…ouvir e sentir o vento do oeste! (hear and feel the wind from the west)!.

…ouvir e sentir o vento do oeste!. (Hear and feel the wind from the west)!.

…vivendo no estado da Flórida, quase cercados pela água do oceano e do golfo, temos duas opções para daqui sair, que são, para norte ou para oeste!. (Living in the state of Florida, almost surrounded by the water of the ocean and the gulf, we have two options to get out of here, which are, north or west)!.

…desta vez, vamos para oeste!. A experiência, talvez pela idade um pouco avançada, diz-nos de que, a terra, o céu, os bosques, os campos, os lagos e rios, a montanha ou o mar, são excelentes professores e, ensinam-nos mais do que podemos aprender dos livros!. (This time, let’s go west!. Experience, perhaps by a somewhat advanced age, tells us that the earth, the sky, the woods, the fields, the lakes and rivers, the mountain or the sea, are excellent teachers and teach us more than we can learn from books)!.

…seguindo o princípio de que, se não sairmos do lugar onde fomos criados, nunca vamos entender quanto o mundo é maior, vamos tentar completar um roteiro que, na tentativa de um regresso mais rápido à Flórida em viajens anteriores, não nos foi possível observar!. Vamos viajar por diversos estados, tentando de novo chegar ao sul do estado do Utah, onde iremos estacionar por alguns dias!. (Following the principle that if we do not leave the place where we were created, we will never understand how much the world is larger, let us try to complete a roadmap that, in the attempt of a faster return to Florida, it was possible to observe!. We will travel through several states, trying again to get to the southern state of Utah, where we will park for a few days)!.

…o perigo da aventura vale mil dias de tranquilidade e conforto!. Vamos para oeste, para o misterioso mundo das pradarias, dos desfiladeiros, das planícies, dos monumentos em arenito vermelho, onde existe um vento quente, um vento das terras do oeste, das velhas colinas marrons, onde passam rios no fundo das ravinas, onde se ouve os gritos de pássaros ou uivos de animais selvagens, que não gostam de ver os estranhos invadir o seu território!. (The danger of adventure is worth a thousand days of tranquility and comfort !. We go west to the mysterious world of the prairies, the canyons, the plains, the monuments in red sandstone, where there is a hot wind, a wind from the western lands, from the old brown hills, where rivers pass at the bottom of ravines, where one hears the cries of birds or howls of wild animals, who do not like to see strangers invade their territory)!.

…para onde vamos tentar ir, é um lugar, onde quase não existe cenários de uma terra boa e arável, pois é a terra do oeste, quase igual aos corações tão cansados quanto os nossos, onde não florescem aqueles pomares de maçãs, trigo verde, vinhedos ou grama verde e fresca, onde as pessoas podem estar em repouso, ouvindo os tordos cantando, olhando os seus filhotes no ninho, lá naquelas árvores frondosas!. (Where we are going to try to go, it is a place where there are almost no scenarios of a good and arable land, because it is the land of the west, almost equal to hearts as tired as ours, where those apple orchards do not flourish, green wheat, vineyards or fresh green grass, where people may be at rest, listening to the thrushes singing, watching their nestlings in the nest, there in those leafy trees)!.

…lá no oeste, quando aparecem, o sol é brilhante e a chuva é rara e quente!. Podemos observar cenários de terras desertas, onde os monumentos de arenito sobressaiem, que foram resistindo por milhares ou talvez milhões de anos, ver os pequenos esquilos ou coelhos bravos, saindo de uma qualquer rocha, aparecendo ao nosso lado pedindo comida ou ouvir as abelhas selvagens, pois naquele momento, esta é uma música para a nossa alma, que esperamos não se transforme em fogo para o nosso cérebro!. (There in the west, when they appear, the sun is bright and the rain is rare and hot !. We can observe deserted land scenarios where the sandstone monuments stand out, which have stood for thousands or maybe millions of years, see the small squirrels or angry rabbits, coming out of a rock, appearing at our side asking for food or listening to the wild bees , for at that moment, this is a song for our soul, which we hope will not turn into fire for our brain)!.

…sabendo que não existe, mas vamos tentar ouvir e sentir, no vento quente do oeste, uma estrada branca, uma grama verde e fresca, um descanso para o nosso coração, porque se queremos saber a verdade de quem somos, teremos que caminhar até que ninguém saiba o nosso nome!. Viajar é o grande nivelador, o grande mestre, amargo como um remédio, mais cruel que um espelho de vidro, onde vemos reflectida a nossa imagem de hoje, comparada como quando éramos jovens e, nada melhor que um longo trecho de estrada para nos ensinar mais sobre nós mesmos, do que cem anos de tranquilidade!. (Knowing that it does not exist, but we will try to hear and feel, in the hot west wind, a white road, a fresh green grass, a rest for our heart, because if we want to know the truth of who we are, we will have to walk until no one knows our name !. Travel is the great leveler, the great teacher, bitter as a remedy, more cruel than a glass mirror, where we see reflected our image today, compared as when we were young and nothing better than a long stretch of road to teach us more about ourselves, than a hundred years of tranquility)!.

…esperemos viajar para lá e para cá, sem qualquer problema que não se possa resolver e, regressar de novo à vossa companhia, para vos contar toda esta aventura com pormenores, daqui a duas semanas aproximadamente!. Até lá, vamos ouvir e sentir o vento quente, o vento do oeste, cheio de gritos de pássaros e uivos de animais selvagens, que não gostam de ver os estranhos invadir o seu território! (We hope to travel to and fro, without any problem that can not be solved and return to your company again, to tell you all this adventure in details, in two weeks approximately !. Until then, we will hear and feel the warm wind, the wind from the west, full of bird cries and howls of wild animals, who do not like to see strangers invade their territory)!.

Tony Borie, May 2019.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s