…esta é a vida!. Seja feliz!. (…this is life!. Be happy)!.

…depois de uma certa idade, nós os humanos, somos considerados adultos e, ser adulto tem o seu próprio conjunto de responsabilidades, como por exemplo, encontrar um emprego, constituir uma família, adquirir uma habitação, ajudar no crescimento dessa mesma família, ser responsável em pagar as suas contas, e porque não, talvez coisas simples, como cozinhar, vestir e dar banho aos filhos crianças, enfim, ajudar o companheiro ou companheira nas normais lidas de casa, ou seja, nas diversas responsabilidades para o crescimento de uma família!. 

(…after a certain age, we humans are considered adults, and being an adult has its own set of responsibilities, such as finding a job, starting a family, acquiring a home, helping the growth of that same family, being responsible for paying your bills, and why not, maybe simple things, like cooking, dressing and bathing your children, in short, helping your partner in the normal housework, that is, in the various responsibilities for the growth of a family)!.

…no entanto, nenhum de nós recebeu um manual de instruções para se ser adulto!. Esse conjunto de instruções e directrizes a seguir para dominar toda essa coisa de “adulto”, na maioria das vezes, a alguns previlegiados chegou o exemplo que tiveram ao nascer e crescer no seio de uma família com princípios honestos, que foram aprendendo e seguindo ao longo dos anos!, Outros infelizmente, foram descobrindo todo esse fenómeno de ser “adulto”, ao longo do caminho da vida, tropeçando aqui, levantando-se acolá!.

(…however, none of us received an instruction manual for becoming an adult!. This set of instructions and guidelines to follow to master the whole “adult” thing, most of the time, some privileged ones came with the example they had when they were born and raised in a family with honest principles, which they learned and followed as they progressed. Over the years!, Others, unfortunately, have been discovering this whole phenomenon of being “adult”, along the path of life, stumbling here, getting up there)!.

…a nossa idade já um pouco avançada, ensinou-nos algumas coisas que nos mostraram ser muito importantes no que é a verdadeira razão de ser “adulto” e como lidar com esse fenómeno!. Por exemplo, acreditamos que tudo começa na escola primária, ou seja, primeiros contactos com outras pessoas, como o professor ou o companheiro ou companheira de classe, que se forem amigos e com bons sentimentos, também seremos amigos e com bons sentimentos, e por outro lado, se forem agressivos e nos ofenderem por uma qualquer simples razão, também nós (talvez querendo defender-nos), seremos agressivos e conflituosos, talvez pelo resto da vida!.

(…our age, already a little advanced, taught us some things that showed us to be very important in what is the real reason for being “adult” and how to deal with this phenomenon!. For example, we believe that everything starts in primary school, that is, first contacts with other people, such as the teacher or the partner or classmate, that if they are friends and with good feelings, we will also be friends and with good feelings, and for on the other hand, if they are aggressive and offend us for any simple reason, we too (perhaps wanting to defend ourselves) will be aggressive and conflicted, perhaps for the rest of our lives)!

…a seguir, o contacto com amigos na casa dos 20 aos 30 anos, quando já estamos focados numa carreira de família, quando começamos a perder e a abandonar algumas amizades, selecionando as mais valiosas que serão possívelmente as companheiras ou companheiros para o resto da vida, que com o tempo, se não soubermos conservá-las, podem-se tornar uma fonte significativa de arrependimento no nosso futuro!. Portanto, nesta época da nossa vida, é muito importante fazer um esforço para contornar alguns obstáculos e manter as verdadeiras amizades, enquanto já se é “adulto”!.

(…then, contact with friends in their 20s to 30s, when we are already focused on a family career, when we start to lose and abandon some friendships, selecting the most valuable ones that will possibly be companions for the rest of the life, that in time, if we do not know how to preserve them, they can become a significant source of regret in our future! Therefore, at this time of our life, it is very important to make an effort to get around some obstacles and maintain true friendships while you are already an “adult”)!.

…e, lembrando que nesta época da nossa vida, normalmente somos  bastante despreocupados, todavia, ao entrar no mercado de trabalho ou ao contrair matrimónio, claro, tudo isto já como “adulto”, a ansiedade orginada por alguma responsabilidade começa a manifestar-se e, demora alguns anos, teremos que aprender maneiras de controlar toda essa ansiedade, vivendo e fazendo crescer os filhos, se os houver, num cenário pacífico, ensinando-lhes as boas maneiras de sobreviver, a selecionar os verdadeiros amigos, a criar amizades, assim como comportamentos com base na honestidade!. 

(…and, remembering that at this time in our life, we are usually quite carefree, however, when entering the labor market or contracting marriage, of course, all this already as an “adult”, the anxiety caused by some responsibility starts to manifest itself and, it takes a few years, we will have to learn ways to control all this anxiety, living and raising children, if any, in a peaceful setting, teaching them good ways to survive, selecting true friends, creating friendships, as well as behaviors based on honesty)!.

…quando se constitue uma família, portanto quando já se é “adulto”, é muito importante saber gerenciar o nosso próprio dinheiro, controlar as despesas, pagar contas e impostos, pois isto são as tais “coisas” da vida “adulta”!. No entanto, às vezes as finanças são bastante assustadoras, pelo menos para um normal casal com filhos, mas isso é algo com que muitas vezes vamos ter dificuldades, no entanto, existem algumas regras, como por exemplo a principal que é, “não gastar mais do que aquilo que se ganha”!.

(…when you start a family, so when you are already an “adult”, it is very important to know how to manage our own money, control expenses, pay bills and taxes, as these are such “things” of “adult” life!. However, sometimes finances are quite scary, at least for a normal couple with children, but this is something that we will often struggle with, however, there are some rules, for example the main one which is, “don’t spend more than what is earned”)!.

…no mundo moderno, entre outras, a facilidade com que se obtêm os cartões de crédito costumam ter uma má reputação e origem a muitos desentendimentos em casais que antes se relacionavam bem, no entanto, quando usados ​​com sabedoria, podem ser um grande trunfo, porque no sistema de vida que hoje existe, usar um cartão de crédito cria um histórico de crédito no nosso nome, o que é muito útil e, pagando as contas do cartão de crédito em dia, ajuda a aumentar a nossa pontuação de crédito, mostrando que somos uma pessoa responsável e confiável, no entanto “devemos gastar apenas o dinheiro que possuimos”!.

(…in the modern world, among others, the ease with which credit cards are obtained tends to have a bad reputation and give rise to many disagreements in couples who used to get along well, however, when used wisely, they can be a big deal. trump card, because in the system of life that exists today, using a credit card creates a credit history in our name, which is very useful and, paying credit card bills on time, helps to increase our credit score. , showing that we are a responsible and trustworthy person, however “we should only spend the money we have”)!.

…nem todos os relacionamentos começam com uma paixão incrível!. Como tal, num relacionamento forte, é muito mais importante que possam rir juntos e confiar um no outro, porque cada pessoa tem os seus próprios interesses e hobbies!. Não podemos pensar que porque gostamos de futebol a nossa namorada em potencial também gosta!. Teremos que conversar, para que reunindo conclusões, ficar-mos felizes juntos!.

(…not all relationships start with incredible passion! As such, in a strong relationship, it is much more important that they can laugh together and trust each other, because each person has their own interests and hobbies! We can’t think that because we like football, our potential girlfriend does too! We will have to talk, so that, gathering conclusions, we are happy together)!.

…e mais, pessoas que nunca brigam geralmente simplesmente não se importam, e claro, casais sem problemas geralmente estão a caminho de uma separação, contudo, não estamos dizendo que a fraca linguagem ou o abuso estão bem, mas pequenas brigas não nos devem preocupar, porque são normais e ultrapassáveis, acontecendo com todos e são um foco para aprender a se entender melhor!.

(…and what’s more, people who never fight usually just don’t care, and of course couples with no problems are usually on their way to a breakup, however, we’re not saying weak language or abuse is okay, but little fights shouldn’t worry us , because they are normal and surpassable, happening to everyone and they are a focus for learning to understand oneself better)!.

…por exemplo!. Mais cedo ou mais tarde, toda a pessoa quer passar algum tempo sózinha e, os parceiros devem entender isso e calmamente dar espaço pessoal um ao outro, sendo necessário algum descanso dos deveres familiares!. Isso não significa que o relacionamento tende a acabar, pelo contrário, ajuda a preservar sentimentos ou até mesmo a dar uma nova vida ao relacionamento!. Muitas vezes vimos, e queremos aprender as características de um relacionamento “perfeito” em filmes ou anúncios, todavia, têm pouco a ver com a realidade!. Lembre-se sempre disso ao perceber as pequenas falhas do seu parceiro!.

(…for example!. Sooner or later, everyone wants to spend some time alone and the partners must understand this and calmly give each other personal space, some respite from family duties being necessary! This does not mean that the relationship tends to end, on the contrary, it helps to preserve feelings or even give new life to the relationship! We often see, and want to learn the characteristics of a “perfect” relationship in movies or advertisements, however, they have little to do with reality! Always remember this when noticing your partner’s small flaws)!.

…resumindo, às vezes, toda esta coisa de “adulto” pode ser bastante desafiadora, no entanto, muitas vezes ao sentir-nos sobrecarregados com as pressões de ser um “adulto responsável”, estamos todos aprendendo e melhorando o longo do caminho da vida!. Portanto, não vamos colocar tanta pressão sobre nós mesmos para ser um “adulto perfeito”!. Todos nós cometemos erros e aprendemos com eles!. 

(…in short, sometimes this whole “adult” thing can be quite challenging, however often when we feel overwhelmed by the pressures of being a “responsible adult”, we are all learning and improving along the way of life!. So let’s not put so much pressure on ourselves to be a “perfect adult”! We all make mistakes and we learn from them)!.

…depois, à medida que vamos envelhecendo, vamos deixando ir os nossos descendentes viverem a sua vida, começando nós a reaprender o valor de boas amizades, tentando enriquecer a nossa vida na maneira do possível, arranjando tempo para algumas actividades divertidas, passando o tempo a escrever, a fotografar, a fazer caminhadas, a viajar quando é possível, e claro, cuidando da saúde, porque na verdade, somos o que comemos e, por isso é importante ter uma dieta saudável e equilibrada, fazendo escolhas alimentares saudáveis, ​​nunca esquecendo a medicina de manutenção!.

(…then, as we get older, we let our descendants live their lives, starting to relearn the value of good friendships, trying to enrich our lives in whatever way possible, making time for some fun activities, passing the time writing, photographing, hiking, traveling when possible, and of course, taking care of our health, because in fact, we are what we eat and, therefore, it is important to have a healthy and balanced diet, making healthy food choices, ​Never forgetting maintenance medicine)!.

…e por cá vamos continuando a viver, esperando que algumas destas “coisas” estratégicas que aprendemos ao longo dos anos ajudem alguém na sua própria jornada de “vida adulta”, envelhecendo com alguma alegria!. Todavia, nós, sempre querendo ser um exemplo de velhice, na esperança de poder usar a nossa casa que é o nosso refúgio, que possui todas as relíquias, algumas extravagantes, que trouxémos de todo o mundo por onde andámos!. E, quem não gostaria de ficar e findar os seus dias na casa que criou e considerou aconchegante e única para sempre?.

(…and over here we go on living, hoping that some of these strategic “things” we’ve learned over the years will help someone in their own journey of “adult life”, aging with some joy!. However, we, always wanting to be an example of old age, hoping to be able to use our house which is our refuge, which has all the relics, some extravagant, that we have brought from all over the world where we have been! And who wouldn’t want to stay and end their days in the house they created and considered cozy and unique forever)?.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s