…sul da fronteira!. (…south of the border)!.

…na costa leste dos USA, quem viaja a partir do sul pela auto-estrada I-95, no final do estado da Carolina do Sul e logo no início do estado da Carolina do Norte, existe uma atracção que dá pelo nome de “South of the Border”, (Sul da Fronteira)!. Está localizada no condado de Dillon, Carolina do Sul, ao sul de Rowland, Carolina do Norte!. 

(…on the east coast of the USA, who travels from the south on the highway I-95, at the end of the state of South Carolina and at the beginning of the state of North Carolina, there is an attraction that goes by the name of “South of the Border”!. It is located in Dillon County, South Carolina, south of Rowland, North Carolina)!.

…foi e ainda é popular porque é quase o meio do caminho para a Flórida a partir de Nova Iorque e, nos primeiros dias das viagens de carro, era uma paragem quase obrigatória porque existem por lá áreas de descanso, estações de serviço, restaurantes, hotéis, parque de diversões, supermercados e outros tipos de comércio próprio para quem viaja!.

(…was and still is popular because it is almost halfway to Florida from New York and, in the early days of car travel, it was an almost mandatory stop because there are rest areas, gas stations, restaurants, etc. hotels, amusement parks, supermarkets and other types of commerce suitable for those who travel)!.

…num pequeno folheto de propaganda pode ler-se que tudo começou por volta do ano de 1914, quando alguém comprou algumas terras ao sul da fronteira, construindo uma pequena casa, pintando-a de cor rosa!. No entanto, por volta do ano de 1949, durante a lei seca, como estava situada a sul do estado de Norte Carolina, já dentro da Carolina do Sul, começou a vender cachorros-quentes e hambúrgueres junto com a cerveja e ganhava mais dinheiro com comida e turistas do que com os moradores locais!.

(…In a small propaganda leaflet it can be read that it all started around the year 1914, when someone bought some land south of the border, building a small house, painting it pink)!. However, around 1949, during Prohibition, as it was located in the south of the state of North Carolina, already within South Carolina, it began to sell hot dogs and hamburgers along with beer and made more money with food and tourists than with locals)!.

…claro, como cerveja e alguns outros licores eram proibidos a norte, onde existia a “lei seca”, todos passavam a fronteira, indo a sul comprar cerveja e outros licores e, em pouco tempo tornou-se num lugar famoso!. 

(…of course, as beer and some other liqueurs were prohibited in the north, where there was a “dry law”, everyone crossed the border, going south to buy beer and other liqueurs and, in a short time, it became a famous place)!.

…o negócio foi constantemente expandindo com bugigangas mexicanas e vários outros objectos importados do México e alguns anos depois, as vendas de fogos de artifício, potencialmente capitalizados pelo facto de fogos de artifício serem ilegais no estado da Carolina do Norte, tal como o anúncio de que a auto-estrada I-95 passaria bem ao sul da fronteira, tornaram este lugar num local de progresso constante!.

(…the business was constantly expanding with Mexican trinkets and various other objects imported from Mexico and a few years later, fireworks sales, potentially capitalized on the fact that fireworks were illegal in the state of North Carolina, such as the advertisement of (That the I-95 highway would pass well south of the border, made this place a place of constant progress)!.

…a figura “Pedro”, uma representação exagerada e caricatural de um “bandido mexicano”, para adicionar ao elemento exótico e tema da atracção, usa um sombrero, um poncho e um bigode grande, que alguns consideram o maior letreiro de neon a leste do Mississippi, no entanto, também alguns consideram como culturalmente ofensivo ou politicamente incorreto!.

(…the “Pedro” figure, an exaggerated and cartoonish representation of a “Mexican bandit”, to add to the exotic element and theme of the attraction, wears a sombrero, a poncho and a large mustache, which some consider the biggest neon sign in the east. of Mississippi, however, some also consider it culturally offensive or politically incorrect)!.

…mas voltando ao nome original de “South of the Border”, representando o seu mascote que é o “Pedro”, a caricatura intencionalmente exagerada  de um “bandido mexicano”, como acima já mencionámos, chega ao nosso conhecimento, sabendo que o sul da fronteira está se aproximando, pelos seus quase 200 anúncios em outdoors à beira da estrada, que começam a muitas milhas de distância e incorporam uma contagem regressiva até à própria atracção!.

(…but returning to the original name of “South of the Border”, representing its mascot that is “Pedro”, the intentionally exaggerated caricature of a “Mexican bandit”, as we have already mentioned, comes to our attention, knowing that the south (The border is approaching, for its nearly 200 roadside billboard advertisements, which start many miles away and incorporate a countdown to the attraction itself)!.

…depois, à medida que outras áreas hoteleiras mais modernas cresceram ao longo desta frequentemente usada auto-estrada I-95, vieram tempos mais difíceis, no entanto, este local a ser uma área temática num estilo um pouco “falso-mexicano”, tentou sempre criar algumas novas atracções como por exemplo, criando instalações de treinamento de motocross, hospedando campeonatos regionais de motocross, eliminatórias nacionais e tendo sua própria equipe em eventos regionais!.

(…then, as other more modern hotel areas grew along this oft-used I-95 freeway, harder times came, however, this location being a themed area in a slightly “fake-Mexican” style, tried to (Always creating some new attractions such as creating motocross training facilities, hosting regional motocross championships, national qualifiers and having your own team at regional events)!.

…e nós, podendo ser acusados ​​de ver este local através de óculos de “cor de pôr-do-sol mexicano”, há muitos anos que por aqui passamos, sempre admirando este local, e hoje, ainda vimos por lá sinais piscando… em tons rosa, verde e azul em todas as superfícies, numerosas estátuas de animais como golfinhos, cavalos, cães, gorilas e dinossauros, um bonito restaurante em forma de um “sombrero”, várias lojas de souvenirs e uma torre de observação com 200 pés (61 m)  de altura com um deck de observação, claro, também em forma de um “sombrero”!. Pensando mesmo, ”onde mais há um lugar como este”?.

(…and we, who could be accused of seeing this place through “Mexican sunset color” glasses, have been here for many years, always admiring this place, and today, we still see flashing signs there. … in shades of pink, green and blue on all surfaces, numerous statues of animals such as dolphins, horses, dogs, gorillas and dinosaurs, a beautiful restaurant in the shape of a “sombrero”, several souvenir shops and an observation tower (200 feet (61 m) high with an observation deck, of course, also shaped like a “sombrero”)!. Even thinking, ”where else is there a place like this”)?.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…a nossa dedicada esposa Isaura fotografou!. (…our dedicated wife Isaura photographed it)!.

…a praia de Matanzas, é património federal, assim é o que é!. Não podem ser feitas obras de protecção, porque entre outras razões, espécies de aves raras por lá fazem os seus ninhos!. Em épocas de tempestade, o mar entra nas dunas levando a areia, em épocas de bonança, trás toda a areia que levou ou ainda mais!. Como tal, por aqui continua tudo ainda selvagem e é como queremos que seja, e claro, é também um dos motivos que adoramos caminhar por aqui!.

(…Matanzas beach is federal heritage, that’s what it is!. Protection works cannot be carried out, because among other reasons, rare bird species there make their nests!. In times of storm, the sea enters the dunes taking the sand, in times of calm, it brings all the sand it took or even more!. As such, everything is still wild around here and that’s how we want it to be, and of course, it’s also one of the reasons we love walking around here)!.

…e, amantes da natureza como somos, sempre gostámos de caminhar na praia!. O mar é realmente lindo!. Olhando para o horizonte e encontrar pequenas ondas pulsando na linha entre o mar e o céu, ou mesmo a sensação da areia entre os dedos dos pés que se afundam a cada passo que vamos dando e às vezes, até usando uns calções não muito apropriados sobre um corpo decadente, mergulhamos nas ondas com abandono, apesar dos olhares penalizados dos outros!. No entanto, que nos há-de importar, eles também vão envelhecer!.

(…and, nature lovers as we are, we’ve always enjoyed walking on the beach!. The sea is really beautiful!. Looking at the horizon and finding small waves pulsing on the line between the sea and the sky, or even the feeling of sand between your toes that sink with every step you take and sometimes even wearing some not very appropriate shorts over a decaying body, we plunged into the waves with abandon, despite the pitying eyes of others!. However, that will matter to us, they will also get old)!.

…a beleza do oceano, a sensação do sal, que vai secando sobre a pele, mesmo sabendo que a sua água é poderosa e que as suas ondas podem ser lindas, mas o oceano não está pensando em nós, assim quando entramos na água, apesar de saber-mos nadar razoávelmnte, sempre tomamos algumas precauções que nos ensinaram quando crianças, porque nascemos perto do mar, embora noutro continente!.

(…the beauty of the ocean, the sensation of the salt, which dries on the skin, even though its water is powerful and its waves can be beautiful, but the ocean is not thinking about us, so when we enter the water, although we know how to swim reasonably, we always take some precautions that we were taught as children, because we were born close to the sea, although on another continent)!.

…as gaivotas uivantes voam acima, pescando nas águas salgadas, enquanto algum barco vindo do norte tenta deixar a enseada rumo ao sul e, com um ritmo calmo, a maré baixa borbulha na enseada carregada de conchas e restos de árvores, algumas vindas não sabemos de onde!

(…the howling seagulls soar above, fishing in the salt water, while a boat from the north tries to leave the cove heading south, and with a leisurely pace, the low tide bubbles up in the cove laden with shells and tree remains, some of the comings we don’t know where)!.

…as pequenas ondas batem sem parar e os também pequenos maçaricos marrons, alimentam-se das algas, deixando centenas de pegadas finas na areia úmida, que só podem ser apagadas pela água da maré!.

(…the small waves are crashing without stopping and the small brown curlews also feed on the algae, leaving hundreds of fine footprints in the wet sand, which can only be erased by tidal water)!.

…aqui ainda se pode apreciar a natureza quase pura!. Porquê? Porque ao longo da praia quase deserta, o sol aparece sobre as ondas e, os seus raios finos brilham sobre as ondulações cintilantes do oceano, mostrando-nos um belo contraste entre o azul da água e a brancura da areia!. 

(…here you can still appreciate the almost pure nature!. Why? Because along the almost deserted beach, the sun appears over the waves and its fine rays shine on the sparkling waves of the ocean, showing us a beautiful contrast between the blue of the water and the whiteness of the sand)!.

…e, nesta época do ano, às vezes chegamos cedo, ainda a tempo de ver o nascer do sol sobre o oceano que é realmente uma das mais belas maravilhas da natureza e, depois uma brisa fresca sopra suavemente, o que contribui para a serenidade de uma caminhada matinal ao longo desta maravilhosa praia!. 

(…and, at this time of year, we sometimes arrive early, just in time to see the sun rise over the ocean which is truly one of nature’s most beautiful wonders, and then a cool breeze gently blows, which contributes to the serenity of a morning walk along this wonderful beach)!.

…e ouvir novamente o barulho das gaivotas, ver as pegadas na areia úmida, sentir a brisa fresca no rosto, ouvir o ritmo das ondas batendo na praia carregada de conchas, ali mesmo, junto daquele reflexo do sol acima no espuma da maré!. Tudo parece tão normal!. O stresse se vai!.

(…and hear again the noise of the seagulls, see the footprints on the wet sand, feel the cool breeze on your face, hear the rhythm of the waves hitting the beach laden with shells, right there, with that reflection of the sun above in the foam of the tide!. Everything looks so normal!. The stress is gone)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).