…Iditarod Trail Sled Dog Race 2022!.

…embora vivendo no estado da Flórida, já algumas vezes aqui escrevemos, mencionando as nossas aventuras rumo ao norte, viajando pelo norte oeste!. Tudo se torna muito simples, viajamos em direcção ao oeste, um pouco antes de começar uma curva para norte, depois outra vez para oeste, mas sempre no sentido norte!.

(…although living in the state of Florida, we have written here a few times, mentioning our adventures heading north, traveling through the north west)!. Everything becomes very simple, we travel towards the west, a little before starting a curve to the north, then again to the west, but always in the north)!.

…às vezes enfrentamos tempestades de chuva, neve, granizo, nevoeiro ou vento forte, em estradas rápidas ou pequenas, com pedras, poeira ou lama, acidentes no seu percurso ou em reparação, desertas ou com um tráfico intenso, inundações, pontes improvisadas em madeira, atravessando rios e riachos, alguns em jangadas!.

(…sometimes we face storms of rain, snow, hail, fog or strong wind, on fast or small roads, with stones, dust or mud, accidents on the way or being repaired, deserted or with intense traffic, floods, improvised bridges in (wood, crossing rivers and streams, some on rafts)!.

…agraciados e aquecidos pela maravilhosa luz do sol que, depois de passar aproximadamente pelo paralelo 43º N, nos beneficia de 16 a 20 horas por dia, às vezes mais e, nos ilumina em algumas das mais belas paisagens do mundo, onde a natureza ainda é pura!. Porque tanto nós como a nossa dedicada esposa Isaura, queremos ser bem-vindos ao mundo!.

(…graced and warmed by the wonderful sunlight that, after passing approximately the 43º N parallel, benefits us from 16 to 20 hours a day, sometimes more, and illuminates us in some of the most beautiful landscapes in the world, where nature still it’s pure!. Because both we and our dedicated wife Isaura want to be welcome to the world)!.

…vamos dormindo e cozinhando, ou frequentando alguns restaurantes económicos em localidades rurais, usufruindo do conforto limitado da nossa “White Fox” (caravana), enquanto vimos coisas novas, conhecemos novas pessoas, e claro, também nos divertiamos, porque se fôssemos ficar em casa, teríamos raízes, em vez de pés!.

(…we sleep and cook, or frequent some cheap restaurants in rural locations, enjoying the limited comfort of our “White Fox” (caravan), while we see new things, meet new people, and of course, we also have fun, because if we were to stay in home, we would have roots instead of feet)!.

…aqui e ali, às vezes encontramos a aventura pendurada numa corda ao lado duma montanha, dum rio selvagem, numa estrada deserta, dentro de uma tempestade, onde 574.156,74… galões de chuva constante, ou 732.489,24… pés quadrados de neve branca e gelada, que nos causavam algumas dificuldades mas, se na verdade queremos saber verdadeiramente quem somos, teremos que viajar até que ninguém saiba o nosso nome!.

(…here and there, we sometimes find the adventure hanging on a rope beside a mountain, a wild river, on a desert road, inside a storm, where 574,156.74… gallons of constant rain, or 732,489.24… (square feet of white and icy snow, which caused us some difficulties, but if we really want to truly know who we are, we will have to travel until no one knows our name)!.

…e continuando, acreditem ou não, chegamos ao distante estado do Alaska!. E, sem qualquer dúvida, ver um urso marrom majestoso arrebatando salmão de um qualquer riacho do Alaska, é a memória de uma vida!. Mas, por mais icónicos que sejam esses animais predadores, são apenas o começo das surpresas para nós vindos do sul, que o Alaska tem para nos oferecer, como por exemplo manter os olhos abertos para admirar as águias, ursos negros tímidos, baleias jubarte acrobáticas, e claro, o majestoso alce, o maior membro da família dos cervos!.

(…and continuing, believe it or not, we arrive at the distant state of Alaska)!. And, without a doubt, seeing a majestic brown bear snatching salmon from any Alaskan stream is the memory of a lifetime!. But as iconic as these predatory animals are, they are just the beginning of the surprises for us from the south that Alaska has to offer, such as keeping your eyes open to admire eagles, shy black bears, acrobatic humpback whales , and of course, the majestic moose, the largest member of the deer family)!.

…ou mesmo o silêncio da Cordilheira Chugach, ou outras montanhas, numa área ainda selvagem, que são o paraíso de alguns garimpeiros de ouro, (ao qual nos juntamos por algum tempo, encontrando mesmo uns pequenos flocos), que insistem na sua procura, metidos nos ribeiros, com uma pá, um balde e uma bacia, com persistência e um pouco de paciência, tentando a sua chance de encontrar flocos de ouro do Alaska!.

(…or even the silence of the Chugach Cordillera, or other mountains, in a still wild area, which are the paradise of some gold prospectors, (to which we join for some time, even finding small flakes), who insist on their search, (in the streams, with a shovel, a bucket and a basin, with persistence and a little patience, trying their chance to find flakes of gold from Alaska)!.

…depois, toda esta beleza natural, nos faz recordar o Alaska para sempre, e claro, em parte continuarmos a receber notícias e seguir o que por lá se passa e, na página do Anchorage Daily News podemos ler que o “musher” (condutor de um trenó puxado por cães), Brent Sass chegou às 5h38 de terça-feira em primeiro à distante cidade de Nome, passando assim a vencer a Iditarod Trail Sled Dog Race 2022 e, esta corrida de cães de trenó Iditarod Trail de 1.000 milhas tem um novo campeão!. Parabéns Brent Sass!.

(…then, all this natural beauty, makes us remember Alaska forever, and of course, in part, we continue to receive news and follow what is happening there and, on the Anchorage Daily News page, we can read that the “musher” (conductor) a dog sled), Brent Sass arrived at 5:38 on Tuesday first in the distant city of Nome, thus going on to win the 2022 Iditarod Trail Sled Dog Race, and this 1,000 mile Iditarod Trail sled dog race has a new champion!. Congratulations Brent Sass)!.

…Brent Sass e sua equipe de 11 cães chegaram a Nome com temperaturas em torno de zero onde uma multidão o aplaudiu, chutando as suas botas esfarrapadas pela neve para ajudar a impulsionar a sua equipe de cães, sob a famosa linha de chegada do Burled Arch, precisamente às 5h38, para vencer a 50ª corrida do Iditarod e, imediatamente caminhou pela sua fila de cães, acariciando de um a um!.

(…Brent Sass and his team of 11 dogs arrived in Nome with temperatures around zero where a crowd cheered him, kicking his ragged boots through the snow to help propel his team of dogs under the famous Burled Arch finish line (, precisely at 5:38 am, to win the 50th race of the Iditarod, and immediately walked through his line of dogs, stroking one by one)!.

…e, depois de receber um grande abraço do seu pai (que chorava), deu alguma comida aos seus cães, dizendo que tudo lhe parecia surreal e que “Era um sonho realizado”, porque quando começou a fazer “mushing”, o seu objetivo era ganhar o Yukon Quest e ganhar o Iditarod e felizmente tinha acabado de marcar os dois na sua lista!.

(…and, after receiving a big hug from his father (who was crying), he gave his dogs some food, saying that everything seemed surreal to him and that “It was a dream come true”, because when he started mushing, his goal was to win the Yukon Quest and win the Iditarod and luckily he had just ticked both off his list)!.

…as pessoas que se reuniam na rampa de chegada naquele momento em Nome para assistir à primeira vitória de Brent Sass em Iditarod na sua sétima tentativa viram e ouviram-no emocionado através de lágrimas, descrevendo o seu orgulho pelos seus cães, que os criou desde filhotes, trabalhando juntos para este objetivo e finalmente estavam ali em primeiros!.

(…people gathered on the arrival ramp at that time in Nome to watch Brent Sass’ first victory at Iditarod on his seventh attempt saw and heard him moved through tears, describing his pride in his dogs, which he had raised them ever since. puppies, working together towards this goal and were finally there at first)!.

…os últimos dias tinham sido muito difíceis, pelo menos entre White Mountain e Nome, onde foram atingidos por uma enorme tempestade de vento ao redor do infame Topkok Blowhole!, tal como ao longo de toda a trilha, com ventos fortes de 50 milhas por hora!.

(…the last few days had been very difficult, at least between White Mountain and Nome, where they were hit by a huge windstorm around the infamous Topkok Blowhole!, as well as all along the trail, with strong winds of 50 miles per hour)!.

…para destronar o pentacampeão do Iditarod Dallas Seavey que o estava perseguindo, procurando se tornar no “musher” mais vencedor da história da corrida, Brent Sass correu para Nome comandando o controle do Iditarod desde a metade do caminho, quando passou por Dallas Seavey que estava descansando na trilha entre Ophir e Cripple, assumindo a liderança e nunca mais desistiu!.

(…to dethrone the five-time Iditarod champion Dallas Seavey who was chasing him, looking to become the most winning “musher” in the history of the race, Brent Sass ran to Nome commanding control of the Iditarod from halfway through, when he passed Dallas Seavey who was resting on the trail between Ophir and Cripple, taking the lead and never gave up)!.

…e, o que é o “Iditarod Trail Sled Dog Race (Uma corrida de Cães de Trenó)?. Simples de explicar!. A exemplo do que foram a “Santa Fé Trail”, a “Oregon Trail”, a “Califórnia Trail”, a “Appalachian Trail” ou a “Mormon Trail”, (trilhas antigas dos pioneiros), das quais já tivémos o previlégio de percorrer alguns pequeninos troços do seus percursos!.

(…and, what is the “Iditarod Trail Sled Dog Race?”. Simple to explain!. Like the “Santa Fe Trail”, the “Oregon Trail”, the “California Trail”, the “Appalachian Trail” or the “Mormon Trail”, (old trails of the pioneers), of which we already had the privilege of (Walk through some small sections of their routes)!.

…tal como também já estivémos em alguns lugares, embora sendo época de verão, portanto sem neve, caminhando por pequeninos troços do percurso da “Iditarod Trail Sled Dog Race”, que fazem parte do que foi a história de pioneiros, que no século XIX, que atravessaram não só planícies na procura da sua terra prometida, como também a “tundra” (região ártica, plana e sem árvores com o subsolo permanentemente congelado), próximo do Mar de Bearing, à luz do “sol da meia-noite”!.

(…as we have also been in some places, although it is summer season, therefore without snow, walking through small sections of the “Iditarod Trail Sled Dog Race”, which are part of what was the history of pioneers, who in the 19th century , who crossed not only plains in search of their promised land, but also the “tundra” (arctic, flat and treeless region with permanently frozen subsoil), near the Bearing Sea, in the light of the “midnight sun”)!. 

…esta é uma corrida anual de cães de trenó de longa distância, disputada no início de Março e, que vai desde a cidade de Anchorage até à cidade de Nome, inteiramente dentro do estado americano do Alaska, onde “mushers”, que é o nome dado aos condutores de um trenó puxado por cães, e uma equipe que pode ir de 12 a 16 cães, (nenhum pode ser adicionado durante a corrida) e, dos quais pelo menos 5 devem estar no trenó na linha de chegada, cobrindo a distância em 8-15 dias ou tavez até mais!. 

(…this is an annual long-distance dog sled race, held in early March, which runs from the city of Anchorage to the city of Nome, entirely within the US state of Alaska, where “mushers”, which is the name given to the drivers of a dog sled, and a team that can be from 12 to 16 dogs, (none can be added during the race), and of which at least 5 must be in the sled at the finish line, covering the distance in 8-15 days or maybe even longer)!.

…este evento começou no ano de 1973, como sendo um evento para testar os melhores “mushers” com as suas equipes de cães de trenó, mas evoluiu para a corrida altamente competitiva de hoje, onde este pomposo nome de “Iditarod Trail Sled Dog Race”, não é mais do que uma homenagem ao que faziam os pioneiros pesquisadores de ouro do século dezoito ou dezanove, que se aventuravam para leste, quando desembarcavam na cidade de Nome, no Mar de Bearing!.

(…this event started in the year 1973 as an event to test the best “mushers” with their sled dog teams, but evolved into the highly competitive race of today, where this pompous name of “Iditarod Trail Sled Dog Race” ”, is nothing more than a tribute to what the pioneer gold researchers of the eighteenth or nineteenth century did, who ventured eastward, when they disembarked in the city of Nome, on the Bearing Sea)!.

…e em seguida deslizavam com os seus trenós puxados por cães ao longo da costa do Mar de Bering, através de nevascas que causavam condições de apagão, temperaturas abaixo de zero e ventos fortes que podiam fazer uma forte sensação térmica, em passagens por vezes até chuvosas das cordilheiras do Alaska, até ao seu interior pouco povoado por uma paisagem agreste de florestas de tundra e abetos, por colinas e desfiladeiros de montanha e por rios!.

(…and then glided with their dog sleds along the coast of the Bering Sea, through blizzards that caused blackout conditions, sub-zero temperatures and strong winds that could make a strong wind sensation, in passes sometimes even)!

…enfim, isto são curiosidades do Alaska, a última fronteira!. 

(…anyway, these are curiosities about Alaska, the last frontier)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s