…we walked on the beach!.

…we walked on the beach!.

…caminhámos na praia!. (We walked on the beach)!.

…estamos no final do mês de Setembro, os dias de muito calor já lá vão!. Caminhando devagar, fomos ver a praia, ver a cor da água salgada que se enrola, formando pequenas ondas que deslizam até às dunas de areia, por ocasião da maré cheia!. O céu azul, onde a coreografia de algumas nuvens brancas, que encobrem o sol no horizonte, proporcionam um cenário, digno de um quadro pintado por um qualquer artista famoso, que quer demonstrar que ainda existe “natureza”, alguma selvagem, onde as aves de arribação, que começam a deslocar-se para sul, fazem deste maravilhoso local, que é a entrada no continente do Rio Matanzas, num dos sítios mais deslumbrantes e naturais da costa Atlântica, no estado da Flórida!. (It’s the end of September, the hot days are already there!. Walking slowly, we went to see the beach, to see the color of the salt water that curls, forming small waves that slide to the sand dunes, at the time of the full tide!. The blue sky, where the choreography of some white clouds that cover the sun on the horizon, provide a backdrop, worthy of a picture painted by any famous artist, who wants to demonstrate that there is still “nature”, some wild, where birds which begin to move south, make this wonderful place, which is the entrance to the mainland of the Matanzas River, in one of the most stunning and natural sites of the Atlantic coast in the state of Florida)!.

…o nome da praia, para muitas pessoas não é lá muito bonito!. Chama-se Matanzas?. Matanzas, é uma área onde desagua o Rio Matanzas, cuja entrada não é estabilizada por molhes e, o governo federal, não deixa fazer obras, colocar pedras ou fazer molhes de protecção, por tal, a configuração da praia e sua área, modifica-se conforme as tempestades tropicais por aqui passam, formando pequenos lagos, outras vezes extensos areais, outras vezes derrubando árvores que, por aqui ficam segurando as dunas de areia, cujas raíses voltam a florescer, criando uma vegetação que poderá viver por anos, ou só até à próxima tempestade tropical!. (The name of the beach, for many people there is not very beautiful!. It is called Matanzas?. Matanzas, is an area where the Matanzas River flows, whose entrance is not stabilized by piers, and the federal government does not allow to do works, to put rocks or to make protection piers, for such, the configuration of the beach and its area, as the tropical storms pass here, forming small lakes, sometimes extensive beaches, sometimes knocking down trees that here are holding the sand dunes, whose roots return to bloom, creating a vegetation that can live for years, or only until the next tropical storm)!.

…está sempre sujeita a mudanças e, como exemplo, existem mapas históricos feitos por militares espanhóis no século XVIII, que nos mostram que a enseada hoje se deslocou muitas centenas de metros para sul, do que era a sua localização durante a época do Império Espanhol!. (Is always subject to change and, as an example, there are historical maps made by Spanish military in the 18th century, which show us that the cove today has moved many hundreds of meters south, of what was its location during the time of the Spanish Empire)!.

…os corredores e escadas de ascesso à praia, são constantemente destruídos pelos fortes ventos e ondas gigantes durante as tempestades tropicais, no entando, são reconstruídos de novo, no mínimo espaço de tempo possível!. (Corridors and stairs to the beach, are constantly destroyed by the strong winds and giant waves during the tropical storms, however, they are rebuilt again, in the least amount of time possible)!.

…já o explicámos em textos anteriores, mas nunca é demais lembrar que a história nos diz que exploradores franceses fundaram Forte Caroline, no que é hoje a cidade de Jacksonville, por volta do ano de 1564, como refúgio para os colonos “Huguenotes”. Em resposta à invasão francesa sobre aquilo que a Espanha considerava como seu território, um tal Pedro Menéndez de Avilés, fundou a cidade de Santo Agostinho no ano seguinte!. Sentindo-se preparado para combate, Menéndez de Avilés, rápidamente atacou Forte Caroline, viajando por terra!. Ao mesmo tempo, os franceses pensando o mesmo, navegaram, pretendendo atacar Santo Agostinho por mar!. Os espanhóis dominaram o pouco defendido Forte Caroline, poupando apenas as mulheres e crianças, enquanto os franceses, fustigados por uma enorme tempestade, naufragaram os seus navios na costa de Santo Agostinho!. Quando os espanhóis encontraram os sobreviventes que iam dando à praia, executaram-nos, atravessando-os com uma espada junto das dunas!. A localização dessas dunas, tornaram-se conhecidas como “Matanzas”, que no idioma espanhol quer dizer mais ou menos “abates”!. (We have already explained it in previous texts, but it is never too much to remember that history tells us that French explorers founded Fort Caroline in what is today the city of Jacksonville, around 1564, as a refuge for the settlers “Huguenots “. In response to the French invasion of what Spain considered as its territory, a certain Pedro Menéndez de Avilés founded the city of St. Augustine the following year! Feeling ready for combat, Menéndez de Avilés quickly attacked Fort Caroline, traveling by land!. At the same time, the French thinking the same, sailed, intending to attack Saint Augustine by sea!. The Spaniards dominated the little-defended Fort Caroline, sparing only the women and children, while the French, whipped by a great storm, shipwrecked their ships on the coast of St. Augustine!. When the Spaniards found the survivors who were giving to the beach, they executed them, crossing them with a sword next to the dunes!. The location of these dunes, have become known as “Matanzas”, which in the Spanish language means more or less “slaughter”)!.

…por ocasião da maré alta a área fica diferente, fomos caminhando, umas vezes dentro d’água, outras pela areia, passando por baixo da ponte, entrando na parte que é designada por Matanzas Inlet, que é um canal entre duas ilhas barreira e o continente, ligando o Oceano Atlântico e o extremo sul do Rio Matanzas, que é o paraíso das aves selvagens, principalmente os Terns, (Andorinhas do mar), que são umas aves de habitats abertos que normalmente se reproduzem em colónias barulhentas e depositam os seus ovos em solo nú ou com pouco ou nenhum material de ninho!. Alguns constroem ninhos flutuantes, com a vegetação que por ali existe, outros em arbustos ou escondidas em penhascos ou fendas!. Voam junto a nós, sabem que são protegidos, são aves terrestres e de longa vida, livres de predadores e parasitas naturais!. (On the occasion of the high tide the area is different, we went walking, sometimes in the water, sometimes through the sand, passing under the bridge, entering the part that is called Matanzas Inlet, which is a channel between two islands and the continent, connecting the Atlantic Ocean and the southern end of the Matanzas River, which is the paradise of wild birds, especially the Terns, which are birds of open habitats that normally reproduce in noisy colonies and they lay their eggs on naked soil or with little or no nest material!. Some build floating nests, with the vegetation that exists there, others in shrubs or hidden in cliffs or cracks !. They fly with us, they know they are protected, they are land birds and long-lived, free of natural predators and parasites)!.

…são aves marinhas, pertencentes a um grupo que inclui gaivotas e escumadeiras, com asas estreitas e pernas relativamente curtas, a maioria das espécies é cinza pálido em cima e branco por baixo, com uma touca preta constantemente na cabeça!. (Are seabirds, belonging to a group that includes seagulls and skimmers, with narrow wings and relatively short legs, most species are pale gray on top and white underneath, with a black cap constantly on the head)!.

…nesta ocasião a área está quase submersa, obrigando-nos a contornar as partes inundadas, mas faz parte do nosso roteiro, até que chegamos quase junto ao Forte de Matanzas, onde por volta do ano de 1740, uma força de invasão britânica de Forte Frederica, na Geórgia, bloqueou nesta entrada, o acesso mais meridional para viagens de barco entre Santo Agostinho e Havana, Cuba!. Contudo durou pouco tempo, pois dois anos depois, as autoridades espanholas, usando como mão de obra, condenados, escravos e tropas de Cuba, erigiu uma torre de pedra coquina de 15 metros quadrados, por 9,1 metros de altura, agora chamada Forte Matanzas, na actual Ilha de Rattlesnake, ficando assim com uma posição de comando, sobre a enseada de Matanzas, salvaguardando esta entrada estratégica!. (On this occasion the area is almost submerged, forcing us to get around the flooded parts, but it is part of our itinerary, until we arrived almost next to the Fort of Matanzas, where around the year 1740, a British invasion force of Fort Frederica, Georgia, blocked at this entrance, the southernmost access for boat trips between St. Augustine and Havana, Cuba !. However, it lasted only a short time, for two years later, the Spanish authorities, using as labor, condemned, slaves and troops from Cuba, erected a 15-square-meter, 9.1-meter-tall coquina stone tower now called Fort Matanzas, in the current Rattlesnake Island, thus having a position of command, on the cove of Matanzas, safeguarding this strategic entry)!.

…a água estava quente, mesmo fora do normal, sinal de que qualquer tempestade tropical se está a aproximar, no entanto regressámos a casa, enxarcados em água salgada, mas contentes por ainda estar-mos vivos e andar-mos por aqui!. (The water was warm, even out of the ordinary, a sign that any tropical storm is approaching, but we returned home, laden with salt water, but glad we were still alive and walking here)!.

Tony Borie, September 2018.

…Happy Birthday, Isaura!.

…Happy Birthday, Isaura!.


…Happy Birthday, Isaura!.

…para a nossa dedicada esposa Isaura, que também é uma dedicada mãe e uma dedicada avó, hoje, é dia dos seus anos!. Quantos?. Não sabemos, pois para nós é sempre a jovem que namorámos!. (For our dedicated wife Isaura, who is also a dedicated mother and a dedicated grandmother, today is the day of her years!. How many?. We do not know, because for we it’s always the girl we dated)!.

Isaura, lembra-te que todos os dias são um presente, desembrulha-o, comemora-o, aproveita a dádiva deste dia feliz do teu aniversário, porque pelo menos 10 pessoas adoram-te, que são, os teus cinco netos, dois filhos, uma nora, um genro e um marido!. (Isaura, remember that every day is a gift, unwrap it, celebrate it, take advantage of the gift of this happy day of your birthday, because at least 10 people love you, which are, your five grandchildren, two sons, a daughter-in-law, a son-in-law and a husband)!.

…feliz dia de anos, Isaura!. (Happy birthday, Isaura)!.

Tony Borie, September 2018.

…today, September 23, 2018!.

…today, September 23, 2018!.

…hoje, 23 de Setembro de 2018!. (today, September 23, 2018)!.

…sim, hoje é dia de anos!. (yes, today is the day of years)!.

…quantos?. Nem eu sei!. Sei sómente que completo anos, porque a partir de mais ou menos as cinco, seis ou sete dezenas, as pessoas dizem simplesmente que fazem anos!. (How many?. I do not even know!. I know only what full years, because from about five, six or seven dozen, people simply say they make years)!.

…dizem que as pessoas que nasceram neste dia, normalmente são inteligentes, capazes de tomar decisões rápidas e sensatas, também são perspicazes e metódicos, que pensam duas vezes antes de tomar qualquer decisão e que são espertos e sagazes!. (They say that people who were born on this day are usually smart, capable of making quick and sensible decisions, are also insightful and methodical, who think twice before making any decisions and who are clever and clever)!.

…uf, tanta coisa numa só pessoa!. Talvez seja em outros, porque eu, não sou nada disso, nem que se pareça!. (Ugh, so much in one person!. Maybe it is in others, because I am not anything like that, even if it does)!.

…só em algumas coisas é que talvez se pareça um pouco com a minha pessoa que é, ter alguma dificuldade em permanecer humilde e sem reclamar, andar por aí sem estar adequadamente vestido, trabalhar duro para sobreviver e ter algum sucesso, gostar de resolver alguns problemas antes que fiquem maiores, estar em movimento e ser ativo e não gostar de férias de rotina ou muito planejadas!. (It is only in some things that you may look a little like me, have some difficulty staying humble and unclaimed, walk around without being properly dressed, work hard to survive and have some success, like solve some problems before they get bigger, be on the go and be active and do not like a routine or very planned vacation)!.

…mas para mim, o sucesso é continuar a viver, a andar por aqui, para outros que dizem que também nasceram neste dia, como por exemplo, Ray Charles, Bruce Springsteen ou até Julio Iglesias, talvez a palavra sucesso lhes assente bem, mas só com um pequeno pormenor, é que todas estas famosas personalidades nasceram no mesmo dia que eu, porque eu é que nasci neste dia!. Lá está, começa logo a sobressair a tal frase que diz “permanecer humilde e sem reclamar”!. (But for me, the success is to continue to live, to walk around here, to others who say they were born on this day, such as Ray Charles, Bruce Springsteen or even Julio Iglesias, maybe the word success suits them well, but only with a small detail, is that all these famous personalities were born on the same day that I, because I was born on this day!. There it is, it begins soon to stand out to that phrase that says “to remain humble and without complaining”)!.

…depois de dizer isto de mim, já estou a ficar um pouco embaraçado, portanto entendo que é melhor acabar de escrever, antes que saia qualquer outra asneira!. (After saying this about me, I’m already getting a bit embarrassed, so I understand that it is better to finish writing, before any other blunder comes out)!.

…do coração agradeço todas as mensagens de “Feliz dia de anos”, que me têm enviado, assim como os votos de muitos anos mais, o que vos desejo tudo multiplicado muitas vezes!. (From the heart I thank all the messages of “Happy day of years”, which have sent me, as well as the votes of many more years, which I wish you all multiplied many times)!.

…tenho-vos no coração!. (I have you in my heart)!.

Tony Borie, September 2018.

…a cry of revolt!.

…a cry of revolt!.

…um grito de revolta!. (a cry of revolt)!.

…em jovens, a mando de um Governo Colonial, no País onde nascemos, lá na Europa, naquele cantinho à beira mar plantado, como o professor nos explicava na escola primária do Adro, na então vila de Águeda, mostrando-nos um mapa onde o mar acabava começando a terra e que, ainda hoje dá pelo nome de Portugal, fomos recrutados, treinados e enviados num navio de carga, tal como de uma qualquer mercadoria se tratasse, navegando para sul no Oceano Atlântico, com a missão de participar na Guerra Colonial em África, onde nos diziam que o nosso País Portugal assim, defendia a sua bandeira, o seu orgulho Colonial, de uma história com mais de quinhentos anos!. (In young people, at the behest of a Colonial Government, in the Country where we were born, in Europe, in that little corner by the sea planted, as the teacher explained to us in the primary school of the Adro, in the then village of Águeda, showing us a a map where the sea began to land and which, even today, gives the name of Portugal, we were recruited, trained and sent on a cargo ship, just like any merchandise, sailing south in the Atlantic Ocean, with the mission of to participate in the Colonial War in Africa, where they told us that our country Portugal thus defended its flag, its Colonial pride, of a history with more than five hundred years)!.

…fomos para um cenário de guerra, em África, num diferente continente, longe da nossa aldeia do vale do Ninho D’Águia, lá encosta agreste da montanha do Caramulo, onde havia paz e onde as pessoas se conheciam!. Desta bonita aldeia, fomos “arrancados à força”, pois era obrigatório apresentarmo-nos nos quartéis do governo, o nosso País estava em guerra e se, por qualquer motivo recuzássemos esta atitude, as consequências, podiam ser única e simplesmente a prisão, (não havia limite de tempo, era até que a morte nos levasse, ou seja perpétua), nos calaboiços das prisões políticas do estado, que podia ser no continente Europeu ou nas Ilhas Atlânticas de Cabo Verde!. (We went to a war scenario, in Africa, on a different continent, away from our village of the Vale do Ninho D’Águia (valley of the nest of Eagle), on the rugged hillside of Caramulo Mountain, where there was peace and where people knew each other!. From this beautiful village, we were “forcibly uprooted,” for it was mandatory to stand in the government barracks, our country was at war, and if, for whatever reason, we took up this attitude, the consequences could be simply and there was no time limit, it was until death took us, or perpetual), in the shambles of the political prisons of the state, which could be on the European continent or the Atlantic Islands of Cape Verde)!.

…em jovens, passámos um cheque em branco ao Governo Colonial do então País Portugal, onde no mínimo oferecíamos a nossa vida, a nossa existência, recebendo em troca um bilhete de lotaria, onde a sorte nos podia contemplar com uma morte horrível, destruindo o nosso jovem corpo, crivado de balas ou destruído na explosão de uma granada de morteiro 90, numa qualquer emboscada, naqueles pântanos, rios, florestas ou savanas daquela África, onde lutávamos contra pessoas rurais, que nunca tínhamos visto antes, nunca tínhamos tido qualquer contacto e no nosso pensamento, não encontrávamos qualquer razão para os combatermos!. (As a young man, we passed a blank check to the Colonial Government of the then Portugal Country, where at least we offered our life, our existence, receiving in return a lottery ticket, where luck could contemplate us with a horrible death, destroying our young body, sifted with bullets or destroyed in the explosion of a mortar shell, in any ambush, in those marshes, rivers, forests or savannahs of that Africa, where we fought against rural people whom we had never seen before, we had never had any contact and in our thinking, we did not find any reason to fight them)!.

…tudo isto que explicámos, toda esta vivência em serviço do País onde nascemos, dá-nos alguma razão e direito, para no mínimo dar um “grito de revolta”, pois hoje, já velhos, sem qualquer ocupação, com algum tempo disponível, embora longe, estamos atentos ao que se passa lá em Portugal!. (All that we have explained, all this experience in the service of the Country where we were born, gives us some reason, at least to give a “cry of revolt”, because today, old, without any occupation, although far away, we are attentive to what goes on there in Portugal)!.

…vimos todos os dias na televisão e outros meios de comunicação aqueles acontecimentos, alguns são só notícias, outros são mesmo textos para preencher o tempo de antena mas, o Presidente República de Portugal, está lá todos os dias, três, quatro, cinco ou seis vezes, entre outras coisas, comentando as suas próprias palavras!. Tirando alguma vantagem do lugar para que o povo Português o elegeu, fazendo-se passar por pessoa simpática e popularíssima, embora muitas vezes, com um impacto mais alargado, tal como sendo o festeiro-mor da aldeia!. Está em todo o lugar onde haja festejos, inaugurações, mesmo até em algumas catástrofes, por vezes atrapalhando, distribuindo sorrisos, quando o momento é de desespero!. (We saw every day on television and other means of communication those events, some are just news, others are even texts to fill the air time but, the President Republic of Portugal, is there every day, three, four, five or six times, among other things, commenting on your own words!. Taking some advantage of the place for the Portuguese people elected him, posing as a nice and popular people, albeit often, with a wider impact, such as being the village’s chief party-goer!. It is everywhere where there are festivities, inaugurations, even in some catastrophes, sometimes disturbing, giving smiles, when the moment is despair)!.

…também aparece com afectos, com aqueles abraços e beijinhos, falando numa linguagem futebolística, sempre chutando para canto, as respostas a perguntas com alguma pertinência e responsabilidade política!. Em outras palavras, quer sempre estar de bem com Deus e com o Diabo, ou seja não tem aquilo que os nossos pais muitas vezes mencionavam, que era a tal “coluna vertebral”!. (Also appears with affections, with those hugs and kisses, speaking in a football language, always kicking to singing, answers to questions with some pertinence and political responsibility!. In other words, he wants to always be in good company with God and with the Devil, that is, he does not have what our fathers often mentioned, which was the “backbone”)!.

…especialmente se houver uma câmara de televisão por perto, aparece em todo o lugar onde haja eventos, condecora atletas milionários, esquecendo entre outros, os verdadeiros heróis que deram o corpo às balas na Guerra Colonial em África!. (Especially if there is a television camera nearby, appears everywhere where there are events, decorates millionaire athletes, forgetting among others, the real heroes who gave the body to bullets in the Colonial War in Africa !.

…acompanhado por uma câmara de televisão, vai engraxar os sapatos na rua ou no parque, mostrando toda a sua personalidade narcísica, sem ter a noção que ao mesmo tempo está a mostrar a cara de sofrimento do “Zé Engraxador” que, talvez desprezado pela sociedade, em que ele, neste momento é o responsável com maior patente, viu numa caixa de engraxar sapatos, o modo de vida, para ganhar algumas moedas, que não chegam para matar a fome a si e sua família!. (Accompanied by a television camera, will shine his shoes in the street or in the park, showing all his narcissistic personality, without having the notion that at the same time he is showing the suffering face of the “Zé Engraxador” (Zé greaser), that, perhaps despised by society, in which he is now the most blatantly responsible, saw in a shoebox box, the way of life, to win some coins, which do not come to kill yourself and your family!

…voltando ao princípio, o que a nós nos aflige, embora a nossa idade não nos reserve um grande futuro, é que o governo do País onde nascemos, na nossa modesta opinião, tem um governante que, talvez pensando que isto o faz popular, vai visitar países, possívelmente no avião do estado, onde em alguns, anda por ali dançando, tirando fotos, dando beijinhos e, sorrindo para as câmaras de televisão dizendo, “estou muito feliz por ter dormido ou estado, (não nos recordamos ao certo), no mesmo quarto do palácio onde fui feliz quando criança”, não se lembrando das centenas, talvez milhares de combatentes que nessa mesma época, lutavam e morriam nesse mesmo território, lutando, defendendo a bandeira de Portugal!. (Returning to the beginning, what distresses us, although our age does not reserve a great future, is that the government of the Country where I was born, in our humble opinion, has a ruler who, perhaps thinking that this does popular, is going to visit countries, possibly in the state plane, where in some, he walks around dancing, taking pictures, giving kisses and, smiling at the television cameras saying, “I’m very happy to have slept or been in a state, (we do not remember for sure), in the same room of the palace where I was happy as a child”, not remembering the hundreds, perhaps thousands of fighters who at the same time fought and died in that same territory, fighting, defending the flag of Portugal)!.

…ainda como político, num completo exagero de populismo diz, não importando que sejam crianças ou adultos, a profissão ou lugar que ocupam, que os portugueses são os “melhores do mundo”, mesmo sabendo que não existe qualquer prova disso, tratando os assuntos profundos pela superfície e deixando correr o tempo que, felizmente ou infelizmente nos trará as respostas possíveis!. (Still as a politician, in a complete exaggeration of populism, says, regardless of whether they are children or adults, the profession or place they occupy, that the Portuguese are the “best in the world”, even knowing that there is no proof of this, the subjects deep down the surface and letting run the time that, fortunately or unfortunately will bring us the possible answers)!.

…no fundo, no fundo, se tivessémos um Rei, a situação não era diferente, pois como Presidente da República, é um parceiro que está sempre disposto a participar na festa e, normalmente o pessoal é pouco exigente, gosta da sua simpatia, que é a característica que mais faz sobressair a sua personalidade narcísica, dando-nos a impressão que vivemos numa “Portulândia” no seu máximo esplendor ou seja, num “Parque Temático de Diversões’, onde principalmente as crianças se sentem sempre felizes!. (Deep down, deep down, if we had a King, the situation was not different, because as President of the Republic, is a partner who is always willing to participate in the party and usually the staff is not demanding, likes your sympathy, which is the characteristic that most highlights his narcissistic personality, giving us the impression that we live in a “Portulândia” in its maximum splendor or in a “Theme Park of Fun”, where children are always happy)!.

…aparece em fato de banho, outras vezes com fato e gravata de passeio, sequioso de atenção e protagonismo, irresponsável e inconsequente, alinhado naquela fraude política a que hoje se chama regime democrático exagerado!. O seu passado de comentador de televisão, pois passou por quase todas as estações de televisão de Portugal como comentador, uma certa vez até foi comentador de futebol, pois naquela ocasião este desporto estava a ser muito falado na comunicação social, portanto uma boa ocasião para aparecer, conseguindo sobreviver com fotos, beijos e elogios a todos, um político que sempre se prestou à palhaçada e ao entretenimento das massas!. (Appears in a bathing suit, other times with a suit and a walking tie, thirsty for attention and protagonism, irresponsible and inconsequential, aligned in that political fraud that today is called exaggerated democratic regime!. His past as a television commentator, since he has been through almost all the television stations in Portugal as a commentator, he was once a football commentator, because at that time this sport was being widely spoken in the media, so a good occasion for appear, surviving with photos, kisses and praise to all, a politician who has always lent itself to the clowning and entertainment of the masses)!.

…nós vivendo aqui, deste lado do Atlântico, seguimos com alguma atenção uma sua visita aos EUA, vendo como esta personagem não compreendeu a mensagem, em que o Presidente Americano, talvez informado da sua personalidade narcísica e de sentimentos exagerados, quando falou da estrela de futebol Cristiano Ronaldo, lhe tenha dito que, “tivesse cuidado, pois essa personagem, o tal Cristiano Ronaldo, já era famoso em todo o mundo e, poderia vir a ser mais popular do que ele, lá em Portugal”!. (Living here on this side of the Atlantic, we followed with some attention a visit to the USA, seeing how this person did not understand the message, in which the American President, perhaps informed of his narcissistic personality and exaggerated feelings, when he spoke of football star Cristiano Ronaldo, told him that “be careful, because this character, Cristiano Ronaldo, was already famous all over the world and could be more popular than him in Portugal”)!.

…agora, deixando-nos destes “desabafos”, que não têm nada a ver com a pessoa que é o professor Marcelo, a quem desejo a maior saúde e felicidades no mundo, mas sim com a sua posição de Presidente da República de Portugal!. Temos que gritar!. O nosso grito de revolta, alivía-nos um pouco, pois hoje vemos nas notícias que vêm de Portugal que, respeitante ao Procurador do Ministério Público, o governo optou por nomear alguém de dentro do Ministério Público, que não Joana Marques Vidal!, que já era a procuradora, tendo feito um excelente trabalhol!. (Now, leaving us these “outbursts”, which have nothing to do with the person who is the teacher Marcelo, whom I wish the greatest health and happiness in the world, but with his position as President of the Republic of Portugal!. We have to shout!. Our cry of revolt was a bit of a let-up, because today we see in the news coming from Portugal that, regarding the Public Prosecutor, the government chose to appoint someone from within the Public Ministry, not Joana Marques Vidal, who was already the prosecutor, having done an excellent job)!.

…nós, com muito respeito, temos o direito de perguntar, se a pessoa sai de dentro do Ministério Público, “terá de haver alguma diferença de comportamento, pois se não há, então porque não continuava Joana Marques Vidal”?. (We, with a lot of respect, have the right to ask, if the person leaves the public prosecutor’s office, “there must be some difference in behavior, because if there is not, then why did not Joana Marques Vidal continue?”)!.

…a responsabilidade por esta nomeação é unica e simplesmente da responsabilidade do Senhor Presidente da República de Portugal!. (The responsibility for this appointment is solely and solely the responsibility of the President of the Republic of Portugal)!.

…como antigo combatente, que nos melhores anos de vida, quando devíamos frequentar a escola e preparar o nosso futuro, andámos a dar o corpo às balas na Guerra Colonial Portuguêsa em África, defendendo a bandeira do País onde nascemos e, filhos de pessoas simples e rurais, sempre fomos descriminados em relação a uma élite de pessoas privilegiadas, em que incluíam as suas famílias, que naquela época governavam Portugal, hoje, como pessoa idosa, honesta e com sentimentos de família, sintimo-nos no direito de suspeitar que talvez o nome de Joana Marques Vidal, pertencesse a uma personagem sem mêdo de praticar a justiça, levando à barra do tribunal, única e simplesmente a pessoa que não cumpre com os regulamentos honestos que existem na sociedade, sem ligar à sua posição, nesta mesma sociedade em que vivemos!. (As a former combatant, that in the best years of life, when we should attend school and prepare our future, we began to give bullets in the Portuguese Colonial War in Africa, defending the flag of the Country where we were born and, children of simple and rural people, we have always been discriminated against an elite of privileged people, including their families, who at that time governed Portugal, today, as an old person, honest and with family feelings, we feel the right to suspect that perhaps the name of Joana Marques Vidal, belonged to a person without fear of practicing justice, taking to the bar of the court, only and simply the person who does not comply with the honest regulations that exist in the society, without connecting to its position, in this same society in which we live)!.

…como acima explicámos, o que correr mal a partir de agora, no combate à corrupção, será da responsabilidade política do Presidente da República de Portugal!. E mais, se der mal, ou seja, se os que estão com processos em curso começarem a ver as coisas a melhorar a seu favor, então a credibilidade da justiça volta ao zero e com isto o Presidente, que o povo humilde de Portugal elegeu, vai ir por arrasto e vão acabar os abraços, beijinhos, fotos e demais populismos, aparecendo então sim, “os melhores do mundo”, mas desfilando nas greves de protesto, a mando dos também melhores sindicatos do mundo!. (As we have explained above, what goes wrong now, in the fight against corruption, will be the political responsibility of the President of the Republic of Portugal!. What’s more, if it hurts, that is, if those who are in process begin to see things improve in their favor, then the credibility of justice returns to zero and with this the President, who the humble people of Portugal elected, will go by drag and end the hugs, kisses, photos and other populisms, appearing then yes, “the best in the world”, but parading in protest strikes, at the behest of the best unions in the world)!.

…ironias à parte, oxalá que daqui a uns anos, ainda estejamos vivos para poder dizer que, o Presidente da República de Portugal, com esta decisão, desta vez não foi um lider irrelevante, um líder partidário incompetente, não vamos ao ponto de dizer que foi falso ou hipócrita, mas na verdade foi um pouco cínico!. Em suma, oxalá não se torne numa personagem maquiavélica que, encontrou na presidência aquele espaço perfeito que procurava, para dar corda à sua personalidade narcísica e de sentimentos exagerados!. (Ironies aside, I hope that in a few years, we are still alive to be able to say that the President of the Republic of Portugal, with this decision, this time was not an irrelevant leader, an incompetent party leader, we are not going to to say that it was false or hypocritical, but in fact it was a little cynical!. In short, may it not become a machiavellian character who, in the presidency, found that perfect space he sought, to wind up his narcissistic personality and exaggerated feelings)!.

Tony Borie, Septembro de 2018.

…it was already very difficult to live there!

…it was already very difficult to live there!

…já era muito difícil viver ali!. (It was already very difficult to live there)!.

… já lá iam quase dois anos!. Quando ali chegámos, era uma aldeia onde ajudámos a construir um aquartelamento militar, que poderíamos considerar um “Posto Avançado”, ou seja, um lugar onde os militares de combate, tomavam conhecimento das primeiras savanas, rios, riachos, bolanhas, (terras lamacentas de cultivo de arroz), pântanos e florestas de trilhas frescas, usadas pelos guerrilheiros que lutavam pela independência do seu território, querendo libertar-se da presença dos Europeus, que por ali andavam há quase quinhentos anos!. (It was almost two years already! When we got there, it was a village where we helped build a military barracks, which we could call an “Outpost,” that is, a place where the combat troops took notice of the first savannas, rivers, brooks, rice fields, swamps and forests of fresh tracks, used by the guerrillas who fought for the independence of their territory, wanting to free themselves from the presence of the Europeans, who had been there for almost five hundred years)!.

…aquele aquartelamento militar, estava terminado, rodeado de arame farpado, pintado de algumas cores onde sobressaía a cor do sangue, de alguns companheiros mortos em combate, ou pelas granadas de morteiro 90, com que éramos flagelados periódicamente!. (That military barracks was finished, surrounded by barbed wire, painted with some colors in which the color of blood, some of the comrades killed in combat, or the mortar grenades 90, with which we were flagellated periodically)!.

…as porporções do conflito estavam a aumentar de dia para dia, já era difícil viajar de uma povoação para outra sem haver contacto com os guerrilheiros ou com qualquer das suas armadilhas!. Colocavam minas e fornilhos nas principais vias de comunicação, utilizavam os seus corredores de abastecimento durante a noite, tinham as suas “casas mato”, na verdade, os guerrilheiros já tinham alguma experiência em guerrilha e sabiam o terreno que pisavam!. (The proportions of the conflict were increasing day by day, it was already difficult to travel from one settlement to another without contact with the guerrillas or any of their traps!. They put mines and fagots on the main roads, used their supply corridors during the night, had their “bush houses,” in fact the guerrillas already had some experience in guerrilla warfare and knew the terrain they were on)!.

…nós íamos sobrevivendo, íamos completando o nosso calendário em papel quadriculado, onde todos os dias colocávamos uma cruzinha, pois já não eram tantos assim, os dias que nos faltavam para um possível abandono daquela, agora já considerada zona de combate e, um possível regresso à Europa!. Pela manhã, ao colocar uma cruzinha no referido quadrado, considerávamos uma conquista que não era bem uma conquista, era uma “reconquista”!. (We were surviving, we were completing our calendar on checkered paper, where every day we put a cross, because there were not so many, the days we were missing for a possible abandonment of that now considered a zone of combat and, a possible return to Europe!. In the morning, placing a cross in the square, we considered a conquest that was not quite an achievement, it was a “reconquest”)!.

…o movimento de militares Europeus aumentou no aquartelamento, quase que triplicou em alguns dias, eram centenas de militares em constante movimento, com as viaturas ocupando todos os espaços!. Era uma barafunda, já ninguém se conhecia, no dormitório colocaram mais do dobro das camas, naquele momento existem dois andares de camas, muito chegadas umas às outras, com roupa camuflada, alguma molhada, a secar, colocada em cima dos mosquiteiros e em outros locais, daqueles militares que iam chegando das diversas patrulhas e operações de combate, em que constantemente eram chamados a intervir!. (The movement of European militaries increased in the quartering, almost tripled in a few days, were hundreds of soldiers in constant movement, with cars occupying all spaces!. It was a mess, no one knew each other, and in the dormitory they placed more than double the beds, at that moment there are two floors of beds, very close to each other, with clothes camouflaged, some wet, to dry, placed on the mosquito nets and in other local, of those soldiers who were coming from the various patrols and combat operations, where they were constantly called upon to intervene)!.

…caminhávamos por um labirinto de camas, como se andássemos dentro de um submarino!. Logo à entrada do dormitório estava sempre uma caixa com um resto de munições, que não auxiliam nada a quem queria passar, mas ninguém se importava com isso e, sempre que passava por lá um militar, dáva-lhe um empurrão com a perna, mas alguém voltava a colocá-la no lugar inicial, pois o militar que dormia na cama ao lado queria mais espaço!. (We walked through a maze of beds, as if we were walking inside a submarine!. At the entrance to the dormitory there was always a box with a rest of ammunition, which did not help anyone who wanted to pass, but no one cared, and whenever a military man passed by, he would give him a jerk with his leg, but someone would put it back in the initial place, because the military man who slept in the next bed wanted more space)!.

…em alguns dias de calor infernal, o cheiro a suor e outras coisas era insuportável, alguns vinham dormir cá para fora, encostados ao dormitório, onde algumas vezes, pelo menos quando o “Pastilhas”, que era o enfermeiro que muitas vezes fazia de doutor, tendo disponível aquele produto a que chamamos “criolina”, alguém, muitas vezes éramos nós, que fazíamos num pequeno balde, a mistura com água, pincelando com uma vassoura feita de ramos de alguns arbustos, em volta do dormitório!. (On some days of infernal heat, the smell of sweat and other things was unbearable, some came to sleep out here, leaning against the dormitory, where sometimes, at least when the “Pastilhas” (Pills), who was the nurse who often I used to be a doctor, having available the product we call “criolla,” someone, it was often us, to make in a little bucket, mixing with water, brushing with a broom made from branches of some shrubs around the dormitory)!.

…tudo isto são memórias daquela maldita guerra que vivemos em África, mas hoje, abrindo o nossso miserável diário, está lá escrito que:

…”as tropas de uma companhia de fuzileiros, foram atacadas no rio Mansoa, mesmo ali perto do aquartelamento, onde o rio fazia uma curva!. As forças de bloqueio dos guerrilheiros, esperavam que uma “Lancha Móvel Ribeirinha”, (que devia de ser a designação que davam aos barcos militares que navegavam nos rios e pântanos), chegasse aquela posição, onde sofreram uma forte emboscada e, para tornar a defesa quase impossível, a maré estava a descer, mostrando um extenso lamaçal de ambos os lados do rio”!.

(All these are memories of that damned war that we live in Africa, but today, opening our miserable diary, it is written that:

“The troops of a company of Marines were attacked in the Mansoa River, even there near the barracks, where the river made a curve!. The blockade forces of the guerrillas had hoped that a “Mobile Speedboat” (which should have been the name given to the military boats that sailed in the rivers and marshes), arrived that position, where they suffered a strong ambush and, to make the defense almost impossible, the tide was coming down, showing an extensive mound on both sides of the river”!.

…continuando a ler este miserável diário, diz lá, que:

…”nós mesmo ouvimos o som dos explosivos e do tiroteio das metralhadoras!. Que era numa calma manhã, não permitindo aos fuzileiros, qualquer desembarque, com os guerrilheiros a aproximarem-se, disparando da pequena floresta, um pouco retirada das duas margens lamacentas, onde os fuzileiros pela rádio pediam ajuda, dizendo entre outras palavras de aflição, “fomos minados, estão a explodir em chamas as granadas com que estamos a ser atacados”!.

(Continuing to read this miserable diary, it says there that:

“It says there, that we ourselves heard the sound of the explosives and the shooting of the machine guns!. That it was a quiet morning, not allowing the Marines any landing, with the guerrillas approaching, firing from the small forest, slightly withdrawn from the two muddy banks, where the marines on the radio asked for help, saying among other words of distress, “We have been mined, the grenades with which we are being attacked are bursting into flame”)!.

…logo saíu do aquartelamento algumas forças do Pelotão de Morteiros em socorro destes infelizes fuzileiros, que entretanto navegando rio abaixo, já se encontravam próximo da ponte, onde havia alguns feridos e, um que infelizmente não resistiu aos ferimentos, acabando por morrer já no aquartelamento, enquanto esperavam pelo helicóptero, que os havia de transportar para o hospital em Bissau”!. (Soon some of the forces of the Mortals Platoon came out of the barracks to the aid of these unhappy Marines, who, however, sailing down the river, were already near the bridge, where there were some wounded, and one that unfortunately did not resist the wounds, ending up dying, in the barracks, while they waited for the helicopter, that they were to transport them to the hospital in Bissau”)!.

…era este o ambiente de desepero em que vivíamos, quase fora de controle, continuando a fazer as nossas tarefas militares, mas quando havia tempo livre, era passado em actividades que nos fizesse esquecer um pouco o local onde nos encontrávamos!. O nosso grupo de amigos estava nas mesmas condições, andavam revoltados, pouco se comia, bebia-se muito, fumavam-se cigarros feitos à mão e, falava-se pouco!. (This was the environment of desperation in which we lived, almost out of control, continuing to do our military tasks, but when there was free time, was spent in activities that made us forget a little where we were!. Our group of friends were in the same condition, they were angry, they did not eat much, they drank a lot, they smoked handmade cigarettes, and there was little talk)!.

…quando falávamos, as palavras saíam da boca mal pronunciadas e com alguma agressividade, parecendo mais que discutíamos, não havia cuidado com a nossa higiene pessoal, existia um aspecto de militares quase abandonados!. O rádio portátil era um dos nossos melhores companheiros, mas também motivo de algumas zangas, pois alguns queriam sossego e outros só para contrariarem colocavam a música, ou notícias, o mais alto possível, aumentando a poluição sonora, já deveras alta no dormitório!. Estava a ser difícil viver em comunidade, estávamos cansados de nos ver-mos uns aos outros!. (When we spoke, the words left the mouth badly pronounced and with some aggressiveness, seeming more than we argued, was not careful with our personal hygiene, there was an aspect of almost abandoned military!. The portable radio was one of our best companions, but also a reason for some annoyance, because some wanted quiet and others only to counteract put the music, or news, as high as possible, increasing noise pollution, already very high in the dormitory!. It was hard to live in community, we were tired of seeing each other)!.

…por vezes, o procedimento era ao contrário, antes, quando os militares de combate chegavam das patrulhas e operações, perguntávamos como tinha corrido, agora, quando entrávamos no dormitório, logo nos perguntavam se havia alguma mensagem, ou se sabíamos quando embarcaríamos de regresso à Europa!. (Sometimes the procedure was the reverse, rather, when the combat military arrived from patrols and operations, we asked how it had run, now, when we entered the dormitory, they would soon ask us if there was any message, or if we knew when we would board back to Europe)!.

…até já havia boatos de que nós, que naquele cenário de guerra éramos o “Cifra”, “tínhamos dito”, ou os radiotelegrafistas diziam que tinham recebido uma mensagem do comando da capital da província, que era enviada em código ao comando do nosso Agrupamento, com informação a todas as unidades que tinham quase dois anos de estadia e, estavam estacionadas em cenário de combate na zona do Oio, portanto nós, o “Cifra” sabíamos, mas éramos um “traidor”, pois não dizíamos nada!. (Until now there were rumors that we, who in that scenario of war were the “Cipher”, “we had said,” or the radio operators said they had received a message from the command of the provincial capital, which was sent in code to the command of our group, with information to all the units that had almost two years of stay, and were stationed in a combat scenario in the Oio zone, so we, the “Cipher” knew, but we were a “traitor”, because we said nothing)!.

…a mais pequena notícia de que “tinham ouvido”, ou o “furriel falou”, ou nós, o “Cifra”, estávamos sobre influência e dissémos “isto” ao “Trinta e Seis”!. Esta notícia era logo alterada e já sabiam a data e tudo!. Alguns corriam logo direitos à zona da sua cama e começavam logo a fazer e refazer os embrulhos, sacos e malas, tudo na ânsia de saírem dali, alguns colocavam-se na posição de joelhos, com as mãos juntas viradas para cima, numa linguagem que mais parecia um choro, com uma cara transfigurada pelo desespero que naquele momento sentiam, mostrando alguma angústia, cantavam:

Avé, Avé, Avé Maria!,
Vou sair daqui,
E Deus me alumia,
Está quase a chegar
O bendito dia,
Vai tudo correr,
Tal como eu queria,
Obrigado Mãe,
Minha Virgem Maria!.

(The smallest news they had “heard,” or the “furriel spoke,” or we, the “Cipher” were about influence and said “this” to the “Thirty-Six”!. This news was soon changed and they already knew the date and everything!. Some of them ran right into the bedside and began to make and redo the packages, sacks and bags, all in the eagerness to get out, some standing on their knees with their hands together facing upwards, in a language that more like a cry, with a face transfigured by the desperation they felt at that moment, showing some anguish, they sang:

Avé, Avé, Avé Mary!,
I will leave here,
And God gives me light,
It’s almost here.
The blessed day,
Everything will go,
Just as I wanted,
Thank you Mom,
My Virgin Mary)!.

…depois, como não era verdade, voltavam à nostalgia, ao desânimo e atiravam mesmo com os embrulhos, sacos e malas para o chão, dizendo mal dos comandantes, dos tiros, das granadas, das bolanhas, dos calções rotos, do camuflado, algum sujo de sangue, do café, do arroz com peixe da bolanha, do calor, do governo colonial que os mandou para ali e gritavam alto:

– Isto é um inferno! Quero ir embora daqui! Filhos da puta!.

(Then, as it was not true, they returned to nostalgia, to discouragement and even threw packages, sacks and bags to the floor, saying bad things about the commanders, the shots, the grenades, the bolanhas, the shorts, the camouflage, some dirty blood, coffee, rice with fish from the bolanha, heat, colonial government that sent them there and shouted loudly:

– This is hell!. I want to get out of here!. Son of a bitch)!.

…nós, começávamos a evitar ir para a “tabanca”, a tal aldeia ao norte do aquartelamento com casas cobertas de colmo, onde tínhamos algum carinho, pois já sofríamos a ausência das pessoas, que embora vivendo numa profunda miséria, tinham alguma alegria que repartiam connosco, tinham muito bons sentimentos, eram sinceras e talvez derivado ao ambiente natural onde viviam, eram puras, e como já dissémos por diversas vezes, eram um pouco parecidas com as gazelas e outros animais selvagens, pois só depois de verem os sentimentos de outra pessoa estranha, cheirarem o seu corpo e sentirem o sabor da pele, é que se dedicavam, mas quando isso acontecia, não mais largavam essa pessoa, pois já a consideravam parte da sua família!. (We began to avoid going to the “tabanca”, that village to the north of the barracks with thatched houses, where we had some affection, since we were already suffering the absence of people, who, although living in deep misery, had some they were sincere and perhaps derived from the natural environment in which they lived, they were pure, and as we have said many times, they were a little like gazelles and other wild animals, for only after seeing the feelings of another strange person, smell their body and taste the skin, they dedicated themselves, but when this happened, they no longer let this person, because they considered it a part of their family)!.

…andávamos desesperados, confundidos, não sabendo se contentes por regressar à Europa, ou tristes por abandonar as pessoas que já considerávamos uma família!. (We were desperate, confused, not happy to be back in Europe, or sad to leave the people we once considered a family)!.

Tony Borie, September 2018.

…so this is where God put the West!.

…so this is where God put the West!.

…então é aqui que Deus colocou o Oeste!. (So this is where God put the West)!.

…sim, andávamos pelo Oeste!. Antes, visitámos a área do “Four Corners Monument” (Monumento das Quatro Esquinas), que marca o quadriponto no sudoeste dos Estados Unidos, onde os estados do Arizona, Colorado, Novo México e Utah se encontram e é o único ponto nos Estados Unidos compartilhado por quatro estados, levando a área a ser nomeada a região “Four Corners” (Quatro Esquinas)!. (Yes, we were walking in the West!. Before, we visited the “Four Corners Monument” area, which marks the quadriponto in the southwest United States, where the states of Arizona, Colorado, New Mexico and Utah meet and is the only point in the United States shared by four states, leading the area to be named the “Four Corners” region)!.

…viajávamos pela estrada US 163, aproximando-nos da fronteira entre os estados de Utah e Arizona, entrando num extenso vale onde o seu piso é em grande parte siltstone do Grupo Cutler, ou areia derivada dele, depositado pelos rios sinuosos que esculpiram este maravilhoso vale!. A sua cor vermelha viva, vem do óxido de ferro exposto no siltstone desgastado pelo tempo, onde também as suas rochas mais escuras e azul-acinzentadas, obtêm a sua cor do óxido de manganês!. (We traveled on US 163 road, approaching the border between the states of Utah and Arizona, entering an extensive valley where its floor is largely siltstone of Cutler Group, or sand derived from it, deposited by the sinuous rivers that sculpted this wonderful valley!. Its bright red color comes from the exposed iron oxide in the weather-worn siltstone, where also its darker and blue-gray rocks get their color from manganese oxide)!.

…é uma região que faz parte do Planalto do Colorado, que inclui grandes estruturas de pedra, incluindo o famoso “The Eye of the Sun” (O Olho do Sol), que é uma formação natural que assume a aparência de um olho, onde os sobreviventes da Nação Navajo têm encontros e festivais, com cantos e tambores!. (Is a region that forms part of the Colorado Plateau, which includes large stone structures, including the famous “The Eye of the Sun”, which is a natural formation that takes on the appearance of an eye , where the survivors of the Navajo Nation have encounters and festivals, with songs and drums)!.

…apesar da elevação do fundo deste maravilhoso vale, poder variar entre 1.500 a 1.800 metros acima do nível do mar, a nossa “White Fox”, deslizava suavemente!. O cenário era tal qual o dos filmes do Oeste, já avistávamos ao longe uma parte do vale, que logo nos fez lembrar a célebre frase do actor John Wayne, quando exclamava, “So this is where God put the west” (então é aqui que Deus colocou o oeste)!. (Despite the elevation of the bottom of this wonderful valley, to be able to vary between 1,500 and 1,800 meters above sea level, our “White Fox” slid smoothly!. The scenery was just like that of the Western movies, we could already see in the distance a part of the valley, which immediately reminded us of the famous phrase of the actor John Wayne, when he exclaimed, “So this is where God put the west”)!.

…o vale fica dentro do território da Reserva da Nação Navajo, a entrada era já ali, tivémos que pagar uma taxa de acesso, onde nos informaram que era possível viajar na nossa “White Fox”, por uma certa área do parque numa estrada de terra com aproximadamente 27 quilómetros (uma viagem de duas a três horas), visitando algumas partes do Monument Valley!. (Vale do Monumento)!. (The valley is within the territory of the Navajo Nation Reserve, the entrance was already there, we had to pay an access fee, where we were informed that it was possible to travel in our “White Fox”, for a certain area of the park in a dirt road with approximately 27 kilometers (a trip of two to three hours), visiting some parts of Monument Valley)!.

….havia algum sol, mas este vale, como já mencionámos anteriormente, oficialmente é uma grande área que inclui o território da Reserva da Nação Navajo, equivalente a um parque nacional, que experimenta um clima desértico com invernos frios e verões quentes, onde existe sempre, principalmente no verão alguma chuva ocasional, que foi o que nos aconteceu!. (There was some sun, but this valley, as we have already mentioned, officially is a large area that includes the territory of the Navajo Nation Reserve, equivalent to a national park, which experiences a desert climate with cold winters and hot summers, where there is always, especially in the summer some occasional rain, that’s what happened to us)!.

…depois de percocorrermos alguma área junto do Centro de Informação, onde tirámos algumas fotos ainda com sol!. (After crossing some area next to the Information Center, where we took some photos still with sun)!.

…pois quando entrámos no parque, tentando fazer o “Loop Drive” (designação do circuito do parque), alguma chuva e mesmo trovoada, apareceu, no entanto seguimos e, o sol também regressou de novo, pelo menos em algumas áreas do percurso!. (Because when we entered in the park, trying to do “Loop Drive” (designation of the circuit of the park), some rain and even thunderstorm, appeared, however we continued and, the sun also returned again, at least in some areas of the route)!.

…conforme íamos avançando, o cenário era incrível!. Viajando pelo seu interior, o Monument Valley (Vale do Monumento), a cada momento nos surgia pela frente uma paisagem natural, oculta entre pequenos monumentos de pedra vermelha que, entre outros viajantes que se aventuram nesta região selvagem, uns dos pioneiros, e que muito contribuiram para que o resto do mundo conhecesse melhor esta maravilha da natureza, foram Harry Goulding e sua noiva “Mike” (supostamente ele não podia pronunciar o seu primeiro nome, que era Leone)!. Talvez sem o saberem, transformaram este cenário em um ícone do oeste americano, hoje conhecido em todo o mundo!. (As we were advancing, the scenery was incredible!. Traveling inland, the Monument Valley, every now and then a natural landscape, hidden among small red stone monuments that, among other travelers who venture in this wilderness, one of the pioneers, much contributed to make the rest of the world better acquainted with this wonder of nature, were Harry Goulding and his fiancée “Mike” (supposedly he could not pronounce his first name, which was Leone)!. Perhaps without knowing it, they turned this scenery into an icon of the American West, now known throughout the world)!.

…eles acabaram por se casar e decidiram abrir o caminho de Durango, no sul do Colorado, e que ele, Harry Goulding, antes era um negociante de ovelhas que juntamente com sua noiva, vieram ao Monument Valley (Vale do Monumento), em busca de uma oportunidade de negócio!. Ninguém sabe se já tinham conhecimento, ou se foi simplesmente alguma sorte, comprando um lote substancial de terra, quando a Reserva Indígena Paiute foi realocada e, muitos acres se tornaram disponíveis para venda, numa área que só pode ser descrita como uma terra seca ao lado de algumas rochas incrivelmente altas!. (They eventually married and decided to open the road to Durango in southern Colorado, and that he, Harry Goulding, was once a sheep dealer who, along with his fiancée, came to Monument Valley, in search of a business opportunity!. No one knows if they were aware of, or was simply lucky enough to purchase, a substantial plot of land when the Paiute Indigenous Reservation was relocated and many acres became available for sale in an area that can only be described as a side of some incredibly high rocks)!.

…claro, pouco tempo depois, Harry e sua esposa carregaram um “saco de dormir, a cafeteira, alguma comida”, como Harry mais tarde explicou, e dirigiram-se para Hollywood, mostrando fotos do maravilhoso vale ao diretor John Ford, convencendo-o de que o Monument Valley (Vale do Monumento), era o cenário perfeito para o seu próximo filme!. (Of course, shortly afterwards, Harry and his wife carried a “sleeping bag, coffeepot, some food”, as Harry later explained, and they headed to Hollywood, showing pictures of the wonderful valley to director John Ford, convincing him that the Monument Valley was the perfect setting for his next movie)!.

…o director John Ford ficou deslumbrado e, em menos de um mês, mudou-se com todo o equipamento necessário para lá, começando a filmar a hoje célebre película “Stagecoach”, onde segundo relatos, contratou um actor da classe “B”, que dava pelo nome de John Wayne, para estrela principal, para mostrar uma odisseia sobre o espírito da fronteira americana!. (Director John Ford was dazzled and, in less than a month, moved with all the necessary equipment there, starting to film the now famous film “Stagecoach”, where he reportedly hired an actor from class “B”, that gave by the name of John Wayne, for main star, to show an odyssey on the spirit of the American border)!.

…nove mais filmes deste director John Ford foram filmados aqui, onde se destacam “My Darling Clementine” (1946), “Fort Apache” (1948) mesmo “She Wore a Yellow Ribbon” (1949) ou mais tarde, pelo ano de 1956 “The Searchers”, com Jeffrey Hunter, John Wayne e Harry Carey Jr., dirigindo actores além do já mencionado John Wayne, Will Rogers, Henry Fonda, Maureen O’Hara, Vera Miles, James Stewart ou Richard Widmark, que não só ajudou a Nação Navajo com o dinheiro necessário, mas também serviu para que o resto do mundo podesse admirar as impressionantes formações rochosas vermelhas, no meio deste deserto!. (Nine more films of this director John Ford were filmed here, where they highlight “My Darling Clementine” (1946), “Fort Apache” (1948) same “She Wore a Yellow Ribbon” (1949) or later, for the year 1956 “The Searchers” starring Jeffrey Hunter, John Wayne and Harry Carey Jr., directing actors beyond John Wayne, Will Rogers, Henry Fonda, Maureen O’Hara, Vera Miles, James Stewart, or Richard Widmark, only helped the Navajo Nation with the necessary money, but also served so that the rest of the world could admire the impressive red rock formations in the middle of this desert)!.

…acompanhando todo esta evolução, Harry e sua esposa, imediatamente montaram um Posto de Negociação, na base da Big Rock Door Mesa, enquanto faziam amizade e conduziam negócios com os Navajos locais, que viam com bons olhos a sua presença, onde muitas décadas depois, este Posto de Negociação Goulding, se transformou num chalé, com cabines, museu, restaurante e uma área de acampamento para casas ambulantes, sendo colocado no Registro Nacional de Lugares Históricos em 1980, pela sua importância para a área local!. (Following all this evolution, Harry and his wife immediately set up a Trading Post at the base of the Big Rock Door Table, while making friends and conducting business with the local Navajos, who welcomed their presence, where many decades later, this Goulding Trading Post turned into a cottage, with cabins, museum, restaurant and a camping area for mobile homes, and was placed on the National Register of Historic Places in 1980 for its importance to the local area)!.

…os negócios da Goulding cresceram, mudando de mãos ao longo dos anos, enquanto Monument Valley (Vale do Monumento), continuou a ser cenário para muitos filmes, programas de televisão e anúncios, bem como um destino turístico muito popular, onde principalmente trabalhadores e estrelas de Hollywood, que por aqui viviam temporadas, como por exemplo o actor John Wayne, que tinha um quarto para si mesmo, nas trazeiras deste Posto de Negociação, com um dos mais bonitos cenários do vale!. Assim como outras pessoas, pelo menos durante o tempo em que eram protagonistas nas diferentes películas que por aqui se filmavam, ou que simplesmente passavam e, dada a publicidade, tinham curiosidade em verem o cenário ao vivo!. (Goulding’s business grew, changing hands over the years, while Monument Valley continued to be the setting for many movies, television shows and commercials, as well as a very popular tourist destination, where mainly workers and Hollywood stars, who lived here for years, such as actor John Wayne, who had a room for himself, in the back of this Trading Post, with one of the most beautiful scenery in the valley! Like other people, at least during the time that they were protagonists in the different films that were filmed here, or that they simply passed and, given the publicity, they were curious to see the scene live)!.


…ainda hoje, em alguns pontos estratégicos, podemos olhar o deserto onde sobressaiem altos monumentos e, depois de admirar o cenário, fechando os olhos por momentos, no pensamento, quase podemos ver uma diligência descendo a estrada de terra, pedra e areia!. Segundo relatos, mais de 400.000 pessoas visitam Monument Valley todos os anos e, provávelmente este Vale não seria o que é hoje, sem o apoio de Harry Golding e sua esposa Mike!. (Even today, in some strategic points, we can look at the desert where high monuments stand out and, after admiring the scenery, closing our eyes for moments, in the thought, we can almost see a diligence descending the dirt road, stone and sand!. According to reports, more than 400,000 people visit Monument Valley every year and probably this Valley would not be what it is today without the support of Harry Golding and his wife Mike)!.

…talvez dada a publicidade, no entanto o cenário maravilhoso da paisagem em parte comprovam estas palvras mas, talvez seja exagero, no entanto dizem que esta área do Monument Valley (Vale do Monumento), “definem o Oeste do Leste”!. (Perhaps given the publicity, however the wonderful scenery of the landscape in part prove these words but, perhaps it is exaggeration, nevertheless they say that this area of the Monument Valley, “define the West of the East”)!.

…nós, assim como a nossa “White Fox”, quando regressámos ao local do início do parque, estávamos cobertos de areia vermelha, depois de atravessar um cenário irregular, a princípio com alguma água e lama e, poeirento depois, mas contentes, não só pela paisagem, mas pelo que aprendemos sobre os índios da Nação Navajo!. (We, like our “White Fox”, returned to the site of the beginning of the park, we were covered with red sand, after crossing an irregular scenery, at first with some water and mud and then dusty, but glad not only by the landscape, but from what we learned about the natives of the Navajo Nation)!.

Tony Borie, September 2018.

…51 years together!.

…51 years together!.

…dia 10 de Setembro de 1967!. (On September 10, 1967)!.

…já lá vão 51 anos!. (It’s been 51 years)!.

…levantámo-nos ainda era madrugada, tal como todos os dias o fazemos, mas hoje é um dia especial, antes de nos sentar em frente ao computador, tirámos a aliança dos dedos e verificámos, pois está lá gravado, “ISAURA 10/9/1967”!. (We got up it was still dawn, just as we do every day, but today is a special day, before we sit in front of the computer, we took the ring of fingers and we noticed, because it is recorded there, “ISAURA 10/9/1967”)!.

…são 51 anos juntos!. Sim juntos, porque um homem sózinho não é nada, mas duas pessoas, já podem continuar a formar o mundo!. (They are 51 years together!. Yes together, because a man alone is nothing, but two people can already continue to form the world)!.

…e dizem que, casamentos felizes começam quando nos casamos com quem amamos e, eles florescem quando amamos aquele com quem nos casamos, esta é a verdade!. (And they say, happy marriages begin when we marry who we love, and they bloom when we love the one we marry, this is the truth)!.

…e mais, casais que se amam dizem mil coisas sem falar, sem dizer uma só palavra, no entanto continuam juntos, vivendo num espaço que dividem em 50%, com a possível exceção do espaço da cozinha!. (And more, couples who love each other say a thousand things without speaking, without saying a word, yet they continue together, living in a space that divides by 50%, with the possible exception of kitchen space)!.

…e se aprofundar-mos ainda mais, as correntes não mantêm um casamento junto!. São pequenos fios, centenas de pequenos e minúsculos fios que se podem quebrar ao longo dos anos, mas o sentimento do amor, normalmente mantêm as pessoas juntas!. (And if we delve deeper, the chains do not keep a marriage together!. They are tiny threads, hundreds of tiny, tiny threads that can break through the years, but the feeling of love usually holds people together)!.

…estes 51 anos de vida juntos, dizem-nos que o sucesso no casamento não vem apenas por encontrar o parceiro certo, mas que felizmente vivemos com o parceiro certo, tal como o casamento pode sobreviver, se os parceiros perceberam que às vezes o melhor, vem depois do pior!. (These 51 years of life together, tell us that success in marriage does not come only by finding the right partner, but that we happily live with the right partner, just as marriage can survive, if the partners realized that sometimes the best, comes after the worst)!.

… a Isaura e nós, temos o maior acordo pré-nupcial do mundo, chama-se amor e compreenção, com a particularidade de às vezes manter-mos uma qualquer discussão, sobre um qualquer assunto sem qualquer importância, mas com a particularidade também de nos apaixonar-mos muitas vezes mas, sempre com a mesma pessoa, mantendo depois uma longa conversa, que sempre nos parece pequena, onde a nossa união continua feliz e duradoura, porque no fundo, no fundo, quando discutimos, acabamos por ser dois bons perdedores!. (To Isaura and we, we have the biggest prenuptial agreement in the world, it is called love and understanding, with the peculiarity of sometimes maintaining any discussion, about any matter without any importance, but with the particularity also to fall in love many times but always with the same person, after a long conversation, which always seems small, where our union remains happy and lasting, because deep down, when we discuss, we end up being two good losers).

…e para finalizar, porque logo mais pela tardinha vamos para os “copos”, com alguns amigos de longa data, o Adão e a Eva tiveram um casamento ideal!. Ele não teve que ouvir sobre todos os homens com quem ela poderia se ter casado, e ela não teve que ouvir, sobre o herói que ele diz ter sido, as namoradas que consquistou, ou sobre o tão bem a sua mãe cozinhava!. (And to finish, because soon in the afternoon we go to the “glasses”, with some long-time friends, Adam and Eva had an ideal marriage!. He did not have to hear about all the men she could have married with, and she did not have to listen, about the hero he says he was, the girlfriends he got, or about how well his mother cooked)!.

…obrigado Isaura, por me teres aturado todos estes anos e, continuo aqui, fazendo todos os possíveis e impossíveis, por ti!. (Thank you, Isaura, for you kept me up all these years and I’m still here, doing everything possible and impossible for you)!.

Tony Borie, September 2018!.