!.

…e, o que é o “Iditarod Trail Sled Dog Race (Uma corrida de Cães de Trenó)?. Simples de explicar!. A exemplo do que foram a “Santa Fé Trail”, a “Oregon Trail”, a “Califórnia Trail”, a “Appalachian Trail” ou a “Mormon Trail”, (trilhas antigas dos pioneiros), das quais já tivémos o previlégio de percorrer alguns pequeninos troços do seus percursos!.

(…and, what is the “Iditarod Trail Sled Dog Race?”. Simple to explain!. Like the “Santa Fe Trail”, the “Oregon Trail”, the “California Trail”, the “Appalachian Trail” or the “Mormon Trail”, (old trails of the pioneers), of which we already had the privilege of (Walk through some small sections of their routes)!.

…tal como também já estivémos em alguns lugares, embora sendo época de verão, portanto sem neve, caminhando por pequeninos troços do percurso da “Iditarod Trail Sled Dog Race”, que fazem parte do que foi a história de pioneiros, que no século XIX, que atravessaram não só planícies na procura da sua terra prometida, como também a “tundra” (região ártica, plana e sem árvores com o subsolo permanentemente congelado), próximo do Mar de Bearing, à luz do “sol da meia-noite”!.

(…as we have also been in some places, although it is summer season, therefore without snow, walking through small sections of the “Iditarod Trail Sled Dog Race”, which are part of what was the history of pioneers, who in the 19th century , who crossed not only plains in search of their promised land, but also the “tundra” (arctic, flat and treeless region with permanently frozen subsoil), near the Bearing Sea, in the light of the “midnight sun”)!. 

…esta é uma corrida anual de cães de trenó de longa distância, disputada no início de Março e, que vai desde a cidade de Anchorage até à cidade de Nome, inteiramente dentro do estado americano do Alaska, onde “mushers”, que é o nome dado aos condutores de um trenó puxado por cães, e uma equipe que pode ir de 12 a 16 cães, (nenhum pode ser adicionado durante a corrida) e, dos quais pelo menos 5 devem estar no trenó na linha de chegada, cobrindo a distância em 8-15 dias ou tavez até mais!. 

(…this is an annual long-distance dog sled race, held in early March, which runs from the city of Anchorage to the city of Nome, entirely within the US state of Alaska, where “mushers”, which is the name given to the drivers of a dog sled, and a team that can be from 12 to 16 dogs, (none can be added during the race), and of which at least 5 must be in the sled at the finish line, covering the distance in 8-15 days or maybe even longer)!.

…este evento começou no ano de 1973, como sendo um evento para testar os melhores “mushers” com as suas equipes de cães de trenó, mas evoluiu para a corrida altamente competitiva de hoje, onde este pomposo nome de “Iditarod Trail Sled Dog Race”, não é mais do que uma homenagem ao que faziam os pioneiros pesquisadores de ouro do século dezoito ou dezanove, que se aventuravam para leste, quando desembarcavam na cidade de Nome, no Mar de Bearing!.

(…this event started in the year 1973 as an event to test the best “mushers” with their sled dog teams, but evolved into the highly competitive race of today, where this pompous name of “Iditarod Trail Sled Dog Race” ”, is nothing more than a tribute to what the pioneer gold researchers of the eighteenth or nineteenth century did, who ventured eastward, when they disembarked in the city of Nome, on the Bearing Sea)!.

…e em seguida deslizavam com os seus trenós puxados por cães ao longo da costa do Mar de Bering, através de nevascas que causavam condições de apagão, temperaturas abaixo de zero e ventos fortes que podiam fazer uma forte sensação térmica, em passagens por vezes até chuvosas das cordilheiras do Alaska, até ao seu interior pouco povoado por uma paisagem agreste de florestas de tundra e abetos, por colinas e desfiladeiros de montanha e por rios!.

(…and then glided with their dog sleds along the coast of the Bering Sea, through blizzards that caused blackout conditions, sub-zero temperatures and strong winds that could make a strong wind sensation, in passes sometimes even)!

…enfim, isto são curiosidades do Alaska, a última fronteira!. 

(…anyway, these are curiosities about Alaska, the last frontier)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).