…fomos a Portugal!. (We went to Portugal)!.

…fomos a Portugal!. Éramos “Os Sete Magníficos”!. (We went to Portugal!. We were “The Seven Magnificent”)!.

…quinta parte!. (fifth part)!.

…anteriormente já explicámos mas, para quem não nos seguiu na leitura destes textos, que não são mais do que uns pequenos resumos da nossa viajem a Portugal neste ano de 2019, voltamos a explicar que, por alguns dias ficámos estacionados na Praia da Barra de Aveiro e, nestes dez dias lá passados, o nome mais apropriado para o nosso grupo seria “The Magnificent Seven” (“Os Sete Magníficos”)!. (We have already explained before, but for those who did not follow us in reading these texts, which are nothing more than brief summaries of our trip to Portugal this year 2019, we again explain that for a few days we were stationed in Praia da Barra de Aveiro and, in the last ten days there, the most appropriate name for our group would be “The Magnificent Seven”)!.

…a nossa irmã Angela e o seu dedicado marido José André, trouxeram a sua família a passar o dia connosco, aqui na praia, depois de terem feito o mesmo quando chegámos a Portugal, onde numa reunião familiar, nos receberem em sua casa lá na montanha, com todas as mordomias, que muito nos sensibilizaram, não só pela quantidade de iguarias regionais, como pelos momentos de convívio, demonstrando a dignidade de pessoas simples, amáveis e queridas, que nunca mais esqueceremos!. Bem hajam!. (Our sister Angela and her devoted husband José André, brought their family to spend the day with us here at the beach, after having done the same when we arrived in Portugal, where at a family reunion, they welcome us to their home there on the mountain, with all the stewardships, which made us very aware, not only by the amount of regional delicacies, but also by the moments of conviviality, demonstrating the dignity of simple, lovely and dear people, that we will never forget!. Well be)!.

…nós, assim como a nossa querida e dedicada esposa Isaura, num momento de silêncio e meditação, despedimo-nos desta região, onde a terra deixa de ser plana, começando a ser montanha agreste, lembrando e mostrando, principalmente aos nossos netos, os nossos antepassados que por aqui ficaram para todo o sempre, cujo lugar de repouso tínhamos visitado uns dias antes!. (We, like our dear and dedicated wife Isaura, in a moment of silence and meditation, said goodbye to this region, where the earth is no longer flat, starting to be rough mountain, remembering and showing mainly to our grandchildren, our ancestors who have been here forever and ever, whose resting place we had visited a few days earlier)!.

…e, não devemos ter medo de fazer algo que possa parecer um pouco chato no começo, porque daqui a muitos anos, não vai ser chato, vai ser inesquecível!. Temos quase a certeza, que pelo menos as crianças, devem ter revirado os olhos algumas vezes, quando visitamos o antigo cemitério da família!. Mas quando eles um dia encontrarem muitos dos seus nomes nas lápides, os seus sentimentos de amor serão muito grandes e irão sentir muito orgulho em contarem aos seus descendentes que ali repousam os seus antepassados de outras gerações!. (And we should not be afraid to do something that may seem a little boring at first, because in many years it will not be boring, it will be unforgettable!. We are almost sure that at least the children, they must have rolled their eyes a few times when we visited the old family cemetery!. But when they once found many of their names on the headstones, their feelings of love will be very great and they will be very proud to tell their descendants that their ancestors of other generations rest there)!.

…chegou o momento do regresso!. Depois destas horas passadas em família onde, além do sol da praia, das brincadeiras das crianças na areia, dos abraços, beijos, promessas e algumas lágrimas de despedida que, pouco a pouco se iam transformando em sorrisos!. (The time has come for the return!. After these hours spent in the family where, besides the sun of the beach, the children’s games in the sand, the hugs, kisses, promises and some goodbye tears that gradually turned into smiles)!.

…viajámos para sul guiados pelos meios de comunicação modernos, ou seja o GPS, que nos conduziu por uma auto-estrada próximo do mar até à cidade de Lisboa!. (We traveled south guided by the modern media, ie GPS, which led us along a motorway near the sea to the city of Lisbon)!.

…havia reservas de Hotel na zona da baixa de Lisboa mas, Portugal, hoje um país que pertence à União Europeia, seguindo alguns dos seus regulamentos, neste caso os de “Amigos do Ambiente”, determinou que, no último fim de semana de cada mês, não deve haver circulação de veículos automóveis em determinada zona da baixa da cidade de Lisboa, que por sinal coincidia com a localização do nosso Hotel!. (There were hotel reservations in Lisbon’s downtown area, but Portugal, today a country that belongs to the European Union, following some of its regulations, in this case the “Environmentally Friendly”, determined that last weekend of each month, there should be no circulation of motor vehicles in a certain area of downtown Lisbon, which coincided with the location of our Hotel)!.

…assim nós, o grupo dos tais “Sete Magníficos”, com três crianças a bordo, estávamos privados de nem sequer nos aproximar do Hotel para onde tínhamos reservas!. (So we, the group of such “Seven Magnificent”, with three children on board, were deprived of not even approaching the Hotel where we had reservations)!.

…resultado!. Dos contactos com o Hotel, com muita amabilidade, informaram-nos para explicar a situação aos agentes da polícia que guardavam e controlavam a área!. Iniciámos os contactos onde, depois da apresentação dos documentos da reserva, a sua localização, que havia três crianças a bordo, onde as respostas eram, “isto não é comigo”, “saia daqui”, “quem o autorizou a transitar por aqui”, “siga por esta rua que o meu colega indica-lhe a melhor maneira de sair daqui”, “cale-se, você está descontrolado”, “hoje aqui não passa qualquer veículo automóvel”, “volte depois da meia-noite, que é quando acaba a paralização” ou, talvez pensando que nós trabalhávamos para qualquer agência de viajens, ouviamos também, “estes gajos das agências, vêm lá do aeroporto e pensam que mandam nisto tudo”!. (Result!. From contacts with the Hotel, very kindly, they informed us to explain the situation to the police officers who guarded and controlled the area!. We started contacts where, after the presentation of the reservation documents, their location, that there were three children on board, where the answers were, “this is not me”, “get out of here”, “who allowed you to transit here”, “Follow this street that my colleague tells you the best way to get out of here”, “shut up, you are out of control”, “today there is no motor vehicle”, “come back after midnight, which that’s when the shutdown ends” or, perhaps thinking that we worked for any travel agency, we also heard, “these agency guys, come from the airport and think they run it all”)!.

…perante a nossa insistência, que demonstrava alguma angústia, um polícia ainda jovem, que ouviu as nossas súplicas e era o chefe daquela zona, sai do carro, ajeita o capacete militar e, vem em nossa direcção!. Nós ficámos quase em pânico, pensando que nos ia dar voz de prisão!. Todavia não, com uma certa postura na sua maneira de falar, fazendo-nos uma saudação também militar, disse-nos que comprendia e ia contactar a central da polícia para tentar resolver a nossa situação!. Depois de alguns minutos de conversação, ouvimos dizer da central a palavra “afirmativo”!. Ele próprio, deu-nos a indicação certa, levando-nos à garagem do Hotel, e nós, agradecidos, cumprimentámos este verdadeiro agente da polícia!. (At our insistence, which showed some anguish, a young policeman who heard our pleas and was the head of that area, gets out of the car, straightens his military helmet and comes towards us!. We were almost panicked, thinking that we were going to give us a voice of arrest!. But no, with a certain attitude in his speech, giving us a military salute, he told us he understood and was going to contact the police center to try to resolve our situation!. After a few minutes of conversation, we hear the word “affirmative” from the central!. He himself gave us the right indication, leading us to the Hotel garage, and we gratefully greeted this real police officer)!.

…toda esta aventura da entrada no Hotel, roubou-nos um tempo e energia que considerámos importante para dispender na cidade, todavia, depois de nos acomodar nas instalações do Hotel, andámos pela baixa da cidade!. (All this adventure of entering the hotel robbed us of a time and energy that we considered important to spend in the city, however, after settling in the hotel facilities, we walked down town)!.

…ao sair do Hotel, as crianças viram um Eléctrico parado, com um aspecto exótico, mais alto na frente do que na parte de trás, correram para ele que, afinal o seu verdadeiro nome era o “Elevador do Lavra”, que foi inaugurado no ano de 1884, tornando-o no mais antigo elevador da cidade!. Tentámos subir nele e, viajar pelo menos até à parte alta do lado leste da cidade mas, dado o preço excessivo para toda a nossa família, resolvemos fazer algum exercício físico, caminhando e subindo, o que foi um bom teste!. (As they left the Hotel, the children saw a stationary tram with an exotic look, higher in front than in the rear, rushed to it that after all its real name was the “Lavra Elevator”, which opened in the year 1884, making it the oldest elevator in the city!. We tried to climb on it and travel at least to the upper east side of the city but, given the excessive price for our whole family, we decided to do some physical walking and climbing, which was a good test)!.

…tentando aproveitar o pouco tempo disponível, concentrámo-nos na área da Baixa Pombalina que consiste no conjunto de ruas ao norte da Praça do Comércio, aproximadamente entre o Cais do Sodré e o distrito de Alfama, tendo quase sempre a vista ao longe do Castelo de São Jorge!. (Trying to take advantage of the limited time available, we concentrated on the Baixa Pombalina area, which consists of the set of streets north of Praça do Comércio, approximately between Cais do Sodré and Alfama district, with the view almost always in the distance from São Jorge Castle)!.

…esta área da Baixa Pombalina é um bairro elegante, com as ruas e pequenas avenidas direitas, num cenário plano, construído principalmente após o terremoto do ano de 1755 em Lisboa, que se estende para o norte em direção às praças do Rossio e da Figueira, até à Avenida da Liberdade, onde estava localizado o nosso Hotel!. (This area of Baixa Pombalina is an elegant neighborhood, with its straight streets and small avenues, in a flat setting, built mainly after the Lisbon earthquake of 1755, which extends northwards towards the squares of Rossio and da Figueira, to Avenida da Liberdade, where our Hotel was located)!.

…estas ruas e pequenas avenidas, são bastantes conhecidas pelos postais ilustrados da cidade, onde se pode admirar, entre outros motivos, o cenário de artistas de teatro de rua, esplanadas de cafés, pastelarias e restaurantes, lojas de modas, alfaiatarias ou ourivesarias, que continuam a vender os seus produtos tal como há dezenas e dezenas de anos atrás, que os turistas frequentam ou simplesmente por aqui passeiem, como era o nosso caso!. (These streets and small boulevards are well known for the picture postcards of the city, where you can admire, among other things, the scenery of street theater artists, cafe terraces, pastry shops and restaurants, fashion shops, tailor shops or goldsmiths, who continue to sell their products as they did dozens and dozens of years ago, which tourists frequent or simply walk around here, as was our case)!.

…caminhando, parámos por algum tempo admirando o maravilhoso cenário de um antigo Cais, que se estende até ao rio Tejo e fica situado junto à Praça do Comércio e que, em outros tempos já foi considerado “As Portas de Lisboa”!. (Walking, we stopped for a while admiring the wonderful scenery of an old Quay, which extends to the Tagus River and is located next to Praça do Comércio and was once considered “The Portas de Lisboa”)!.

…era o “Cais das Colunas”, que costumava ser a entrada Real para desembarcar na Praça do Comércio e no Palácio Real que existia lá e, onde dignitários estrangeiros chegavam aqui de barco e subiam os degraus de mármore entre os também pilares de mármore, até a Praça do Comércio!. (Was the “Cais das Colunas”, which used to be the Royal entrance to disembark at Praça do Comércio and the Royal Palace that existed there, and where foreign dignitaries arrived here by boat and climbed the marble steps between the pillars marble, to the Praça do Comércio)!.

…aqui, na área do “Cais das Colunas”, é um bom lugar para se sentar e relaxar, ou desfrutar de um pôr do sol, onde a partir daqui, podemos ver a famosa Ponte de 25 de Abril e a Estátua de Cristo Rei, olhando para o lado da foz do Rio Tejo!. (Here, in the “Cais das Colunas” area, is a good place to sit and relax, or enjoy a sunset, where from here we can see the famous 25 de Abril Bridge and the Statue of Cristo Rei, looking to the mouth of the Tagus River)!.

…continuando a nossa caminhada, parávamos aqui e ali, algumas vezes apreciando a deliciosa e típica pastelaria portuguesa, como por exemplo “os pasteis de bacalhau recheados de queijo da serra com vinho do porto”!. Claro, depois de apreciarmos esta iguaria, pareceu-nos uma coisa de turistas mas, se não moramos em Lisboa, com toda a certeza que somos turistas, por tal, se não vive aqui, entre na fila e experimente!. (Continuing our walk, we would stop here and there, sometimes enjoying the delicious and typical Portuguese pastries, such as “codfish pastries filled with Serra cheese with port wine”!. Of course, after enjoying this delicacy, it seemed like a tourist thing to us, but if we don’t live in Lisbon, we are definitely tourists, so if you don’t live here, get in line and try it)!.

…ou o Elevador de Santa Justa, também chamado de Elevador do Carmo, situado no final da Rua de Santa Justa, que liga as ruas mais baixas da cidade ao Largo do Carmo, numa área mais alta que, desde a sua construção, que ocorreu no ano de 1902, se tornou numa atração turística e que, foi considerada uma obra arrojada para a época, atendendo à diferença de nível entre o piso da estação inferior à estação superior, que é de 30 metros!. (Or the Santa Justa Lift, also called the Carmo Lift, located at the end of Santa Justa Street, which connects the lower streets of the city to Largo do Carmo, in a higher area that, since its construction, which occurred in 1902, became a tourist attraction and was considered a bold work for the time, given the difference in level between the floor of the lower station to the upper station, which is 30 meters)!.

…ainda tivemos tempo de parar na “Ginginha”, que é uma pequena loja quase ao ar livre, localizada ao norte da Praça do Rossio, sendo fácil de a localizar geralmente pelas longas filas que se geram à sua porta!. Nós, os adultos, experimentámos o famoso licor de cereja doce de Lisboa, que é uma tradição portuguesa!. Eles só vendem Ginja, que é servida com ou sem cerejas!. Nós tivemos as cerejas que têm um sabor único! (We still had time to stop at “Ginginha”, which is a small, almost open-air shop, located north of Rossio Square, being easy to find usually by the long lines that run outside your door!. We adults tried the famous Lisbon sweet cherry liqueur, which is a Portuguese tradition!. They only sell Ginja, which is served with or without cherries!. We had cherries that have a unique flavor)!.

…continua!. (To be continued)!.

Tony Borie, October 2019!.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s