…vamos fugir da rotina!. (Let’s escape the routine)!.

…vamos fugir da rotina!. (Let’s escape the routine)!.

…nascemos na Europa e, já numa idade um pouco avançada, viemos viver no estado da Flórida, próximo da floresta, porque tencionámos viver deliberadamente, enfrentando apenas os factos essenciais da vida, porque na verdade, se queremos saber quem somos, o grande nivelador, o grande mestre, amargo como um remédio, ainda mais cruel quando o espelho nos mostra o nosso rosto envelhecido pelos anos passados, teremos que viajar, percorrer e conhecer o mundo, até que ninguém saiba o nosso nome!. (We were born in Europe and, already in a little old age, we came to live in the state of Florida, close to the forest, because we intended to live deliberately, facing only the essential facts of life, because in fact, if we want to know who we are, the great leveler, the great master, bitter as a medicine, even more cruel when the mirror shows us our face aged by the past years, we will have to travel, travel and see the world, until no one knows our name)!.

…inafortunadamente, o estado da Flórida, desde Março deste ano, quando oficialmente se relatou os primeiros dois casos COVID-19, houve imediatamente evidências abundantes de que a disseminação desta maldita pandemia tinha começado a alastrar-se pela comunidade da Flórida muito antes, talvez já na primeira semana de Janeiro, no entanto, em Março, o governador negou que houvesse disseminação comunitária do COVID-19 na Flórida, esperando até Abril para emitir uma ordem de permanência em casa em todo o estado!. Depois, foi tudo o que as autoridades de saúde pública, através dos meios de comunicação social têm revelado!. (Unfortunately, the state of Florida, since March of this year, when the first two COVID-19 cases were officially reported, there was immediately abundant evidence that the spread of this damn pandemic had begun to spread throughout the Florida community long before, perhaps already in the first week of January, however, in March, the governor denied that there was a community spread of COVID-19 in Florida, waiting until April to issue an order to stay at home across the state!. Then, it was everything that public health authorities have revealed through the media)!.

…resumindo um pouco, logo em Maio, o estado da Flórida removeu 171 casos presumidos de COVID-19, que talvez tivessem o seu início em Janeiro e Fevereiro, do seu banco de dados oficial!. Agora, estamos no final do mês de Agosto, as autoridades de saúde pública da Flórida relataram num só dia, 2.957 novos casos positivos de COVID-19 e 41 mortes recém-registradas entre os seus residentes, aumentando os totais cumulativos do estado desde o início da pandemia para 594.287 casos e 10.325 mortes e, com os não residentes incluídos, os totais são de 600.571 casos e 10.462 mortes!. (To summarize a little, in May, the state of Florida removed 171 suspected cases of COVID-19, which may have started in January and February, from its official database!. Now, we are at the end of August, Florida public health authorities reported in a single day, 2,957 new positive cases of COVID-19 and 41 newly registered deaths among its residents, increasing the state’s cumulative totals from the beginning from the pandemic to 594,287 cases and 10,325 deaths and, with non-residents included, the totals are 600,571 cases and 10,462 deaths)!.

…continuando com este relato, inafortunadamente, no momento em que estamos a escrever, a Flórida tem o segundo maior número de casos confirmados nos Estados Unidos, logo a seguir à Califórnia, e o segundo maior número de casos confirmados per capita depois da Louisiana e, se a Flórida fosse uma própria nação, teria o sexto maior número de casos globalmente, com apenas os Estados Unidos, Brasil, Índia, Rússia e África do Sul, relatando contagens mais altas, claro tudo isto em casos confirmados e divulgados!. (Continuing with this report, unfortunately, at the time of writing, Florida has the second highest number of confirmed cases in the United States, right after California, and the second highest number of confirmed cases per capita after Louisiana and, if Florida were a nation itself, it would have the sixth highest number of cases globally, with only the United States, Brazil, India, Russia and South Africa, reporting higher counts, of course all of this in confirmed and reported case)! .

…esta maldita pandemia, não só a nós, como a millhões de pessoas, modificou todo o nosso modo de vida, obrigando-nos a ficar retidos em casa, deixando para trás todas as nossas já poucas aspirações ou projectos, de um futuro que possívelmente se irá nas próximas uma ou duas dezenas de anos, pois somos pessoas de uma idade já um pouco avançada mas, se continuarmos permanentemente em casa, “vamos criar raízes em vez de pés”, e claro, vivemos na Flórida e, mesmo quando sentados na areia da nossa praia preferida, agora quase deserta, olhando o horizonte, dizemos muitas vezes, “depois deste cenário, não há mais nada para ver”, não é bem assim, pois o nosso lema é “o fim de uma viagem é apenas o começo de outra”!. (This damn pandemic, not only for us, but for millions of people, has changed our whole way of life, forcing us to stay at home, leaving behind all our already few aspirations or projects, of a future which will probably go on in the next one or two dozen years, because we are people of a little old age, but if we stay permanently at home, “we will take root instead of feet”, and of course, we live in Florida and, even when sitting on the sand of our favorite beach, now almost deserted, looking at the horizon, we often say, “after this scenario, there is nothing else to see”, it is not quite like that, because our motto is “the end of a trip it is just the beginning of another”)!.

…temos inevitávelmente que sair, andar por aí!. Entendemos até, que é o momento de uma boa oportunidade, para conhecer melhor a Flórida, claro, usando todas as medidas de proteção exigidas pelas autoridades de saúde pública e, devemos lembrar-nos que a Flórida não é só “Dysney”, e que aqui, o sol o ano todo não significa que não existe uma época menos boa, como na temporada dos furacões, que pode ir de Junho a Novembro, mas depois, as temperaturas são mais agradáveis, perfeito para se relaxar nas praias, tanto do Golfo do México, como no Oceano Atlântico!. (We inevitably have to go out, walk around!. We even understand that it is the time for a good opportunity to get to know Florida better, of course, using all the protection measures required by public health authorities and, we must remember that Florida is not just “Dysney”, and that here, the sun all year round does not mean that there is no less good season, as in the hurricane season, which can go from June to November, but then, the temperatures are more pleasant, perfect for relaxing on the beaches, both in the Gulf of Mexico, as in the Atlantic Ocean)!.

…tal como fizeram os antigos povos nativos americanos, que entraram na Flórida pelo norte há 12.000 anos, embora as primeiras evidências de agricultura datem de cerca de 500 AC!. No entanto, alguns grupos do sul permaneceram como caçadores, pescadores e colectores, claro, até a sua extinção mas, os povos indígenas continuaram a chegar do norte em pequenos números depois de 500 aC, estabelecendo contactos com Cuba, as Bahamas e, possívelmente, a região de Yucatán, no México, no entanto, na época do contacto europeu, já no século 16, uma população de várias centenas de milhares de nativos americanos vivia na Flórida!. (As did the ancient Native American peoples, who entered Florida from the north 12,000 years ago, although the first evidence of agriculture dates back to around 500 BC!. However, some southern groups remained as hunters, fishermen and gatherers, of course, until their extinction, but indigenous peoples continued to arrive from the north in small numbers after 500 BC, establishing contacts with Cuba, the Bahamas and, possibly, the Yucatán region in Mexico, however, at the time of European contact, already in the 16th century, a population of several hundred thousand Native Americans lived in Florida)!.

…e aqui, não é apenas um lugar para pessoas já de uma idade mais avançada, como no nosso caso, pois existem belas praias, condições de mergulho imaculadas, muitos campos de golfe, passeios velozes e às vezes furiosos de “aerobarco”, movidos por um potente motor de élice, que viajam pelos parques de Everglades, que se tornam numa aventura inesquecível, vendo crocodilos, aves exóticas, tartarugas, cobras ou outros animais selvagens menores, numa paisagem aquática, talvez única no mundo!. (And here, it is not just a place for people of an older age, as in our case, as there are beautiful beaches, immaculate diving conditions, many golf courses, fast and sometimes furious “airboat” rides , powered by a powerful propeller engine, traveling through the Everglades parks, which become an unforgettable adventure, seeing crocodiles, exotic birds, turtles, snakes or other smaller wild animals, in an aquatic landscape, perhaps unique in the world)!.

…paisagem aquática, talvez única no mundo, que foi o que encontrou Juan Ponce de León, quando se aventurou, desembarcando nesta península, por volta do século quinze, durante a época da Páscoa, que em espanhol, quer dizer mais ou menos, “Pascua Florida”, ou seja estação das flores, e por causa da vegetação que aqui encontrou, deu o nome a esta área de Flórida!. Depois, o início da história dos europeus na Flórida, reflete os conflitos das coroas espanhola, francesa e inglesa pelo império e pela riqueza, incluindo lutas de “corsários”, vulgo piratas, que eram normais naquela época, tanto no mar das Caraíbas, como no saque a algumas aldeias piscatórias!. (Aquatic landscape, perhaps unique in the world, that was found by Juan Ponce de León, when he ventured, disembarking in this peninsula, around the fifteenth century, during the Easter season, which in Spanish means more or less, “Pascua Florida”, that is, the flower season, and because of the vegetation found here, gave the name to this area of Florida!. Then, the beginning of the history of Europeans in Florida, reflects the conflicts of the Spanish, French and English crowns for empire and wealth, including struggles of “corsairs”, commonly known as pirates, that were normal at that time, both in the Caribbean Sea and on looting some fishing villages)!.

…claro, hoje tudo isto é história, todavia, quem visita os parques temáticos da cidade de Orlando, que tornam a cidade num dos melhores destinos dos Estados Unidos, pode aprender um pouco da história e relaxar-se nos parques dos Universal Studios, da Universal Island of Adventure, do Walt Dysney World, Magic Kingdom, Epcop Center, Disney Hollywood Studios, Disney Animal Kingdom, ou ainda nos parques aquáticos do SeaWorld, da Dysney Blizzard Beach ou na Typhon Lagoon ou em outros parques aquáticos de diversão ao ar livre!. (Of course, today this is all history, however, those who visit the theme parks of the city of Orlando, which make the city one of the best destinations in the United States, can learn a little of history and relax in the parks of Universal Studios, Universal Island of Adventure, Walt Dysney World, Magic Kingdom, Epcop Center, Disney Hollywood Studios, Disney Animal Kingdom, or at SeaWorld water parks, Dysney Blizzard Beach or Typhon Lagoon or other water amusement parks. open air)!.

…e saber que, Juan Ponce de Leon, com a impressão de que a Flórida era uma das ilhas do arquipélago das Bahamas, inicialmente não fez nenhuma tentativa de fundar aqui um assentamento, não parecendo ter se aventurado muito para norte!. Só quando aqui voltou uns anos depois, então sim, Juan Ponce de León estabeleceu uma colónia nas proximidades do que hoje é a cidade de Fort Myers, claro, devia de ter começado a odisseia de “conquistador” e, os povos indígenas que por aqui viviam, não concordando, ofereceram-lhe luta, sendo mortalmente ferido pelo guerreiro indígena Calusa, morrendo no mesmo ano em Havana, Cuba!. (And to know that, Juan Ponce de Leon, with the impression that Florida was one of the islands of the Bahamas archipelago, initially made no attempt to found a settlement here, not appearing to have ventured far north!. Only when he returned here a few years later, then, yes, Juan Ponce de León established a colony in the vicinity of what is now the city of Fort Myers, of course, the odyssey of “conqueror” should have started and, the indigenous peoples that here they lived, not agreeing, offered him a fight, being mortally wounded by the indigenous warrior Calusa, dying in the same year in Havana, Cuba)!.

…era a época da “odisseia dos descobrimentos”, no entanto e nos dias de hoje, para os avessos às lutas e ao risco, um dia preguiçoso passado nas areias macias de uma qualquer praia da Costa do Golfo do México, é tão rejuvenescedor quanto um tratamento despa”!. Para aqueles que o desejam, principalmente os jovens, também existe alguma vida nocturna agitada, num qualquer clube fumegante de Miami, Orlando ou Daytona, nesta última cidade, pelo menos por ocasião das célebres corridas de automóveis “Daytona 500”, ou mesmo durante os eventos e concentrações de motos, onde se juntam milhares de visitantes vindos das mais remotas partes do mundo!. (It was the time of the “odyssey of the discoveries”, however and nowadays, for those averse to fighting and risk, a lazy day spent on the soft sands of any beach on the Gulf Coast of Mexico, it is so rejuvenating as a spa treatment!. For those who desire it, especially young people, there is also a lively nightlife in any smoking club in Miami, Orlando or Daytona, in the latter city, at least during the famous “Daytona 500” car races, or even during the events and concentrations of motorcycles, where thousands of visitors come from the most remote parts of the world)!.

…milhares de visitantes, vindos das mais remotas partes do mundo para se divertirem, viver momentos agradáveis em perfeito convívio, não como aconteceu a Pánfilo de Narváez, que uns anos depois de Juan Ponce de Leon morrer, desembarcou nas margens da Baía de Tampa com mais de 400 homens, com a intenção de aprender como esta terra estava ligada ao México!. Em um ano, e embora ainda não estivesse mais perto do México do que o norte da Flórida, a sua força foi reduzida para 15 sobreviventes!. (Thousands of visitors, coming from the most remote parts of the world to have fun, live pleasant moments in perfect coexistence, not like what happened to Pánfilo de Narváez, who a few years after Juan Ponce de Leon died, landed on the shores of the Bay of Tampa with more than 400 men, with the intention of learning how this land was linked to Mexico!. In a year, and although it was still no closer to Mexico than northern Florida, its strength was reduced to 15 survivors)!.

…desse grupo, quatro espanhóis, incluindo Álvar Núñez Cabeza de Vaca e Estebán, um escravo mouro que foi o primeiro homem negro conhecido a entrar na Flórida, regressando, chegaram a Culiacán, no México, poucos anos depois!. Todavia, também uns anos depois, Hernando de Soto, desembarcando em algum lugar entre o Forte Myers e Tampa, liderando outra expedição desastrosa, desta vez entrando pelo oeste da Flórida, tentou estabelecer uma colónia espanhola na baía de Pensacola, cujo assentamento foi abandonado em 1561, após a sua destruição por um furacão!. (Of that group, four Spaniards, including Álvar Núñez Cabeza de Vaca and Estebán, a Moorish slave who was the first known black man to enter Florida, returning, arrived in Culiacán, Mexico, a few years later!. However, also a few years later, Hernando de Soto, disembarking somewhere between Fort Myers and Tampa, leading another disastrous expedition, this time entering western Florida, tried to establish a Spanish colony in Pensacola Bay, whose settlement was abandoned in 1561, after its destruction by a hurricane)!.

…tudo isto do lado do Golfo do México, pois do lado do oceano Atlântico, já o relatámos por diversas vezes, que incluiram combates, primeiro com um grupo de protestantes franceses (huguenotes), originalmente liderado por Jean Ribault, que estabeleceu o Forte Caroline nas margens do rio de Maio (rio St. Johns), perto da moderna Jacksonville, onde os espanhóis viram neste grupo uma ameaça à sua rota marítima de Havana à Espanha. e, uma expedição comandada por Pedro Menéndez de Avilés massacrou a maioria dos colonos franceses, depois de fundar a cidade de Santo Agostinho nas suas proximidades!. (All this on the Gulf of Mexico side, as on the Atlantic side, we have already reported it several times, which included fighting, first with a group of French (Huguenot) Protestants, originally led by Jean Ribault, who established the Fort Caroline on the banks of the Rio de Maio (St. Johns River), near modern Jacksonville, where the Spaniards saw this group as a threat to their sea route from Havana to Spain. and, an expedition led by Pedro Menéndez de Avilés massacred most of the French colonists, after founding the city of Saint Augustine in its vicinity)!.

…no entanto e relembrando, nos 250 anos que se seguiram ao estabelecimento de Santo Agostinho, a Flórida foi pouco mais do que um deserto em termos de qualquer assentamento europeu permanente!. A sua importância como uma posse pela qual as potências europeias lutavam, foi considerável!. Houve ataques frequentes de marinheiros ingleses, incluindo Sir Francis Drake em 1586, e confrontos com colonizadores franceses ao longo da costa norte do Golfo do México e com colonos ingleses nas colónias da Carolina e da Geórgia!. A mudança de alianças entre as três potências refletiu as vicissitudes da política europeia e, Santo Agostinho e os portos ingleses de Savannah e Charleston ao norte da Flórida, foram sitiados em vários momentos ao longo da primeira metade do século XVIII!. (However and remembering, in the 250 years that followed the establishment of Saint Augustine, Florida was little more than a desert in terms of any permanent European settlement!. Its importance as a possession for which the European powers fought was considerable!. There were frequent attacks by English sailors, including Sir Francis Drake in 1586, and clashes with French colonists along the northern coast of the Gulf of Mexico and with English colonists in the colonies of Carolina and Georgia !. The change of alliances between the three powers reflected the vicissitudes of European politics and, Saint Augustine and the English ports of Savannah and Charleston in northern Florida, were under siege at various times throughout the first half of the 18th century)!.

…a Inglaterra recebeu a Flórida em troca de Havana, no ano em 1763 e substituiu o seu governo militar por funcionários civis!. Os gastos com o desenvolvimento económico trouxeram prosperidade e lealdade da maioria dos floridianos durante a Revolução Americana, quando a área foi usada como base para ataques às cidades costeiras coloniais!. Com o retorno da Flórida à Espanha após a guerra, três décadas de instabilidade política e social se seguiram, com os interesses expansionistas dos EUA em conflito constante com a presença espanhola!. (England received Florida in exchange for Havana in 1763 and replaced its military government with civil servants!. Spending on economic development brought prosperity and loyalty to most Floridians during the American Revolution, when the area was used as a base for attacks on colonial coastal cities!. With Florida’s return to Spain after the war, three decades of political and social instability followed, with US expansionist interests in constant conflict with the Spanish presence)!.

…em meados do século XVIII, praticamente todos os grupos de nativos americanos da Flórida, foram destruídos por doenças e guerras trazidas em grande parte por invasores Muskogee ingleses e indígenas da Geórgia!. Os Muskogee, acompanhados por alguns escravos negros fugitivos e colonos brancos renegados, finalmente migraram para a área da Flórida vindos da Geórgia e do Alabama, onde foram chamados colectivamente de Cimarrones, cujo nome Seminole evoluiu de cimarrón, que em espanhol quer dizer mais ou menos, “selvagem, indisciplinado, fugitivo”!. (In the middle of the 18th century, practically all groups of Native Americans in Florida were destroyed by diseases and wars brought in large part by English and indigenous Muskogee invaders from Georgia!. The Muskogee, accompanied by some fugitive black slaves and renegade white settlers, finally migrated to the Florida area from Georgia and Alabama, where they were collectively called Cimarrones, whose name Seminole evolved from cimarrón, which in Spanish means more or less , “Wild, undisciplined, fugitive”)!.

…entretanto, os britânicos empregaram, ou de outra forma persuadiram, os nativos americanos para assediar os assentamentos americanos durante a Guerra de 1812!. Foi a Primeira Guerra Seminole, no entanto, marcou o início do conflito armado entre os nativos americanos na Flórida e os Estados Unidos governo, havendo cerca de 5.000 Seminoles na Flórida quando o general Andrew Jackson capturou Pensacola no ano de 1818!. Os espanhóis posteriormente cederam a Flórida aos Estados Unidos num tratado que foi ratificado no ano de 1821 e, cerca de uma dezena de anos depois, os Seminoles foram obrigados a aceitar um tratado que exigia a sua remoção para o hoje estado de Oklahoma, ficando por lá o que ainda restava dos nativos da Flórida!. (However, the British employed, or otherwise persuaded, Native Americans to harass American settlements during the War of 1812!. It was the First Seminole War, however, it marked the beginning of the armed conflict between Native Americans in Florida and the United States government, with nearly 5,000 Seminoles in Florida when General Andrew Jackson captured Pensacola in the year 1818!. The Spaniards subsequently ceded Florida to the United States in a treaty that was ratified in 1821, and about a dozen years later, the Seminoles were forced to accept a treaty that required their removal to the current state of Oklahoma, staying for there what was left of the Florida natives)!.

…agora deixando a história e o que de bom e mau por aqui existe, nós, viajantes do mundo, vamos andar por aí, vamos viajar ainda mais para sul, até onde nos seja possível, talvez para fugir da rotina, aquela rotina terrível que mata toda a imaginação e toda nossa capacidade de entusiasmo, além do mais, porque nos queremos sentir desconfortáveis…, por estar retidos em casa, sentindo-nos confortáveis demais!. (Now leaving history and what is good and bad around here, we world travelers are going to walk around, we are going to travel further south, as far as possible, maybe to escape the routine, that routine terrible that kills all imagination and all our capacity for enthusiasm, moreover, because we want to feel uncomfortable…, for being trapped at home, feeling too comfortable)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

 

.

One thought on “…vamos fugir da rotina!. (Let’s escape the routine)!.

  1. Há quem lhe chame Odisseia dos Descobrimentos ao “roubas tu ora roubo eu”, por toda a pirataria que andava ao serviço de Coroas Europeias e não só! Corsários, Espanhóis, Franceses e Ingleses (até fiquei admirado de os portugueses não terem também por aí aparecido), querendo apoderar-se das riquezas dessas Terras a que Juan Ponce de León viria a dar o nome de Flórida. Bonito excerto que o Borie compilou sobre a História da Flórida. Parabéns.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s