uauu…, uauu…, uauu…, vimos lobos!. (Woww…, woww…, woww…, we saw wolves)!.

…uauu…, uauu…, uauu…, vimos lobos!. (Woww…, woww…, woww…, we saw wolves)!.

…sempre tivémos um certo fascínio pelos lobos e, em crianças, lá na Europa, naquela aldeia remota na encosta agreste da montanha do Caramulo, nas longas noites de inverno, os lobos uivavam, quebrando o silêncio que ia no nosso pensamento, pois éramos uns escravos do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajecto, não arriscando vestir uma cor nova, ou mesmo parar o turbilhão de emoções indomáveis, daquelas que nos resgatam, causando sorrisos ou soluços, mas também algum brilho nos nossos olhos!. Enfim, era aquilo a que chamamos normalmente, “tropeços do coracão”!. (We always had a certain fascination with wolves and, in children, back in Europe, in that remote village on the rugged slope of the Caramulo mountain, in the long winter nights, the wolves howled, breaking the silence that was in our thoughts, because we were slaves to the habit, repeating the same path every day, not risking wearing a new color, or even stopping the whirlwind of indomitable emotions, those that rescue us, causing smiles or sobs, but also some sparkle in our eyes!. Anyway, it was what we usually call “heart stumbles”)!.

…vamos à história de hoje!. Era o fim da primavera, começo do verão, viajávamos rumo à aventura do Yellowstone National Park, onde passado umas horas chegámos à povoação de West Entrance, pois era assim que era assinalada nos diversos anúncios de estrada, que constantemente nos apareciam!. (Let’s go to today’s story!. It was the end of spring, beginning of summer, we were traveling towards the adventure of Yellowstone National Park, where after a few hours we arrived at the village of West Entrance, because that was how it was marked in the various road advertisements, which constantly appeared to us)!.

…aqui, antes de entrar no Parque, visitámos o Centro de Turismo e algumas lojas de recordações, onde se vende quase de tudo e, em algumas lojas, até se pode “regatear”, ou seja oferecer diferente preço do que está marcado na mercadoria!. Entrámos num restaurante, onde nos serviram sandes de churrasco de carne de búfalo, era diferente, gostámos!. (Here, before entering the Park, we visited the Tourism Center and some souvenir shops, where almost everything is sold and, in some stores, you can even “haggle”, that is, offer a different price than what is marked in the merchandise!. We entered a restaurant, where we were served buffalo meat barbecue sandwiches, it was different, we liked it)!.

…toda esta povoação, ainda está no estado de Montana!. Pouco depois de entrar no parque, atravessamos para o estado Wyoming, e vai surgindo pela frente o parque nacional, mais antigo do mundo, pois foi inaugurado no ano de 1872, cobrindo uma área de mais de 9.000 km. quadrados, que se divide pelos estados de Wyoming, Montana e Idaho!. (This entire village is still in the state of Montana!. Shortly after entering the park, we crossed to the state of Wyoming, and the oldest national park in the world emerges ahead, since it was opened in 1872, covering an area of more than 9,000 km. square, divided by the states of Wyoming, Montana and Idaho)!.

…o parque é famoso por entre outras atrações, tem os seus “Geysers”, que são umas fontes termais, que entram em erupção periódicamente, lançando uma coluna de água quente e vapor para o ar, que podemos observar, caminhando por umas “passadeiras” em madeira, que nos dão ascesso, mesmo em frente às colunas de água quente e vapor, que se perdem na atmosfera!. (The park is famous among other attractions, it has its “Geysers”, which are hot springs, which erupt periodically, throwing a column of hot water and steam into the air, which we can observe, walking by Wooden “walkways”, which give us access, right in front of the columns of hot water and steam, which are lost in the atmosphere)!.

…o centro do grande ecosistema de Yellowstone, é um dos maiores ecosistemas de clima temperado ainda restantes no planeta!. O “Geyser” mais famoso do mundo, denominado “Old Faithful”, do qual nos aproximámos, encontra-se neste parque!. (The center of the great Yellowstone ecosystem, is one of the largest temperate climate ecosystems remaining on the planet!. The most famous “Geyser” in the world, called “Old Faithful”, which we approached, is found in this park)!.

…muito antes de haver presença humana em Yellowstone, pois dizem que essa presença, remonta mais ou menos a 11.000 anos, uma grande erupção vulcânica, ejectou um volume imenso de cinza vulcânica que cobriu todo o oeste dos USA, a maioria do centro-oeste, o norte do México e algumas áreas da costa leste do Oceano Pacífico, deixando uma enorme caldeira vulcânica, (70 km por 30 km) assentada sobre uma câmara magmática!. (Long before there was a human presence in Yellowstone, as it is said that this presence, dating back to about 11,000 years, a great volcanic eruption, ejected an immense volume of volcanic ash that covered the entire western USA, most of the center northwest, northern Mexico and some areas of the east coast of the Pacific Ocean, leaving a huge volcanic caldera, (70 km by 30 km) seated on a magmatic chamber)!.

…felizmente, não durante a nossa visita, mas Yellowstone já registou três grandes eventos eruptivos nos últimos 2,2 milhões de anos, o último dos quais ocorreu há 640.000 anos!. Estas erupções são as de maiores proporções ocorridas no planeta a que chamamos Terra durante esse período de tempo, provocando alterações no clima em períodos posteriores à sua ocorrência!. (Fortunately, not during our visit, but Yellowstone has recorded three major eruptive events in the past 2.2 million years, the last of which occurred 640,000 years ago!. These eruptions are the largest in the planet that we call Earth during this period of time, causing changes in the climate in periods after its occurrence)!.

…percorremos o parque, em quase todo o lugar em podíamos ter ascesso, vimos os “Geysers”, com as suas diferentes cores, que correspondem aos diferentes minerais, que brotam do seu interior, cascatas de água pura, saindo das montanhas, rios de água quente, atravessámos o “Continental Divide”, que é o nome dado ao conjunto de linhas formado por uma série de cumes, (vulgarmente diz-se, cumeada), na América do Norte, que separam as bacias hidrográficas que drenam para o oceano Pacífico, oceano Atlântico, incluindo o Golfo do México e mesmo até o oceano Ártico, onde uma das suas linhas divisórias, passa aqui no Parque de Yellowstone!. (We went through the park, almost everywhere we could have ascended, we saw the “Geysers”, with their different colors, which correspond to the different minerals, which spring from inside, cascades of pure water, coming out of the mountains, hot water rivers, we crossed the “Continental Divide”, which is the name given to the set of lines formed by a series of ridges, (commonly said, ridges), in North America, that separate the hydrographic basins that drain to the Pacific Ocean, the Atlantic Ocean, including the Gulf of Mexico and even the Arctic Ocean, where one of its dividing lines, passes here in Yellowstone Park)!.

…vimos alguns animais, dos quais nos dizem haver no parque uma grande variedade de vida selvagem, na qual se incluem ursos castanhos, lobos, búfalos, alces e outros animais!. (We saw some animals, of which we are told that there is a wide variety of wildlife in the park, including brown bears, wolves, buffaloes, moose and other animals)!.

…de todos estes animais, a nossa atenção foi para os lobos, que foram trazidos pela primeira vez para o Parque Nacional de Yellowstone por camião em Janeiro do ano de 1995, sendo libertados das suas casotas de aclimatação ao parque, entre 21 e 31 de Março do mesmo ano!. (Of all these animals, our attention went to the wolves, who were first brought to Yellowstone National Park by truck in January 1995, being released from their huts of acclimatization to the park, between 21 and March 31 of the same year !.

…depois, foram observados, para uma avaliação dos seus hábitos através dos sinais indicadores deixados pelas suas vidas, auxiliando a sua sobrevivência, como saberem defender-se dos caçadores furtivos, no seu dia a dia com o relacionamento com a natureza selvagem e voluntariosa, representando um esforço dos mais significativos do mundo, para se usar a reintrodução para melhorar o status de conservação de espécies ameaçadas de extinção!. (Then, they were observed, for an evaluation of their habits through the telltale signs left by their lives, helping their survival, how to know how to defend themselves against poachers, in their daily lives with their relationship with the wild and voluntary, representing an effort of the most significant in the world, to use reintroduction to improve the conservation status of endangered species)!.

…hoje, existem dados confiáveis que deixam claro que os lobos ajudam a reduzir o número de alces e mudaram o comportamento de forragem dos alces, permitindo que a vegetação se recupere da navegação excessiva e crónica, ajudando a criar uma maior diversidade ecológica, pelo menos na faixa norte deste maravilhoso parque, porque o lobo é um animal com alguma inteligência e, se tiverem uma chance, os lobos são suficientemente capazes de tirar o máximo proveito de uma boa oportunidade!. (Today, there is reliable data that makes it clear that wolves help reduce the number of moose and have changed the moose’s forage behavior, allowing vegetation to recover from excessive and chronic navigation, helping to create greater ecological diversity, at least in the northern part of this wonderful park, because the wolf is an animal with some intelligence and, if given a chance, the wolves are sufficiently capable of making the most of a good opportunity !.

…e claro, para estes animais, o Parque Nacional de Yellowstone e o grande ecossistema de Yellowstone, representaram para eles, uma grande oportunidade!. (And of course, for these animals, Yellowstone National Park and the great Yellowstone ecosystem, represented for them, a great opportunity)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…retalhos de uma visita!. (Patchwork of a visit)!.

…retalhos de uma visita!. (Patchwork of a visit)!.

…hoje, infelizmente com o aparecimento da maldita pandemia do “Coronavírus19”, tudo é diferente, modificando os nossos hábitos, tornando a nossa existência bastante mais difícil, não só no país onde nascemos, como no resto do mundo!. Todavia, no verão do ano passado, a convite da nossa filha e sua amável família viajámos à Europa, visitando Portugal, recordando que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples acto de respirar!. (Today, unfortunately with the appearance of the cursed pandemic of “Coronavirus19”, everything is different, changing our habits, making our existence much more difficult, not only in the country where we were born, but in the rest of the world!. However, in the summer of last year, at the invitation of our daughter and her lovely family, we traveled to Europe, visiting Portugal, remembering that being alive requires a much greater effort than the simple act of breathing)!.

…porquê?. Verdadeiramente, regressámos ao lugar de onde nunca partimos!. Recordações, recordações e recordações de todo e qualquer lugar que visitávamos!. (Because?. We have truly returned to the place we never left !. Memories, memories and memories of any and all places we visited)!.

…tornámos a ser um miúdo de seis ou sete anos, descalço e com pouca roupa no corpo, ajudando nas tarefas em que grupos de mulheres e homens se dedicavam às tarefas do “ciclo do pão”, às vindimas ou à apanha da azeitona, ou mesmo por altura das colheitas, na eira na nossa querida e saudosa avó Agar, àquele barulho da máquina debulhadora, que avariava frequentemente, porque antes disso tudo era feito pela força dos braços de homens e mulheres da nossa aldeia!. (We became a kid of six or seven years old, barefoot and with little clothes on the body, helping with tasks in which groups of women and men dedicated themselves to the tasks of the “bread cycle”, harvesting or picking the olives , or even at harvest time, on the threshing floor of our dear and longing grandmother Agar, to that noise of the threshing machine, which frequently broke down, because before that everything was done by the strength of the arms of men and women in our village)!.

…a tal agricultura de subsistência, respeitando os “ciclos da mãe natureza”, tal como os nossos pais e avós, criavam o porco, plantavam as couves e as batatas, que ajudavam a criar as grandes famílias de cinco ou seis filhos, desapareceram ou então são trabalhadas pelas pessoas idosas, que esses sim, para nós continuam a ser, os tais “feitos gloriosos do povo Português”!. Dizem-nos até que, hoje ninguém está interessado em cultivar terrenos abandonados, sem receber o tal “subsídio de Bruxelas”!. (Such subsistence agriculture, respecting the “mother nature cycles”, like our parents and grandparents, raised the pig, planted the cabbages and potatoes, which helped to raise the large families of five or six children, disappeared or else they are worked on by the elderly, which they do, for us continue to be, the “glorious deeds of the Portuguese people”!. We are told that, today, nobody is interested in cultivating abandoned land, without receiving the “Brussels subsidy”)!.

…pelo que fomos observando no país onde nascemos, hoje, as pessoas querem ser Europeias e, nomeadamente os jovens, falam além do português, o francês ou o inglês, vai daí, a coincidência de aparecer por tudo o que é cidade, vila ou aldeia, grandes superfícies, como os centros de compras Colombo, Vasco da Gama o ou Corte Inglês e, o tal comércio tradicional, que eram as tavernas e as merceariazinhas de bairro, que se danassem, tal como comprar camisolas ou outros “trapos” portugueses, pois os que vêm lá de fora é que são a “moda”!. (From what we were observing in the country where we were born, today, people want to be Europeans, and especially young people, they speak in addition to Portuguese, French or English, hence, the coincidence of appearing in everything that is a city, village or village, large areas, such as the Colombo, Vasco da Gama or Corte Inglês shopping centers, and the traditional trade, which was the tavernas and neighborhood grocery stores, be damned, such as buying sweaters or other “rags” Portuguese, because those who come from abroad are the “fashion”)!.

…hoje, a maioria do povo, talvez a primeira e segunda geração, vivem a pensar no sonho da riqueza, a querer “viver bem“, o que achamos óptimo mas, dois carros à porta, três ou quatro cartões de crédito, televisor de plasma, trapos de marca, com praias, restaurantes e pastelarias sempre cheios e…, trabalhar?. (Today, the majority of the people, perhaps the first and second generation, live thinking about the dream of wealth, wanting to “live well”, which we think is great, but two cars at the door, three or four credit cards, Plasma TV, branded rags, with beaches, restaurants and pastry shops always full and…, working?).

…trabalhar?. Que venham essa gente pobre da Russia, essa turba de Ucranianos, mais os negros da África que foi Portuguesa ou parte do povo que se sentia amargurado na Índia, na China ou mesmo nesse maravilhoso país que é o Brazil, desejosos de trabalhar, que vêm em Portugal uma possível entrada na Europa e, vão para as obras, fazer as auto-estradas, as pontes ou qualquer trabalho que necessite de esforço físico, porque isso no nosso tempo, era para os patêgos, os analfabetos, os velhos, os “sem eira nem beira”, ou seja os “descamisados”, coisas que já são “história” e, tendem a desaparecer!. (To work?. May these poor people from Russia, this mob of Ukrainians, plus the blacks from Africa who were Portuguese or part of the people who felt bitter in India, China or even in this wonderful country that is Brazil, eager to work, who come in Portugal a possible entry into Europe and, go to the works, make the highways, bridges or any work that requires physical effort, because that in our time, was for the pategos, the illiterate, the old, the “without threshing floor or border”, that is, the “shirtless”, things that are already “history” and tend to disappear)!.

…exemplo disto foi que, um homem já com uma idade um pouco avançada, de mangas arregaçadas, parou junto de nós quando conversávamos com alguns dos nossos companheiros do antigamente, felizmente ainda vivos, lá na nossa aldeia na vertente agreste da montanha do Caramulo, dizendo que precisava de ajuda, talvez dois ou três homens por quatro ou cinco dias, para uma empreitada de levantar um muro numa propriedade próxima, obtendo uma resposta parecida como: “não Manel, não conhecemos ninguém de raça branca, Português, que esteja interessado em trabalhar quatro dias, e claro, o calor também não ajuda, é verão, tempo de praia”!. E nós, ouvindo isto até compreendemos, pois…, a motivação para trabalhar desta raça de Lusitanos, principalmente nestas condições, desapareceu!. (An example of this was that a man, already a little old, with his sleeves rolled up, stopped by us when we talked with some of our old friends, fortunately still alive, there in our village on the rough side of the Caramulo mountain, saying he needed to of help, maybe two or three men for four or five days, for an undertaking to build a wall on a nearby property, obtaining an answer similar to: “no Manel, we do not know anyone of white race, Portuguese, who is interested in working four days, and of course, the heat doesn’t help either, it’s summer, beach time”!. And we, hearing this even understand, because…, the motivation to work for this breed of Lusitanos, especially in these conditions, has disappeared)!.

…talvez não seja mesmo assim pelo resto do país…, mas pelo que vimos, deve de andar lá perto!. Cremos mesmo que, no país onde nascemos e que honrámos a sua bandeira em cenário de guerra nas selvas de África, se construiu uma classe, talvez de pequenos “burgueses”, que hoje se recusa a reconsiderar o passado, ou seja, uma geração virada para o “lazer”, pensando que as coisas “árduas da vida”, vão ser sempre fáceis!. (Maybe not even for the rest of the country…, but from what we saw, you must walk nearby!. We really believe that, in the country where we were born and that we honored its flag in a war scenario in the jungles of Africa, a class was built, perhaps of small “bourgeois”, that today refuses to reconsider the past, that is, a turned generation for “leisure”, thinking that the “hard things in life” will always be easy)!.

…andámos um pouco pelo país e vimos que, algumas pessoas pouco se preocupam em pagar 80 ou 90 Euros por uma entrada num festival de música com cantores “pimba”, ou mesmo para assistrir a um jogo de futebol, procurando restaurantes com algum luxo, em detrimento do típico restaurante, onde se pode comer sentado em bancos corridos, com toalha e guardanapos de papel, ou mesmo sem toalha, que infelizmente já são raros e, que davam trabalho aos portugueses que não conseguiram o tal “canudo da universidade”!. (We walked around the country a little bit and saw that, some people don’t worry about paying 80 or 90 Euros for an entrance to a music festival with “pimba” singers, or even to attend a football game, looking for restaurants with some luxury, to the detriment of the typical restaurant, where you can eat sitting on bench seats, with paper towels and napkins, or even without towels, which unfortunately are already rare and which gave work to the Portuguese who did not get the “straw from the university”)!.

…ao desembarcar no aeroporto de Lisboa, que quando jovens era a capital do império, a família alugou um carro económico, que usámos na viajem para norte!. Durante a viajem, por nós passavam frequentemente Mercedes, BMW’s, Ferraris, até alguns Bentleys, passando a uma velocidade espantosa, que só tínhamos visto na pista do circuito automobilístico da cidade de Daytona, aqui vizinha do local onde presentemente vivemos!. (When disembarking at Lisbon airport, which when young was the capital of the empire, the family rented an economy car, which we used on the trip north!. During the trip, Mercedes, BMW’s, Ferraris, even some Bentleys passed by us, passing at an amazing speed, which we had only seen on the track of the automobile circuit of the city of Daytona, here next to where we currently live)!.

…o cenário de Portugal continua a ser maravilhoso, o sol quando nasce fica brilhante, a água do mar é azul como o céu e, a sardinha e os carapaus, também sabem a mar, o pão é fresco pois ainda bem quente e o vinho verde é servido numa malga de barro a saber a…, vinho!. Visitámos algumas aldeias, que estão cheias de idosos que, tal como nós desaparecerão nas próximas duas décadas!. Falando com eles, lamentam-se, dizendo que, são quase desprezados, no entanto, hoje é oferecido aos novos um mundo colorido servido numa bandeja de ouro!. (Portugal’s scenery is still wonderful, the sun is bright when it rises, the sea water is as blue as the sky, and sardines and mackerels also know the sea, the bread is fresh because it is still very hot and the vinho verde is served in a clay bowl, namely…, wine!. We visited some villages, which are full of elderly people who, like us, will disappear in the next two decade!. Speaking to them, they complain, saying that they are almost despised, however, today the new is offered a colorful world served on a gold tray)!.

…ainda bem que isso acontece aos novos mas, pelo que nos dizem, ficam a viver em casa dos pais até aos trinta ou mais anos de idade, pelo menos até acabarem os estudos, pois existem muitas universidades e também uma fartura de doutores, gestores e engenheiros, (quase todos dedicados à política), é-lhes oferecido algum acesso ao crédito para compra de carros e outros bens e, aqueles que não conseguiram as desejadas posições no sistema político, que lhes dá acesso a oportunidades de uma qualquer “roubalheira”, esses outros, considerados mais honestos, sem o notarem, ao adquirir esses créditos dos bancos, ficam escravos desses mesmos bancos para o resto das suas vidas!. (Good thing that happens to the new ones, but, as we are told, they stay at their parents’ house until they are thirty or more years old, at least until they finish their studies, as there are many universities and also an abundance of doctors , managers and engineers, (almost all dedicated to politics), are offered some access to credit for the purchase of cars and other goods, and those who have not achieved the desired positions in the political system, which gives them access to opportunities of any kind “Robbery”, these others, considered more honest, without noticing it, when acquiring these credits from the banks, become slaves of those same banks for the rest of their lives)!.

…e continuando, alguns idosos da nossa aldeia, agarrados a um qualquer pau que os ampara, ao verem-nos, abraçam-nos e, limpando algumas lágrimas com as costas das mãos, lamentam-se de que nos últimos anos, o que os vai ajudando a sobreviver, são as couves e as batatas que vão cultivando no quintal e, todo este estado de abandono que vão recebendo da sociedade, (pois muitas vezes são vítimas de roubos e maus tratos físicos, de jovens que por lá aparecem sobre o efeito de drogas e outras influências), talvez tenha começado pelas acções e atitudes de algum “populismo e banalidade” da actual personagem que ocupa o lugar mais importante da governação, que devia de ser o espelho do país!. (And continuing, some elderly people in our village, clinging to some stick that supports them, when they see us, embrace us and, wiping away some tears with the back of their hands, lament that in recent years, the that helps them to survive, are the cabbages and potatoes that they grow in the yard and, all this state of abandonment that they are receiving from society, (because they are often victims of theft and physical abuse, of young people who appear there about the effect of drugs and other influences), perhaps it started with the actions and attitudes of some “populism and banality” of the current character who occupies the most important place in governance, which should be the mirror of the country)!.

…lamentam-se, dizendo-nos que, a personagem de um Presidente da República tem que ter funções nobres e, o actual, entrou numa deriva demagógica que compromete essas funções, apesar de saber que, pode fazer toda e qualquer tropelia, que não perde os tais eleitores!. Vai lá saber-se porquê?!. (Lament, telling us that the character of a President of the Republic has to have noble functions and the current one has entered a demagogic drift that compromises those functions, despite knowing that, he can do any and all tragedy, which does not lose such voters!. Will you know why?!.

…mas a verdade, pelo menos na opinião daqueles idosos, o actual, começou o seu mandato presidencial já com alguma controvérsia, e agora teme-se que não lhe permita a matriz genética para levar a cabo as suas tarefas com a dignidade de um Presidente da República!. (But the truth, at least in the opinion of those elderly people, the current one, started the your presidential term with some controversy, and now it is feared that the genetic matrix will not allow him to carry your tasks with the dignity of a President of the Republic)!.

…e, continuando a nossa conversa, dizem-nos que este presidente, é um vaidoso, anda por aí sózinho sem uma primeira dama, às vezes beijando, abraçando e fotografando-se, com tudo o que veste saia, não mostrando os valores de família, mostrando-se afectuoso, mas populista, prometendo o que nunca cumpre, mentiroso nas respostas, desejoso de aparecer, passeando-se pelo país e estrangeiro, criando despesa extra aos contribuintes!. (And, continuing our conversation, we are told that this president is a vain person, walking around alone without a first lady, sometimes kissing, hugging and photographing himself, with everything he wears, not showing the values of family, showing affectionate but populist, promising what never fulfills, lying in the answers, willing to show up, strolling around the country and abroad, creating extra expense for taxpayers)!.

…na nossa opinião, são elogios não muito recomendáveis, todavia, alguns, até nos dizem que a próxima viajem é à Lua!. Outros dizem-nos que na Lua anda ele, desde que ganhou as eleições para Presidente!. (In our opinion, praise is not very recommendable, however, some even tell us that the next trip is to the Moon!. Others tell us that he has been on the moon since he won the elections for President)!.

…a nossa conversa continuava, por vezes interrompendo-se uns aos outros, dizendo que se vai mostrando todos os dias, mais que uma vez perante as câmaras de televisão, esticando o pescoço, falando, falando, de coisas que lhe dêm protagonismo, passando ao lado de toda e qualquer pergunta sobre as atitudes questionáveis do presente governo, sem nunca ter uma verdadeira palavra, sobre a maneira de ajudar o povo que, honestamente em si votou!. (Our conversation continued, sometimes interrupting each other, saying that he shows himself every day, more than once in front of the television cameras, stretching his neck, talking, talking, about things that give him prominence, passing by any question about the questionable attitudes of the present government, without ever having a true word, on how to help the people who, honestly, voted for themselves)!.

…em certo momento, desta já um pouco “agressiva conversa de mal dizer”, um deles dizia que,  “devemos ter respeito pela personagem de um Presidente, pois representa o nome e a honra de uma Nação”!. No entanto, as suas acções e características por vezes envergonham os cidadãos, como por exemplo, uma dessas tais características que mais faz sobressair a sua personalidade narcísica, é aparecer em fato de banho, dando pequenas entrevistas para os meios de comunicação, falando e comentando assuntos e problemas do País, ou fazer-se passar por “Madre Tereza”, (com todo o respeito por esta bondosa personagem), ajudando a distribuir comida aos sem abrigo, quando as suas funções deviam ser criar oportunidades de trabalho e auto-sobrevivência a essas pessoas, infelizmente abandonadas pela sociedade, ou até mesmo fotografando-se junto de pessoas do sexo feminino, abraçando-as e sorrindo, com um sorriso à “Brad Pitt”, sequioso de atenção e protagonismo, irresponsável e inconsequente, alinhado naquela fraude política a que hoje se chama regime democrático “exagerado”!. (At a certain moment, of this already a “little aggressive conversation of bad saying”, one of them said that, “we should have respect for the character of a President, as it represents the name and honor of a Nation”!. However its actions and characteristics sometimes embarrass citizens, such as, for example, one of those characteristics that what makes your narcissistic personality stand out, is to appear in a bathing suit, giving short interviews to the media, speaking and commenting on issues and problems in the country, or pretend to be “Madre Tereza”, (with all due respect for this kind character), helping to distribute food to the homeless, when their job should be to create job opportunities and self-survival for these people, unfortunately abandoned by society, or even photographing yourself with female people, embracing them and smiling, with a smile to “Brad Pitt”, thirsty for attention and protagonism, irresponsible and inconsequential, aligned in that political fraud that today is called “exaggerated” democratic regime)!.

…sim, regime democrático “exagerado”, porque regime democrático é excelente, mas exagerado não é e, alguns, entre aqueles poucos amigos de infância, felizmente ainda vivos, alguns veteranos da guerra colonial, diziam-nos que, os paióis dos quartéis militares são assaltados, o sistema de saúde pública não é eficiente, ou se é, é algo demorado, tal como a justiça, que prende aqueles que roubam pão num supermercado mas, os verdadeiros ladrões, os tais políticos, banqueiros ou personagens corruptas, cujas caras vão aparecendo constantemente nos meios de comunicação, esses são denunciados pela população, a justiça sabe, no entanto continuam à solta, alimentando a imprensa e a TV, com os seus longos processos judiciais, frequentando e poluindo o ambiente!. (Yes, “exaggerated” democratic regime, because democratic regime is excellent, but exaggerated is not, and some, among those few childhood friends, fortunately still alive, some veterans of the colonial war, told us that the barracks of the military barracks they are assaulted, the public health system is not efficient, or if it is, it takes time, such as justice, which arrests those who steal bread in a supermarket but, the real thieves, those politicians, bankers or corrupt characters, whose faces they are constantly appearing in the media, these are denounced by the population, justice knows, however they are still on the loose, feeding the press and TV, with their long lawsuits, frequenting and polluting the environment)!.

…ouvindo estas palavras e sendo isto verdade, é um fraco exemplo, sobretudo para os jovens, que deviam receber uma educação com princípios honestos de família, que vinham de há séculos, que vão acabar por se perder, ficando nós, com um grande sentimento de tristeza, que nos acompanhou no resto dos dias que passámos no país onde nascemos e que, como acima mencionámos, defendemos a sua bandeira em cenário de guerra e, derivado à nossa avançada idade, possívelmente não teremos oportunidade de voltar a visitar!. (Hearing these words and this being true, it is a weak example, especially for young people, who should receive an education with honest family principles, which came from centuries ago, which will end up getting lost, leaving us with a great feeling of sadness, which accompanied us for the rest of the days we spent in the country where we were born and which, as mentioned above, defended its flag in a war scenario and, due to our advanced age, we may not have the opportunity to visit again)!.

…tudo isto se passou no verão do ano que passou, todavia oxalá que o país onde nascemos, assim como o resto do mundo possa sobreviver à maldita pandemia “Coronavírus 19” e, para bem das pessoas honestas, principalmente os idosos, oxalá que este presidente, não seja um lider irrelevante, um líder partidário cínico e incompetente que nos disseram que era e, infelizmente aparenta ser, pois chegados aqui ao lugar onde presentemente vivemos, percorrendo as redes sociais, encontrámos fotografias pouco abonatórias para um Presidente da República, mas continuando, não vamos exagerar, talvez não seja uma personagem maquiavélica que encontrou na presidência aquele espaço perfeito que procurava, para dar corda à sua personalidade narcísica e de sentimentos exagerados, tal como a democracia, também “exagerada”, que ajudou a criar e que presentemente governa ou talvez… desgoverne, oxalá não!. (All of this happened in the summer of last year, but hopefully the country where we were born, as well as the rest of the world, can survive the damn pandemic “Coronavirus 19”, and for the sake of honest people, especially the elderly, hopefully this president is not an irrelevant leader, a cynical and incompetent party leader who told us he was and, unfortunately, he appears to be, because arrived here to the place where we currently live, browsing the social networks, we found photographs that were not very favorable for a President of the Republic, but continuing, let’s not exaggerate, perhaps it is not a Machiavellian character who found in the presidency that perfect space he was looking for, to wind the his narcissistic personality and exaggerated feelings, such as democracy, also “exaggerated”, which he helped to create and which presently governs or perhaps… mismanages, I hope not)!.

Tony Borie, Século XXI.. Tony Borie, 21st Century ..

…para as Forças Armadas Portuguesas!. (for the Portuguese Armed Forces)!.

…para as Forças Armadas Portuguesas!. (for the Portuguese Armed Forces)!.

…depois de 500 anos de domínio colonial, as dezenas de governos que tiveram nas suas mãos os destinos do país Portugal, situado na Europa, até ao final da década de 1950, não só não conseguiram produzir nenhum governador negro, director, inspetor de polícia ou professor, como também não conseguiram produzir um único comandante de patente superior nas suas forças armadas!. (After 500 years of colonial rule, the dozens of governments that had in their hands the destinies of the country Portugal, located in Europe, until the end of the 1950s, not only failed to produce any black governor, director, inspector police or teacher, as well as failed to produce a single senior commander in their armed forces)!.

…claro, os administradores coloniais portugueses, mandados para as suas colónias, foram vítimas do legado das suas próprias políticas discriminatórias e limitadas na educação, o que, em grande parte, barrou negros africanos indígenas de uma educação igual e adequada até bem depois do início da sua revolta, pegando em armas, lutando pela sua libertação!. (Of course, the Portuguese colonial administrators, sent to their colonies, were victims of the legacy of their own discriminatory and limited policies in education, which, in large part, barred indigenous black Africans from an equal and adequate education until much later from the beginning of his revolt, taking up arms, fighting for his liberation)!.

…infelizmente, até essa década de 1950, o território europeu ao sul da Europa continental, de onde nós somos oriundos, e claro, vivendo por lá esta época, era habitado por uma sociedade mais pobre e com uma taxa de analfabetismo muito maior do que a média das sociedades do resto da Europa, sendo governado por uma ditadura de direita autoritária e conservadora, conhecida como regime do “Estado Novo”!.(Unfortunately, until that decade of 1950, the European territory to the south of continental Europe, where we are from, and of course, living there this time, was inhabited by a poorer society and with a much higher illiteracy rate than the average of societies in the rest of Europe, being governed by an authoritarian and conservative right-wing dictatorship, known as the “Estado Novo” regime)!.

…nesta época, o tal regime do “Estado Novo”, apregoava, praticando uma propaganda de que governava tanto o continente português como os vários territórios ultramarinos centenários, como departamentos teoricamente co-iguais, o que na realidade não era, pois estivémos lá, sofremos no corpo e na alma o mêdo e a angústia da guerra de libertação deste povo algo subserviente, vendo a realidade das coisas!. (At that time, the “Estado Novo” regime, proclaimed, practicing propaganda that governed both the Portuguese continent and the various centuries-old overseas territories, as theoretically co-equal departments, which in reality was not, since we were there, we suffer in body and soul the fear and anguish of the war of liberation of this somewhat subservient people, seeing the reality of things)!.

…e, porque as então possessões ou províncias coloniais, depende de como lhe queiram chamar, de Angola, Cabo Verde, Macau, Moçambique, Guiné Portuguesa, Índia Portuguesa, Timor Português, São João Batista de Ajudá e São Tomé e Príncipe, em relação ao continente, lá na Europa, eram governadas como sendo umas colónias subservientes!. Porquê?. Porque mais tarde, critérios estritos de qualificação asseguraram que menos de um por cento do povo negro de então, se tornaram cidadãos portugueses completos!. (And, because the then colonial possessions or provinces, depends on what they want to call it, Angola, Cape Verde, Macau, Mozambique, Portuguese Guinea, Portuguese India, Portuguese Timor, São João Batista de Ajudá and São Tomé and Príncipe, in relation to the continent, there in Europe, they were governed as subservient colonies!. Because?. Because later on, strict qualification criteria ensured that less than one percent of the black people of that time, became full Portuguese citizens)!.

…a realidade, e que numa mobilização forçada, ainda jovens, pouco mais que crianças, nos levou a ir para lá, com a propaganda patriótica de “servir a nação”, “honrar a bandeira do meu país”, “defender a pátria mãe”, “ir para a guerra já e em força” era que, para o então regime governante português, o império ultramarino era uma questão de interesse nacional, a ser preservada a todo custo, desenvolvendo uma guerra de guerrilha mortífera, não lhe importando quem por lá ficava para sempre, embrulhado num camuflado sujo de sangue, perfurado pela rajada de uma qualquer metralhadora inimiga, enterrado na lama dos seus pântanos ou a secar ao sol nas tórridas savanas, esperando que o seu corpo morto, seja comido por algum animal sevagem!. (The reality, and that in a forced mobilization, still young, little more than children, led us to go there, with the patriotic propaganda of “serving the nation”, “honoring the flag of my country”, “defending the mother country”, “go to war now and in force” was that, for the then Portuguese ruling regime, the overseas empire was a matter of national interest, to be preserved at all costs, developing a deadly guerrilla war, no matter who stayed there forever, wrapped in a blood-soaked camouflage, pierced by the blast of some enemy machine gun, buried in the mud of their swamps or drying in the sun in the torrid savannas, waiting for their dead body to be eaten by someone animal sevage)!.

…depois deste breve resumo, ficaram mais ou menos a saber como lá fomos parar, ao interior da África ainda um pouco selvagem, onde infelizmente, os famintos, os doentes, os analfabetos e a miséria eram constantes, onde não se explicavam, injustiças, alguns actos de profunda repugnância e violência, onde resultaram, combates, mêdo, fúria e algumas mortes!. (After this brief summary, they more or less learned how we got there, in the interior of Africa still a little wild, where unfortunately, the hungry, the sick, the illiterate and the misery were constant, where they were not explained, injustices, some acts of profound disgust and violence, which resulted in fighting, fear, fury and some deaths)!.

…mêdo, furia e algumas mortes, ou seja, sofrimento e angústia, que por vezes eram abafados no tabaco ou no excesso de álcool, tal como quando comemorámos um ano desde o desembarque em África, num normal dia quente e abafado, quando um nosso companheiro nos lembrou!. Já nos considerávamos um veterano, já podíamos dar conselhos e opiniões aos mais novos, “a velhice era um posto”, tal como se dizia naquele cenário de guerra!. (Fear, fury and some deaths, that is, suffering and anguish, which were sometimes smothered in tobacco or in excess of alcohol, such as when we celebrated a year since landing in Africa, on a normal hot and sultry day, when one of our companions reminded us !. We already considered ourselves a veteran, we could already give advice and opinions to the youngest, “old age was a post”, as they said in that war scenario)!.

…pegámos no maço de cigarros “três vintes”, fomos à messe dos sargentos, buscar uma garrafa de Vat-69, o uísque que era importado para as forças armadas, com os dizeres no rótulo “para as Forças Armadas Portuguesas” e, os dois, seguimos em direcção à grande árvore que havia dentro do aquartelamento, em cuja base existiam as tais gaiolas dos macacos e periquitos, abrindo a garrafa, atirando com a rolha para longe, sinal de que não precisávamos mais dela!. (We took the cigarette pack “three vintes”, we went to the sergeants’ mess, to get a bottle of Vat-69, the whiskey that was imported to the armed forces, with the words on the label “for the Portuguese Armed Forces” and, the two of us, we headed towards the big tree inside the barracks, at the base of which there were such cages of monkeys and parakeets, opening the bottle, throwing the cork away, a sign that we no longer needed it)!.

…acordámos umas horas depois, com os macacos a olharem-nos, umas vezes com a cara de lado, outras vezes emitindo grunhidos de angústia, dando voltas na gaiola, tentando abri-la, talvez tentando acordar-nos, pois éramos nós que os tratávamos e lhe dávamos algum carinho!. (We woke up a few hours later, with the monkeys looking at us, sometimes with their faces to the side, other times emitting grunts of anguish, going around the cage, trying to open it, maybe trying to wake us up, because it was us that we treated them and gave them some affection)!.

…ao outro dia pela manhã, havia umas fortes dores na cabeça e, ao vestir os calções, desiquilibrámo-nos e rasgando-os um pouco mais!. Era normal, pois a roupa, já estava bastante coçada, as botas gastas, e no comando diziam que só tinha direito a roupa nova, quem a perdesse em combate, ou coisa parecida, e como nós não andávamos em combate, não tínhamos direito a roupa nova!. (The other day in the morning, there were severe pains in the head and, when wearing the shorts, we became unbalanced and tearing them up a little more !. It was normal, because the clothes were already very itchy, the boots were worn, and in the command they said that only new clothes were allowed, whoever lost them in combat, or something like that, and since we were not in combat, we were not entitled to new clothe)!.

…dentro de um pequeno circulo de combatentes, onde funcionava o típico tráfico de influências, os mais velhos, trocavam duas camisas, ou uma camisa e dez maços de cigarros, por uns calções, com os mais novos, pois camisa é coisa que poucos usavam!. Nessa ocasião, a mais importante pessoa, era o sargento da arrecadação, onde não existia arrecadação nenhuma!. (Inside a small circle of combatants, where the typical influence traffic worked, the older ones exchanged two shirts, or a shirt and ten packs of cigarettes, for shorts, with the younger ones, because a shirt is something that few used it!. At that time, the most important person was the collection sergeant, where there was no collection)!.

…falámos com ele, dizendo-lhe com cara de mau, que “os nossos calções estavam rotos e estávamos fartos de calções rotos desde criança”!. Ele, o sargento, com alguma paciência respondeu-nos que, “só se estiverem mesmo rotos, e já não se possam usar”!. (We spoke to him, telling him with a mean face, that “our shorts were broken and we had had enough of broken shorts since we were kids”!. He, the sergeant, with some patience replied that, “only if they are really broken, and they can no longer be used”)!.

…nesse preciso momento, tirámos os calções do corpo, rasgando-os ao meio, dizendo, “aqui está a prova”!. Claro, regressando nú ao local onde exercíamos as nossas tarefas, pois há muito, que não usávamos roupa interior!. (At that very moment, we took the shorts off the body, tearing them in half, saying, “here’s the proof”!. Of course, returning naked to the place where we performed our tasks, since we haven’t used underwear for a long time)!.

…o caso correu fama, andando de boca em boca, no aquartelamento!.  Passado uns dias, tínhamos dois pares de calções novos e, a partir desse momento, foi colocada uma folha no refeitório, para colocarem o nome, e que cada caso seria analizado!. (The case became famous, walking from mouth to mouth, in the barracks!. After a few days, we had two new pairs of shorts and, from that moment, a sheet was placed in the cafeteria, to put the name, and that each case would be analyzed)!.

…tudo isto, era o preço do sofrimento, da angústia, do mêdo e fúria numa zona de combate, do horror, do inferno que vivemos, a marca que nos acompanha para o resto da nossa vida, que na verdade nos sentimos loucos por dentro e, como veteranos de guerra, temos que ser francos e dizer, que pagamos um preço muito elevado para servir o nosso país e, as vítimas emocionais das guerras equivocadas são na verdade as mais difíceis de suportar, são as tais feridas profundas que sofremos, que podem ser infligidas sem deixar um simples arranhão!. (All this, was the price of suffering, anguish, fear and fury in a combat zone, horror, hell that we live in, the mark that accompanies us for the rest of our life, that in fact we feel crazy inside and, as war veterans, we have to be frank and say, that we pay a very high price to serve our country, and the emotional victims of the wrong wars are in fact the most difficult to endure, it is such deep wounds that we suffer, which can be inflicted without leaving a single scratch)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…o nosso macaco!. (Our monkey)!.

…o nosso macaco! (Our monkey)!.

…é impossível esquecer as nossas experiências na guerra e, aquilo que nos ajudou a sobreviver lá, agora, já lá vão mais de cinquenta anos, não funciona muito bem na nossa normal vida, no entanto ainda vai sendo possível lidar com tudo isto positivamente, vamos assumindo o control do pensamento, exalando alguma energia positiva, pelo menos contando estas experiências, para que pelo menos a juventude, compreendam e nunca tentem começar ou viver uma qualquer guerra, por mais pequena que seja!. (It is impossible to forget our experiences in the war and, what helped us to survive there, now, for more than fifty years, does not work very well in our normal life, however it will still be possible to deal with all this positively, we are taking control of the thought, exhaling some positive energy, at least telling these experiences, so that at least the youth, understand and never try to start or live any war, no matter how small)!.

…aliás, não existem guerras pequenas, todas são horriveis e mortíferas, onde não se explicam, injustiças, alguns actos de profunda repugnância e violência, onde resultaram, combates, mêdo, fúria e mortes!. Enfim, esta última vertente da guerra, naquela época e naquele local, trazia-nos estarrecidos com o mêdo e algo angustiados!. (In fact, there are no small wars, all of them are horrible and deadly, where there is no explanation, injustices, some acts of deep disgust and violence, which resulted in combats, fear, fury and deaths !. Anyway, this last aspect of the war, at that time and in that place, brought us terrified with fear and something anguished)!.

…e hoje, na nossa já um pouco avançada idade, um simples sorriso, cria-nos alguma felicidade, trazendo descanso ao cansado, alegria para o desanimado, sol para o triste, sendo talvez um dos melhores antídotos da natureza para aqueles problemas, que principalmente as pessoas já sem muitas ocupações, recordam o seu passado, vivem das recordações e vivências de quando eram jovens, já cansadas demais para sorrirem, mas que precisam de um sorriso para os estimularem e, ninguém é tão rico ou poderoso que se possa dar bem sem ele, assim como também ninguém é tão pobre, que não se sinta enriquecido por o receber!. (And today, in our already a little old age, a simple smile creates some happiness, bringing rest to the tired, joy to the discouraged, sun to the sad, being perhaps one of the best antidotes of nature for those problems , who mainly people without many occupations, remember their past, live from the memories and experiences of when they were young, already too tired to smile, but who need a smile to stimulate them, and nobody is so rich or powerful that they can do well without it, just as no one is so poor that they don’t feel enriched by receiving it)!.

…sim, um simples sorriso, tal como o que nos proporcionava o nosso “macaco”, com as suas brincadeiras e travessuras cómicas, pois era um animal de estimação que adoptámos, e nos fazia companhia, naquele horrível cenário da Guerra Colonial Portuguesa, vivida no interior da então província da Guiné, naquela África, onde o sol queimava e a chuva por vezes era torrencial, animal este, trazido do “mato”, dos muitos que por lá existiam, vivendo nas savanas ou nas árvores da floresta!. (Yes, a simple smile, such as that offered by our “monkey”, with its comical jokes and antics, as it was a pet that we adopted, and kept us company, in that horrible scenario of the Portuguese Colonial War , lived in the interior of the then province of Guinea, in that Africa, where the sun burned and the rain was sometimes torrential, this animal, brought from the “bush”, of the many that existed there, living in the savannas or in the trees of the forest)!.

…árvores, que naquela época e naquela região, cresciam com alguma liberdade e, onde nós procurávamos o seu fruto para comer, ao contrário dos dias de hoje, onde alguns procuram única e simplesmente, “os frutos materiais das árvores”, cortando-as, matando-as, na procura de um enriquecimento rápido!. (Trees, which at that time and in that region, grew with some freedom and, where we looked for their fruit to eat, unlike today, where some seek only and simply “the material fruits of trees”, cutting them, killing them, in search of quick enrichment)!.

…criámos este animal desde bébé, baptizando-o em homenagem ao nosso cão “piloto”, que nos fazia companhia enquanto crianças, lá naquela aldeia, situada na vertente agreste da Montanha do Caramulo, onde a crosta terrestre, lentamente começava a ser plana, flutuando por perto as zonas ribeirinhas do Rio Águeda, onde pela noite, não havendo luz eléctrica, se a terra tremesse, nascendo dos céus uma pequena luz, que seria uma qualquer estrela, talvez uma estrela nova, daquelas que fazem oscilar um continente, ninguém dava por isso!. (We created this animal since baby, baptizing it in honor of our “pilot” dog, who kept us company as children, there in that village, located in the rugged slope of the Caramulo Mountain, where the earth’s crust slowly began to be flat, floating close to the riverside areas of the Águeda River, where at night, without electric light, if the earth shook, a small light would rise from the heavens, which would be any star, perhaps a new star, of those that make a continent oscillate , nobody noticed it)!.

…quando ali chegámos, ao interior da África, era uma aldeia onde ajudámos a construir um aquartelamento militar, que poderíamos considerar um “Posto Avançado”, ou seja, um lugar onde os militares de combate, tomavam conhecimento das primeiras savanas, rios, riachos, bolanhas, (terras lamacentas de cultivo de arroz), pântanos e florestas de trilhas frescas, usadas pelos guerrilheiros que lutavam pela independência do seu território, querendo libertar-se da presença dos Europeus, que por ali andavam há quase quinhentos anos!. (When we arrived there, in the interior of Africa, it was a village where we helped to build a military barracks, which we could consider an “Outpost”, that is, a place where the combat soldiers, took notice of the first savannas, rivers , streams, bolanhas, (muddy rice cultivation lands), swamps and fresh trail forests, used by the guerrillas who were fighting for the independence of their territory, wanting to free themselves from the presence of Europeans, who had been walking there for almost five hundred years!).

…e quase todos os militares ali estacionados tinham o seu macaco, animal que acarinhávam!. Andavam a passeá-los pelo aquartelamento, e não raro era o caso, em que os traziam para a aldeia, em especial para a sede o clube de futebol, como por exemplo o soldado “Setubal”, que chegou a ter dois macacos, um já adulto e outro bebé, e também um periquito, e claro, às vezes andava de periquito ao ombro e um macaco montado no outro, passeando na aldeia e, tanto o periquito, como os macacos, faziam o que ele mandava, parecendo tal e qual, como se vê num qualquer espectáculo de um qualquer zoo!. (And almost all the soldiers stationed there had their monkey, an animal they cared for!. They were walking around the barracks, and it was often the case that they brought them to the village, especially the football club, such as the soldier “Setubal”, who even had two monkeys, one already an adult and another baby, and also a parakeet, and of course, sometimes he rode a parakeet on his shoulder and a monkey mounted on the other, strolling in the village, and both the parakeet and the monkeys did what he said, looking like that and which, as seen in any show in any zoo)!.

…quando não estavam na nossa companhia, viviam debaixo de uma grande árvore, que existia dentro do aquartelamento, parecendo um auténtico jardim zoológico tal era o número de gaiolas com macacos e alguns pássaros exóticos, sendo tratados pelos respectivos donos, que passavam horas, alimentando-os com frutas, folhas, sementes, nozes, flores, e até pequenos animais, incluindo insetos e aranhas!. (When they were not in our company, they lived under a big tree, which existed inside the barracks, looking like an authentic zoo such was the number of cages with monkeys and some exotic birds, being treated by the respective owners, who spent hours , feeding them fruits, leaves, seeds, nuts, flowers, and even small animals, including insects and spiders)!.

…este grupo de macacos, que podia ser chamado de tribo ou até mesmo tropa, que nós alimentávamos e dispensávamos algum carinho, talvez pela sua semelhança psicológica e física com os seres humanos e, também na cultura popular são um símbolo de brincadeira, travessuras e diversão, e claro, ajudáva-nos na nossa segurança, porque se alguém estranho, penetrasse no aquartelamento, pela calada da noite, os primeiros a fazer barulho, eram os macacos!. (This group of monkeys, which could be called a tribe or even a troop, that we fed and gave some affection to, perhaps because of their psychological and physical similarity with human beings and, also in popular culture, are a symbol of play, mischief and fun, and of course, helped us in our security, because if someone strange, penetrated the quarter, by the dead of night, the first to make noise, were the monkeys)!.

…adoramos a natureza, tentando conservá-la, e não negamos que talvez esta virtude tenha começado lá naquela África um pouco selvagem, onde havia uma árvore de pequena estatura, mas muito florida, que nasceu junto a um pegueno pântano, que existia dentro do aquartelamento, ao fundo, mais a oeste, onde pela manhã se cobria de periquitos e outras aves exóticas, muito coloridas e, nós quase todos os dias lá ía-mos colocar comida em cima de um tampão de um barril de vinho vazio, onde os pássaros iam comer, empurrando-se uns aos outros, pois cobriam completamente o tampão do barril, e nós dizia-mos com algum orgulho que, “aquela árvore, era a nossa gaiola de periquitos!. (We love nature, trying to conserve it, and we do not deny that perhaps this virtue started there in that somewhat wild Africa, where there was a small tree, but very flowery, that was born next to a small swamp, that existed inside the barracks, in the background, further to the west, where in the morning it was covered with parakeets and other exotic birds, very colorful and, almost every day we would put food on top of an empty wine barrel cap, where the birds went to eat, pushing each other, as they completely covered the barrel cap, and we said with some pride that, “that tree, was our cage of parakeets)!.

…nós, que naquele cenário de uma guerra terrestre de guerrilha, éramos o “Cifra”, um soldado desarmado, onde a disciplina de um campo de batalha não era lá muito eficaz para a nossa sobrevivência, onde um pequeno descuido ou desleixo, onde as emboscadas, minas ou fornilhos, podiam a qualquer momento fazer com que a nossa alma nos abandonasse, na procura de uma qualquer galáxia distante!. (We, who in that scenario of a terrestrial guerrilla war, were “Cifra”, an unarmed soldier, where the discipline of a battlefield was not very effective for our survival, where a little carelessness or negligence, where ambushes, mines or tanks, could at any moment cause our soul to abandon us, in search of any distant galaxy)!.

…e, onde uma tijela de arroz ou um naco de pão era mais importante do que uma ração de combate, às vezes até mesmo do que a espingarda G-3, onde os campos abandonados da plantação de arroz, se transformaram em pântanos perigosos, onde o volume e o ruído do fogo inimigo nos trazia estarrecidos, onde só talvez, o tabaco, o escesso de álcool, o cuidar e a companhia destes animais, que nos ouviam em silêncio, embora não compreendessem as nossas palavras de sofrimento, nos dava algum miserável conforto!. (And where a bowl of rice or a loaf of bread was more important than a combat ration, sometimes even than the G-3 shotgun, where the abandoned fields of the rice plantation have turned into swamps dangerous, where the volume and the noise of the enemy fire brought us terrified, where only perhaps, tobacco, heavy alcohol, the care and company of these animals, who listened to us in silence, although they did not understand our words of suffering, it gave us some miserable comfort)!.

Tony Borie, Século XXI. (Tony Borie, 21st Century).

…o Monte Rushmore!. (the Mount Rushmore)!.

…não podemos passar ao lado, mas pelo menos tentamos, compreender aqueles que tentam ameaçar todas as benções pelos quais os nossos ancestrais lutaram tanto!. Neste momento, continua por aí uma campanha impiedosa para acabar com a história, difamar algumas personagens que no seu tempo foram considerados heróis, removendo monumentos que alguns dizem que foram símbolos de opressão racial, derrubando crenças, culturas e identidades que fizeram de alguns países sociedades vibrantes e tolerantes na história da Terra!. (We cannot pass by, but at least we try to understand those who try to threaten all the blessings for which our ancestors fought so hard!. At this moment, a merciless campaign to end the story continues, defaming some characters that in their time were considered heroes, removing monuments that some say were symbols of racial oppression, overthrowing the beliefs, cultures and identities that made some countries societies vibrant and tolerant in the history of Earth)!.

…ou seja, tentam acabar com o passado, esquecendo que sem esse passado, não poderão nunca construir um futuro, doutrinando os seus filhos no bom sentido!. No entanto nós, nesta já um pouco avançada idade, e também na nossa modesta opinião de viajantes do mundo, não encontramos melhor maneira de conseguir uma ruptura saudável e limpa com estas acções de destruição, para nós nefastas, assim como fugir da selva de concreto e de poluição das grandes cidades, do que numa área, mais ou menos no centro geográfico desta grandiosa nação, que é o estado de Dakota do Sul!. (That is, they try to end the past, forgetting that without that past, they will never be able to build a future, indoctrinating their children in the right way!. However, we, in this slightly advanced age, and also in our modest opinion of world travelers, have not found a better way to achieve a healthy and clean break with these destructive actions, for us harmful, as well as escape from the concrete jungle, and pollution of big cities, than in an area, more or less in the geographical center of this great nation, which is the state of South Dakota)!.

…aqui, ainda podemos apreciar história, monumentos e imensas pradarias, onde existe um mar de erva verde, cowboys dirigindo rebanhos de vacas e cavalos, com várias áreas despovoadas, que não mostram nenhum compromisso com a cidade, nem tão pouco a rejeitam!. Dakota do Sul é aberta, alguns búfalos ainda vagueiam por ali, as montanhas de Black Hills, (Colinas Negras), onde o granito se confunde com as árvores centenárias, emolduram um cenário difícil de se encontrar em outro lugar!. (Here, we can still appreciate history, monuments and immense prairies, where there is a sea of green grass, cowboys directing herds of cows and horses, with several depopulated areas, which show no commitment to the city, nor do they reject it!. South Dakota is open, some buffaloes still roam there, the Black Hills, where granite blends with century-old trees, frame a scenario difficult to find elsewhere)!.

…é o que é!. Conhecer este estado pode levar anos, mas temos que começar por algum lugar e, para nós, talvez a cidade de Rapid City, situada na parte oeste do estado, por tal lhe chamam a “Gateway to the Black Hills”, (Porta para as Colinas Negras), ou “City of Presidents”, (Cidade dos Presidentes), onde muitos e muitos anos atrás, habitavam os Índios Americanos da tribo “Lakota Sioux”, antes da cultura do oeste ter chegado a esta área!. (It is what it is!. Knowing this state can take years, but we have to start somewhere, and for us, maybe the city of Rapid City, located in the western part of the state, calls it “Gateway to the Black Hills”, or “City of Presidents,” where many, many years ago, Native Americans inhabited the “Lakota Sioux” tribe, before Western culture came to this area)!.

…esta cidade, estratégicamente situada quase no centro de todos os locais de maior interesse turístico do estado, recebe milhares de pessoas, desejosas de se dirigirem para a cidade de Deadwood, ao “Crazy Horse Memorial”, (Memorial do Cavalo Louco), “Mount Rushmore National Memorial”, (Memorial Nacional do Monte Rushmore), “Devills Tower”, (Torre dos Diabos), ou mesmo as “Badlands” (Terras Más)!. (This city, strategically located almost in the center of all the tourist attractions of the state, receives thousands of people, wishing to go to the city of Deadwood, to the “Crazy Horse Memorial”, “Mount Rushmore National Memorial”, “Devills Tower,” or even the “Badlands”!).

…nós, ainda manhã, depois de viajar umas tantas milhas em direcção ao sul, visitámos o Memorial Nacional do Monte Rushmore, situado em plena montanha de Keystone, onde estão esculpidos os rostos de quatro Presidentes dos Estados Unidos, sendo eles, George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Rosevelt e Abraham Lincoln!. (we, morning after traveling a few miles southward, visited the Mount Rushmore National Memorial, located in the middle of Keystone Mountain, where the faces of four Presidents of the United States are carved: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Rosevelt and Abraham Lincoln)!.

….a ideia de criar uma escultura nas Colinas Negras, foi idealizada no ano de 1923, pelo historiador do estado de Dakota do Sul, Doane Robinson, que queria encontrar uma maneira de atrair turistas para o estado e, funcionou, pois este Memorial é visitado por quase 3 milhões de pessoas anualmente!. Robinson, inicialmente queria esculpir alguns heróis, como o líder Oglala Lakota, Red Cloud, ou os exploradores Lewis e Clark, ou ainda Buffalo Bill Cody, nuns montes de pedra granito próximos deste local, conhecidos como Needles!. (the idea of creating a sculpture in the Black Hills was devised in 1923 by the South Dakota state historian Doane Robinson who wanted to find a way to attract tourists to the state and it worked because this Memorial is visited by almost 3 million people annually!. Robinson initially wanted to sculpt some heroes, such as the leader Oglala Lakota, Red Cloud, or the explorers Lewis and Clark, or even Buffalo Bill Cody, in a few granite rock piles near this place, known as Needles)!.

…logo à entrada, juntamente com o bilhete, vem quase toda a informação, e nós, como apreciamos curiosidades fomos lendo, onde nos dizem que o escultor Dinamarquês-Americano Gutzon Borglum foi convocado para ajudar neste projecto!. (At the entrance, along with the ticket, comes almost all the information, and we, as we have enjoyed curiosities we have been reading, where we are told that the Danish-American sculptor, Gutzon Borglum was summoned to assist in this project)!.

….naquela época, estava a trabalhar na escultura também hoje famosa, da Montanha de Pedra, no estado da Geórgia, (que também já tivémos o previlégio de visitar), mas, aqui trabalhava por sua própria conta!. (At that time, was working on the sculpture also now famous, from Stone Mountain, in the state of Georgia, (which we also had the privilege of visiting), but here he worked on his own)!.

…analizou o projecto, dizendo que era um modelo falhado, e que o monumento não resistiria ao teste do tempo!. Acredita-se que estava procurando uma saída…, quando a Dakota do Sul insistiu!. Então, Borglum e o seu filho Lincoln, pensaram que o monumento deveria ter um foco nacional, decidindo que quatro presidentes deveriam ser esculpidos! (Analyzed the project, saying that it was a failed model, and that the monument would not stand the test of time!. It is believed that he was looking for a way out …, when South Dakota insisted!. So, Borglum and his son Lincoln thought that the monument should have a national focus, deciding that four presidents should be sculpte!).

…assim, os presidentes foram escolhidos pela sua contribuição significativa, fundação, expansão e preservação inigualável desta grande nação e, o Presidente Thomas Jefferson, que foi escolhido para gravarem o seu rosto na pedra de granito, por ser o Presidente que assinou a compra de Luisiana e escreveu a Declaração de Independência, foi originalmente destinado a estar à direita do Presidente George Washington, que foi ecolhido porque foi o fundador desta grandiosa nação, no entanto, quase dois anos de trabalho no seu rosto, a rocha foi considerada inadequada e, o rosto parcialmente preenchido, foi “apagado” da montanha, usando dinamite!. (Thus, the presidents were chosen for their significant contribution, foundation, expansion and unparalleled preservation of this great nation and, President Thomas Jefferson, who was chosen to engrave his face on the granite stone, for being the President who signed the purchase of Louisiana and wrote the Declaration of Independence, was originally intended to be on the right of President George Washington, who was chosen because he was the founder of this great nation, however, almost two years of work on his face, the rock was considered inadequate and, the face partially filled, was “erased” from the mountain, using dynamite)!.

…continuando, o Presidente Theodore Roosevelt, foi escolhido por representar a conservação e o florescimento industrial desta grande nação!. O Presidente Abraham Lincoln, foi escolhido porque liderou o país através da sua Guerra Civil, a guerra mais sangrenta e talvez a sua maior crise moral, constitucional e política. Ao fazê-lo, ele preservou a União, aboliu a escravidão, fortaleceu o governo federal e modernizou a economia!. (Continuing, President Theodore Roosevelt, was chosen for representing the conservation and industrial flourishing of this great nation!. President Abraham Lincoln was chosen because he led the country through its Civil War the bloodiest war and perhaps its greatest moral, constitutional, and political crises. In doing so, he preserved the Union, abolished slavery, strengthened the federal governament, and modernized the economy)!.

…outra curiosidade foi, que na altura da sua construção foi apresentada ao Congresso uma lei para acrescentar a imagem da líder dos direitos das mulheres, Susan B. Anthony, à montanha, no entanto o congresso aprovou uma lei exigindo que apenas os rostos que já haviam sido iniciados fossem concluídos!. Estas esculturas foram originalmente destinadas a incluir os corpos dos Presidentes até à cintura, o que não aconteceu!. (Another curiosity was that, at the time of its construction, a bill was presented to Congress to add the image of women’s rights leader, Susan B. Anthony, to the mountain, however Congress passed a law requiring that only faces which had already been initiated were completed! These sculptures were originally intended to include the bodies of the Presidents up to the waist, which did not happen)!.

…inicialmente estimava-se que apenas em seis anos terminava a escultura real, no entanto foram precisos mais oito anos e meio, que foram consumidos com atrasos devido ao clima e falta de fundos!. A escultura real foi feita por uma equipa de mais de 400 homens, sem qualquer experiência de escultura, pois eram mineiros, que tinham ido até às Colinas Negras à procura de ouro, mas embora não fossem artistas, sabiam como usar dinamite e britadeiras, escavando mais de 90% da montanha, usando dinamite, removendo mais de 450.000 toneladas de rocha!. (Initially it was estimated that in just six years the royal sculpture was finished, but it took another eight and a half years, which were consumed with delays due to the weather and lack of funds!. The royal sculpture was made by a team of more than 400 men, without any sculpture experience, for they were miners, who had gone to the Black Hills for gold, but although they were not artists, they knew how to use dynamite and jackhammers, digging more than 90% of the mountain, using dynamite, removing more than 450,000 tons of rock)!.

…garotos jovens, conhecidos como garotos de programa, foram contratados para se sentarem ao lado da montanha, gritando mensagens, ou fazendo curtas viajens de ida e volta aos operadores, para acelerar ou desacelerar as suas tarefas, principalmente quando trabalhavam com explosivos!. (Young boys, known as program boys, were hired to sit on the side of the mountain, shouting messages, or making short round trips to operators to speed up or slow down their tasks, especially when working with explosives)!.

…o Monte Rushmore é de granito, que sofre uma erosão de 1 polegada a cada 10.000 anos, como cada nariz tem cerca de 240 centímetros de comprimento, podem durar até 2,4 milhões de anos, antes de se desgastarem completamente!. No entanto, muitas coisas estão sendo feitas para preservar o Monte Rushomore, como a instalação de mais de 8.000 pés de cabo de fibra ótica camuflado, para ajudar a monitorar 144 rachaduras, onde se prevê que após cerca de 500.000 anos, os rostos provávelmente perderão algumas definições, mas nesse ritmo, o formato básico dos Presidentes pode durar até 7 milhões de anos!. (Mount Rushmore is granite, which undergoes an erosion of 1 inch every 10,000 years, as each nose is about 240 inches long, can last up to 2.4 million years, before they wear out completely!. However, many things are being done to preserve Mt. Rushomore, such as installing more than 8,000 feet of camouflaged fiber optic cable, to help monitor 144 cracks, where it is predicted that after about 500,000 years, faces will likely lose some definitions, but at this rate, the basic format of Presidents can last up to 7 million years)!.

…esta montanha, que Gutzon Borglum escolheu para esculpir, era conhecida pela tribo “Lakota Sioux”, como os “Seis avós”, no entanto também era conhecida como “Montanha Puma”, “Montanha Pão de Açúcar”, “Montanha Matadouro” ou “Penhasco Keystone”, mas o nome oficial teve origem num advogado de Nova Iorque, de nome Charles E. Rushmore, que por ali andava pesquisando as reivindicações de ouro, por volta do ano de 1885, perguntando ao seu guia o nome daquela montanha, ao que ele lhe respondeu: “nunca teve…até agora…vamos chamar a esta área de Rushmore”!. Assim, por volta do ano de 1930, o Conselho dos Estados Unidos em Nomes Geográficos reconheceu oficialmente como sendo o Monte Rushmore!. (This mountain, which Gutzon Borglum chose to sculpt, was known by the tribe “Lakota Sioux” as the “Six grandfathers”, however it was also known as “Mountain Puma”, “Mountain Sugar Loaf”, “Mountain Slaughterhouse” or “Keystone Cliff”, but the official name came from a New York lawyer named Charles E. Rushmore, who had been researching the claims of gold around the year 1885, asking his guide the name of that mountain, to which he replied: “never had … until now … let’s call this area of Rushmore!”. Thus, by the year 1930, the United States Council on Geographical Names officially recognized as being Mount Rushmore)!.

…cremos que já chega de curiosidades, no entanto, no dia da nossa visita o dia estava de sol radiante, percorremos o Grande View Terrace (Grande Terraço com Vista), que é um dos melhores lugares para ver o Monte Rushmore, localizado logo acima do Museu e no final da Avenida das Bandeiras, que tem bandeiras e colunas com painéis explicativos de todos os 50 estados, um Distrito, três Territórios e duas Comunidades dos Estados Unidos da América!. (We believe that enough of curiosities, however, on the day of our visit the day was sunny, we walked the Grand View Terrace, which is one of the best places to see Mount Rushmore, located just above the Museum and at the end of Avenue of Flags, which has flags and columns with explanatory panels from all 50 states, one District, three Territories and two Communities of the United States of America)!.

…como adoramos caminhar, percorremos parte da Trilha Presidencial, que é uma pista de 800 metros, que oferece vistas próximas e diferentes de cada rosto, com 60 pés de altura, onde de vez em quando passam cabras montanhesas residentes, descendentes de um rebanho que foi doado ao Custer State Park (Parque do Estado Custer), pelo Canada, por volta do ano de 1924!. Nós não vimos, mas durante este percurso, muitas pessoas dizem que se pode ver um elefante, ou pelo menos a face de pedra de um elefante, se olharmos para a direita do rosto do Presidente Lincoln!. (As we love to walk, we cross part of the Presidential Trail, which is an 800 meter track, which offers close and different views of each face, 60 feet high, where from time to time pass resident mountain goats, descended from a herd that was donated to Custer State Park, per Canada, around the year 1924!. We have not seen, but during this journey, many people say that one can see an elephant, or at least the stone face of an elephant, if we look to the right of the face of President Lincoln)!.

…a nossa visita foi durante o dia, porque se fosse à noite, admirávamos a iluminação, aberta durante duas horas!. Também era agora, nesta data, porque se fosse no final dos anos 50, até ao início dos anos 70, conhecíamos Ben Black Elk, um famoso Homem Santo da tribo “Lakota Sioux”, que por aqui andava a saudar pessoalmente os visitantes!. (Our visit was during the day, because if it was at night, we admired the lighting, open for two hours!. It was also now, on this date, because if it was in the late 50’s, until the early 70’s, we met Ben Black Elk, a famous Holy Man of the “Lakota Sioux” tribe, who came to greet visitors here personally)!.

…este monumento, é uma das atrações turísticas mais conhecidas no mundo, rendendo ao estado de Dakota do Sul, o cognome de “The Mount Rushmore State”, (Estado do Monte Rushmore), com estes gigantes rostos, que medem de 15 a 21 metros de altura, sendo construídos com instrumentos de engenharia, dinamite e martelos mecânicos, tudo isto a 150 metros de altura, na região das Colinas Negras!. (This monument, is one of the most well-known tourist attractions in the world, yielding to the state of South Dakota, the nickname of “The Mount Rushmore State”, with these giant faces, that measure of 15 to 21 meters of height, being built with instruments of engineering, dynamite and mechanical hammers, all this to 150 meters of height, in the region of the Black Hills)!.

…tal como no princípio dissémos, Dakota do Sul, é o que é!. Conhecer este estado pode levar anos, mas temos que começar por algum lugar!. Visitar o cenário do Monte Rushmore, foi um privilégio, vamos recordá-lo por anos!. (As we said at the beginning, South Dakota, that’s what it is! Knowing this state can take years, but we have to start somewhere!. Visiting the Mount Rushmore setting was a privilege, let’s remember it for years)!.

Tony Borie, Século XXI..

Yukon, Canada!.

…viagando na hoje Histórica Estrada do Alaska, ao longo da província de Yukon, no Canadá!. (Traveling on today’s Historic Alaska Highway, across Canada’s Yukon province)!.

…descobrindo a história de uma das estradas mais famosas do mundo!. Ao longo do caminho, podemos explorar várias comunidades na província de Yukon, bem como algumas paisagens incríveis!. (Discovering the history of one of the most famous roads in the world!. Along the way, we can explore various communities in the Yukon province, as well as some incredible scenery)!.

…uma vez chamada de “o maior e mais difícil trabalho desde o Canal do Panamá”, a Histórica Estrada do Alaska, também conhecida pela estrada Alcan, que veio da abreviação de “Estrada Alaska e do Canada” foi construída entre Março e Outubro do ano de 1942, por uma força de trabalho de mais de 11.000 soldados e engenheiros, 16.000 civis e 7.000 peças de equipamento, que foram chamados a construir esta estrada de 1.500 milhas através do vasto deserto do norte do Canadá e do Alaska!. (Once called “the biggest and most difficult job since the Panama Canal”, the Historic Alaska Highway, also known as the Alcan Highway, which came from the abbreviation “Alaska Highway and Canada” was built between March and October 1942, by a workforce of more than 11,000 soldiers and engineers, 16,000 civilians and 7,000 pieces of equipment, who were asked to build this 1,500-mile road through the vast desert of northern Canada and Alaska)!.

…em menos de nove meses, esses homens resistentes conseguiram conectar Dawson Creek, na província da Colúmbia Britânica e a pequena cidade de Delta Junction, no estado do Alaska e, em 20 de Novembro de 1942, realizou-se o corte oficial da fita, que ocorreu na milha 1061, conhecida como “Cúpula dos Soldados”!. (In less than nine months, these tough men managed to connect Dawson Creek in British Columbia province and the small town of Delta Junction, Alaska, and on November 20, 1942, the official ribbon was cut, that occurred in mile 1061, known as “Dome of the Soldiers”)!.

…porquê a sua construção?. Foi o resultado de uma cooperação sem precedentes entre os governos do Canadá e dos Estados Unidos porque uns anos antes da sua inauguração, o presidente Franklin D. Roosevelt fez lobby com o primeiro-ministro canadense Mackenzie King para a
realização de uma estrada para ligar o Canadá ao Alaska!. Esta futura estrada poderia ser usada para reforçar as defesas militares na costa oeste em caso de um possível ataque japonês!. (Why its construction ?. It was the result of unprecedented cooperation between the governments of Canada and the United States because a few years before its inauguration, President Franklin D. Roosevelt lobbied Canadian Prime Minister Mackenzie King for a road to connect the Canada to Alaska !. This future road could be used to reinforce military defenses on the west coast in the event of a possible Japanese attack)!.

…o ataque surpresa, à base de Pearl Harbor, em Honolulu, território do Hawaii, no dia 7 de Dezembro, do ano de 1941, pelo Serviço Aéreo da Marinha Imperial Japonesa, cujo local visitámos no princípio deste século, para ver e conhecer ao perto a história do que aconteceu nesse martirizado dia, ao navio de guerra USS Arizona!. (The surprise attack, at Pearl Harbor base, in Honolulu, Hawaii, on December 7, 1941, by the Japanese Imperial Navy Air Service, whose location we visited at the beginning of this century, to see and to know up close the history of what happened on that martyred day, to the warship USS Arizona)!.

…neste local, (que atravessa o casco afundado do então navio de guerra sem tocá-lo, e que marca o local de descanso de 1.102 dos 1.177 marinheiros e fuzileiros navais mortos durante o ataque a Pearl Harbor), nós, sobreviventes de uma guerra colonial em África, tivémos o nosso momento de meditação, prestando-lhes a nossa homenagem e o nosso respeito!. Este ataque, levou ao envolvimento dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, fazendo com que os Estados Unidos e o Canadá, concordassem com a importância de uma estrada assim e, rapidamente colocaram as suas forças em movimento!. (In this place, (which crosses the sunken hull of the then warship without touching it, and which marks the resting place of 1,102 of the 1,177 sailors and marines killed during the attack on Pearl Harbor), we, survivors of a colonial war in Africa, we had our moment of meditation, paying our tribute and our respect to them!. This attack led to the involvement of the United States in World War II, causing the United States and Canada to agree on the importance of such a road, and quickly set their forces in motion)!.

…o Exército dos Estados Unidos aprovou um plano para a construção da hoje Histórica Estrada do Alaska, no dia 6 de Fevereiro de 1942, recebendo autorização do Congresso e do Presidente Roosevelt dos EUA, apenas cinco dias depois!. O Canadá concordou com a construção desta estrada, porém exigiu que os Estados Unidos pagassem o seu custo total que chegou aproximadamente a US $ 140 milhões, tornando-o o projeto de construção mais caro da Segunda Guerra Mundial e, todas as instalações no Canadá deveriam ser entregues à autoridade canadense no final da guerra!. Menos de um mês depois, em 8 de Março de 1942, começou a sua construção!. (The United States Army approved a plan for the construction of today’s Historic Alaska Highway, on February 6, 1942, receiving authorization from Congress and President Roosevelt of the USA, just five days later!. Canada agreed to build this road, but demanded that the United States pay its total cost, which reached approximately $ 140 million, making it the most expensive construction project in World War II, and all facilities in Canada should be handed over to the Canadian authority at the end of the war!. Less than a month later, on March 8, 1942, construction began)!.

…depois deste breve resumo, vamos descrever o seu precurso na província do Yukon, território do Canada, percurso este já percorrido por nós, por duas vezes nos dois sentidos, verificando que é realmente uma trilha selvagem, com partes de cascalho, declives acentuados, pequenas e grandes montanhas, atravessando ribeiros, lagos e rios, com pontes de ferro e madeira para navegar, cujo trajecto difícil e exaustivo, inspirou alguém a escrever que, ”A Histórica Estrada do Alaska, entrando e saindo, enche a nossa mente de sérias dúvidas sobre se, quem teve a ideia de construir essa rota, estava indo para o inferno…, ou saindo”!. ( After this brief summary, we will describe its course in the Yukon province, territory of Canada, a route that we have already covered, twice in both directions, verifying that it is really a wild trail, with parts of gravel, steep slopes, small and large mountains, crossing streams, lakes and rivers, with iron and wooden bridges to navigate, whose difficult and exhausting path, inspired someone to write that, ”The Historic Alaska Highway, in and out, fills our minds with serious doubts about whether, who had the idea to build this route, was going to hell…, or leaving”)!.

…mas vamos viajar através da província do Yukon até á pequena cidade de Junção Delta, já no estado do Alaska!. Originalmente com 2.700 km de extensão, hoje são 2.232 km, devido ao redirecionamento e correção de estradas ao longo dos anos!. Inaugurada no ano de 1948, para o público, a “Alaska Highway” é uma das unidades mais emblemáticas do mundo!. (But we are going to travel through the Yukon province to the small town of Junction Delta, already in the state of Alaska!. Originally 2,700 km long, today it is 2,232 km, due to the redirection and correction of roads over the years!. Inaugurated in 1948, for the public, the “Alaska Highway” is one of the most emblematic units in the world)!.

…a jornada promete um deserto intocado, abundante em vida selvagem e um sentimento de história e liberdade, não só em amplos espaços abertos, como também através de montanhas, rios e lagos! (The journey promises an untouched desert, abundant in wildlife and a feeling of history and freedom, not only in wide open spaces, but also across mountains, rivers and lakes)!.

…designando o Itinerário de viagem, começamos na pequena cidade de Watson Lake, que é o local situado mais a leste da província do Yukon!. (Designating the travel itinerary, we start in the small town of Watson Lake, which is the most easterly location in the Yukon province)!.

…a história do Watson Lake está intimamente ligada à construção da hoje Histórica Estrada do Alaska!. O que começou como um acampamento de pesca e uma pequena pista de aterragem, explodiu durante a construção da hoje histórica estrada, continuando ainda agitada a sua actividade, com a frequente visita dos viajantes que por aqui passam, nas suas viagens pelo norte!. (The history of Watson Lake is closely linked to the construction of today’s Historic Alaska Highway!. What started as a fishing camp and a small airstrip, exploded during the construction of the now historic road, continuing its activity still hectic, with the frequent visit of travelers who pass through here, on their trips through the north)!.

…a “Floresta de Post Post”, onde também lá deixámos uma placa com o nosso nome, começou nos primeiros dias da construção da hoje histórica estrada, quando um soldado do Exército dos EUA, colocou uma placa com o nome da cidade de onde era oriundo, ou seja de Danville, Illinois!. Agora, existem mais de 85.000 placas!. Depois de visitar este local, entrámos no Alaska Highway Interpretive Center, para conhecer a história fascinante em torno da hoje Histórica Estrada do Alaska!. (The “Post Post Forest”, where we also left a sign with our name on it, started in the early days of the construction of today’s historic road, when a US Army soldier placed a sign with the name of the city of where it came from, that is from Danville, Illinois!. Now, there are more than 85,000 plates!. After visiting this site, we entered the Alaska Highway Interpretive Center, to learn about the fascinating history surrounding today’s Historic Alaska Highway)!.

…a aurora boreal sempre foi uma fonte de fascínio!. Do final de Agosto a meados de Abril, temos algumas chances de ver as cores dançantes deste fenómeno da aurora borial, todavia nós, como viajamos na época de verão, significa que não podemos ver o sol da meia-noite mas, podemos visitar o Northern Lights Center, onde ficaramos imersos na beleza da aurora boreal, com um vídeo panorâmico com som surround!. (The northern lights have always been a source of fascination!. From late August to mid-April, we have some chances to see the dancing colors of this phenomenon of the aurora borial, however we, as we travel in the summer season, mean that we cannot see the midnight sun but, we can visit the Northern Lights Center, where we are immersed in the beauty of the northern lights, with a panoramic video with surround sound)!.

…a viagem prossegue em direcção a oeste/norte, rumo à cidade de Whitehorse, que nos levará pelas magníficas paisagens da região dos lagos do sul, parando no vale do rio Rancheria, fazendo uma pequena caminhada até às cachoeiras!. Depois, continuamos na mesma rota até à pequena cidade de Teslin, onde existe loja de conveniência e estação de serviço e abastecimento, onde tradicionalmente foi um acampamento de verão para o povo Tlingit do sul do Alaska!. (The journey continues towards the west / north, towards the city of Whitehorse, which will take us through the magnificent landscapes of the southern lake region, stopping at the Rancheria river valley, taking a short walk to the waterfalls!. Then, we continue on the same route to the small town of Teslin, where there is a convenience store and service and supply station, where it was traditionally a summer camp for the Tlingit people of southern Alaska)!.

…a sua magnífica localização no lago Teslin, tornou-se num centro de atividades aquáticas, também famoso para a pesca de trutas!. O Centro Cultural Teslin Tlingit Heritage é o lar de esculturas incríveis, bordados com pérolas e outras obras de arte locais, onde também podemos assistir a demonstrações de artesanato tradicional, como miçangas, fumo de salmão ou fabricação de mocassins!. (Its magnificent location on Lake Teslin, has become a center of water activities, also famous for trout fishing!. The Teslin Tlingit Heritage Cultural Center is home to incredible sculptures, embroidered with pearls and other local works of art, where we can also watch demonstrations of traditional crafts such as beads, salmon smoke or moccasins)!.

…ainda em Teslin, no George Johnston Museum, podemos ver uma extraordinária coleção de fotografias que documentam a vida dos Tlingit durante a primeira metade do século XX!. Há algumas ótimas histórias a serem descobertas aqui, como por exemplo o do primeiro carro a chegar ao Yukon, que teve que ser transportado pelo rio, porque ainda não havia estradas!. Pouco antes da cidade de Whitehorse, podemos entrar na Miles Canyon Road, para um passeio panorâmico pelos carros alegóricos no pitoresco Lago Schwatka!. (Still at Teslin, at the George Johnston Museum, we can see an extraordinary collection of photographs that document the life of the Tlingit during the first half of the 20th century!. There are some great stories to be discovered here, such as the first car to reach the Yukon, which had to be transported by the river, because there were no roads yet!. Just before the town of Whitehorse, we can enter Miles Canyon Road for a scenic ride on the floats on picturesque Lake Schwatka)!.

…começar a conhecer a cidade de Whitehorse!. Quando aqui chegamos, é normal dizer-se, “finalmente chegámos à civilização”!. A cidade está repleta de cultura e história, Whitehorse é um lugar contemporâneo, com uma comunidade artística vibrante, atrações de classe mundial e serviços turísticos de alto nível, oferecendo todas as comodidades de uma cidade grande, mas com uma personalidade agradável de cidade pequena!. (Get to know the city of Whitehorse!. When we get here, it is normal to say, “we have finally arrived at civilization”!. The city is full of culture and history, Whitehorse is a contemporary place, with a vibrant artistic community, world-class attractions and top-notch tourist services, offering all the amenities of a big city, but with a pleasant small-town personality)!.

…para os aficionados por história, tal como nós, podemos ficar ocupados com muitos museus e locais de interpretação para escolher!. O Museu MacBride de História de Yukon abriga uma das coleções mais abrangentes do Yukon e, para conhecer a história mais antiga de Yukon (pense na Idade do Gelo), o Centro Interpretativo Yukon Beringia, leva-nos de perto com mamutes, castores gigantes e gatos de cimitarra!. Logo ao lado fica o Museu de Transportes Yukon, que presta homenagem à pura coragem e determinação necessárias para abrir o Yukon ao resto do mundo!. (For history buffs like us, we can get busy with many museums and interpretation venues to choose from!. The MacBride Yukon History Museum is home to one of the most comprehensive collections of the Yukon and, to discover the oldest history of the Yukon (think of the Ice Age), the Yukon Beringia Interpretive Center, takes us closely with mammoths, giant beavers and scimitar cats !. Right next door is the Yukon Transport Museum, which pays homage to the sheer courage and determination needed to open the Yukon to the rest of the world)!.

…se tencionamos ficar outro dia na cidade de Whitehorse, podemos ir até ao Takhini Hot Springs Road, para uma visita à Reserva de Vida Selvagem de Yukon, tendo contacto visual com 13 espécies de mamíferos do norte do Canadá!. De lá, continuamos até as Termas de Takhini para dar um mergulho nas águas relaxantes das fontes termais naturais, e claro, podemos relaxar-se com uma xícara de café feito com feijão assado localmente, no café Bean North!. (If we plan to stay another day in the city of Whitehorse, we can go to Takhini Hot Springs Road, for a visit to the Yukon Wildlife Reserve, having eye contact with 13 mammal species from northern Canada !. From there, we continue to the Takhini Thermal Baths to take a dip in the relaxing waters of the natural hot springs, and of course, we can relax with a cup of coffee made with locally roasted beans, at Bean North)!.

…de volta à cidade, podemos caminhar até o S.S. Klondike nas margens do rio Yukon, podendo fazer um passeio auto-guiado por este navio a vapor meticulosamente restaurado antes de caminhar pela Trilha do Milénio, uma trilha fácil e pavimentada que segue o rio até à barragem hidroelétrica, onde podemos assistir ao espectáculo da migração de salmão, enquanto eles navegam na barragem pela maior escada de madeira do mundo!. (Back to the city, we can walk to the SS Klondike on the banks of the Yukon River, taking a self-guided tour of this meticulously restored steamship before walking on the Millennium Trail, an easy and paved trail that follows the river until to the hydroelectric dam, where we can watch the salmon migration show, while they sail in the dam by the longest wooden ladder in the world)!.

…tudo isto, sem esquecer que a cidade de Whitehorse, onde também dizem que é a cidade onde se respira o ar mais limpo do mundo, também é um ótimo lugar para explorar a próspera cena culinária do Yukon ou provar algumas cervejas do norte numa de duas microcervejarias locais!. (All this, without forgetting that the city of Whitehorse, where they also say that it is the city where you can breathe the cleanest air in the world, is also a great place to explore the thriving Yukon culinary scene or taste some northern beers in one of two local microbreweries)!.

…voltamos à Histórica Estrada do Alaska, seguindo na direcção oeste/ norte, até à cidade de Haines Junction, onde ao fazer-mos uma qualquer curva nesta histórica estrada, somos recebidos por um maravilhoso cenário digno de um postal ilustrado, onde nos surgem enormes montanhas que se estendem pelo horizonte e, no primeiro vislumbre a vê- las desaparecer no espelho retrovisor enquanto nos afastamos, somos cativados pelo Kluane National Park & Reserve, onde a palavra mais ouvida para descrevê-lo é “de tirar o fôlego”!. (We return to the Historic Alaska Highway, heading west / north, to the city of Haines Junction, where when we make any turn on this historic road, we are greeted by a wonderful scenery worthy of an illustrated postcard, where we appear huge mountains that stretch across the horizon and, at the first glimpse of them disappear in the rearview mirror as we move away, we are captivated by the Kluane National Park & Reserve, where the most heard word to describe it is “breathtaking”)!.

…esta área selvagem que tem aproximadamente a metade do tamanho da Suíça, oferece trilhas que variam de passeios fáceis a extensas caminhadas, apreciando o lendário sistema fluvial Tatshenshini-Alsek, composto por lagos abundantes, que nos oferecem uma aventura mais calma e, para os que gostam de pescar, como no nosso caso, encontramos muitos lugares, onde apenas somos nós, o peixe e uma maravilhosa vista para a montanha!. (This wild area, which is approximately half the size of Switzerland, offers trails that range from easy walks to extensive hikes, enjoying the legendary Tatshenshini-Alsek river system, made up of abundant lakes, which offer us a calmer adventure and, for like to fish, as in our case, we find many places, where only we are, the fish and a wonderful mountain view)!.

…alguns atravessavam a estrada, fazendo-nos quase parar, pois Kluane é o lar da maior concentração de ursos pardos na América do Norte e como tal, é comum vê-los na beira da estrada!. (Some crossed the road, making us almost stop, as Kluane is home to the largest concentration of grizzly bears in North America and as such, it is common to see them on the side of the road)!.

…continuando a viajar na mesma direcção, estaremos atravessando a base dos picos da cordilheira frontal de Kluane!. Ao longo deste caminho, podemos parar no Thechàl Dhâl Visitor Center, recebendo informação preciosa sobre esta maravilhosa área, onde também às vezes nos aparecem as ovelhas Dall!. Nesta área, podemos caminhar até ao Soldier’s Summit, um local histórico, onde a hoje Histórica Estrada do Aaska foi oficialmente aberta!. (Continuing to travel in the same direction, we will be crossing the base of the peaks of the Kluane frontal range. Along this path, we can stop at the Thechàl Dhâl Visitor Center, receiving valuable information about this wonderful area, where Dall! In this area, we can walk to Soldier’s Summit, a historic site, where the now Historic Alaska Highway was officially opened)!.

…depois, continuamos viajando no mesmo sentido, até à vila de Destruction Bay, apreciando as margens do lago Kluane, que é o maior lago do Yukon, percorrendo grande parte dos seus 81 km de comprimento!. (Then, we continue traveling in the same direction, to thevillage of Destruction Bay, enjoying the shores of Lake Kluane, which is the largest lake in the Yukon, covering most of its 81 km in length)!.

…no caminho para a vila de Burwash Landing, temos que visitar o Museu de História Natural Kluane, que exibe 70 espécies da vida selvagem Yukon!.  (On the way to the village of Burwash Landing, we have to visit the Kluane Natural History Museum, which displays 70 species of Yukon! Wildlife)!.

…finalmente, chegámos à parte mais a oeste da província do Yukon, nesta viajem pela hoje Histórica Estrada do Alaska, chegando à vila de Beaver Creek!. (Finally, we arrived at the westernmost part of the Yukon province, on this journey along the now Historic Alaska Highway, arriving at the village of Beaver Creek0!.

…a partir daqui, continuando a viajar pela Estrada do Alaska ainda temos como alternativa, de seguir pela estrada Klondike / Kluane Loop, atravessando de novo a fronteira, viajando pela estrada “Top of the World”, até Dawson City e depois voltar para a cidade de Whitehorse!. (From here, continuing to travel on the Alaska Road, we still have an alternative, to follow the Klondike / Kluane Loop road, crossing the border again, traveling on the “Top of the World” road, until Dawson City and then back to the city of Whitehorse)!.

Tony Borie, Século XXI.

…Muncho Lake, B.C., Canada

…algum trabalho enche-nos os bolsos, mas as aventuras enchem-nos a alma!. Nós, os seres humanos, vivendo até uma idade razoável, recebemos em média cerca de 30.000 vezes o nascer do sol e, a maioria das pessoas, dessas 30.000 vezes, gasta 23.725 crescendo e trabalhando, como tal, restam apenas 6.275 para as coisas que realmente contam, como por exemplo, deixar-nos levar numa aventura de percorrer alguns milhar de milhas, viajando por aí, com tempestades de neve, chuva, pedras, poeira ou lama!. (Some work fills our pockets, but adventures fill our souls!. We humans, living to a reasonable age, receive an average of about 30,000 times sunrise, and most people, of those 30,000 times, spend 23,725 growing and working, so only 6,275 remain for the things that they really count, as for example, letting us take us on an adventure of traveling a few thousand miles, traveling around, with snowstorms, rain, rocks, dust or mud)!.

…e, que nos havia de importar se, no momento onde nos encontrávamos, o tempo estava de chuva e neve fria, sabendo nós que em alguma parte do planeta devia de haver a luz radiante do sol!. Viajando com este clima, algumas das mais belas paisagens do mundo, ainda se tornavam mais belas, compartilhando o maravilhoso cenário com animais e aves consideradas selvagens, e claro, totalmente fora da rede…, sem serviço de celular, apenas energia solar, sem TV, sem internet, sem a azáfama das grandes cidades, sem Walmart…, sem distrações, ou seja num ambiente que os amantes da natureza, consideram perfeito!. (And, that we should care if, at the time we were, the weather was rainy and cold snow, knowing that somewhere in the planet there must be radiant sunlight!. Traveling with this climate, some of the most beautiful landscapes in the world, still became more beautiful, sharing the wonderful scenery with animals and birds considered wild, and of course, totally off the grid…, without cell service, only solar energy, without TV, without internet, without the hustle and bustle of big cities, without Walmart…, without distractions, that is, in an environment that nature lovers consider perfect)!.

…e nós, ouvindo “country music”, que é uma mistura tradicional de baladas, sobretudo do oeste, com uma velocidade reduzida e com algum cuidado, indo contando as milhas na nossa “White Fox”, (nome da nossa caravana), viajando por uma estrada quase deserta, parando aqui e ali, desviando-nos para cenários de rios, ribeiros ou pequenas montanhas com neve e cascatas de água pura!. (And us, listening to “country music”, which is a traditional mix of ballads, especially from the west, with reduced speed and with some care, counting the miles in our “White Fox”, (name of our caravan), traveling along an almost deserted road, stopping here and there, deviating us to sceneries of rivers, streams or small mountains with snow and cascades of pure water)!.

…ou parando para dar passagem a alguns ursos pretos ou castanhos, lobos, raposas, alces, búfalos, aves e outros animais que atravessavam a estrada, ou talvez fugindo, mostrando alguma surpresa e desconforto com a nossa presença, escondendo-se no interior das florestas!. (Or stopping to allow some black or brown bears, wolves, foxes, moose, buffaloes, birds and other animals crossing the road, or perhaps fleeing, showing some surprise and discomfort with our presence, hiding in the inland forests)!.

…que circundavam a estrada, e claro, com as reparações que constantemente se fazem nesta época de verão, encurtam a mesma estrada em algumas áreas, prolongando-a noutras, desviando-se de partes que anteriormente eram mais perigosas e constantemente estavam submersas ou com água e lama!. Como tal, os números escritos nos marcos de contagem, eram diferentes do contador da nossa caravana, o que nos ia divertindo!. (That surrounded the road, and of course, with the repairs that are constantly made in this summer season, shorten the same road in some areas, extending it in others, bypassing parts that were previously more dangerous and were constantly submerged or with water and mud!. As such, the numbers written on the counting marks were different from the counter in our caravan, which was amusing)!.

…viajávamos pela Estrada do Alaska, em território do Canada, na província de British Columbia!. No horizonte o cenário ia-se modificando, onde a floresta dava lugar a uma enorme cordilheira de montanhas sem qualquer vegetação, a estrada ia encostada a algumas rochas, começando a descer e prosseguindo junto à água cor de jade, por uma extensão de aproximadamente 7 milhas (12 km)!. (We were traveling on the Alaska Highway, in Canada, in the province of British Columbia!. On the horizon, the scenery was changing, where the forest gave way to a huge mountain range without any vegetation, the road was leaning against some rocks, starting to descend and continuing along the jade-colored water, for an extension of approximately 7 miles (12 km)!.

…já conhecíamos o cenário!. Estávamos chegando ao “Muncho Lake” (Lago Muncho), um refúgio perfeito para fazer uma caminhada cénica à beira do lago, com água também pura, vinda dos “glacieres” (neve acomulada em milhares, talvez milhões de anos), que se pode beber, onde existe entre outras coisas, uma boa opção para acampar no “Strawberry Campground”, onde já pernoitámos duas vezes em viajens anteriores e que, pela manhã quando abrimos a porta da caravana, deparamos com um cenário de montanha e lagos que talvez custasse “um milhão de dollares”, onde alguns animais, vêm beber água àquela parte do lago, mas que não era possível ver, se não nos tivéssemos “arrojado” a esta aventura!. (We already knew the scene!. We were arriving at “Muncho Lake” (Lake Muncho), a perfect refuge for a scenic walk by the lake, with also pure water, coming from the “glacieres” (snow covered in thousands, maybe millions of years), which can be drinking, where there is, among other things, a good option for camping at the “Strawberry Campground”, where we have spent the night twice on previous trips and that, in the morning when we open the caravan door, we encounter a mountain and lake scenery that might cost “A million dollars”, where some animals, come to drink water to that part of the lake, but that it was not possible to see, if we had not been “daring” to this adventure)!.

…são imagens inesquecíveis!. Bocados na nossa alma que por lá ficaram, quando abandonámos a região do “Muncho Lake” (Lago Muncho), continuando apreciando um cenário rodeado por picos de montanha, alguns cobertos de gelo, com milhões de anos, com uma altura que chega a atingir os 6,560 pés (2.000m), não podendo esquecer que o lago se situa mais ou menos a 2,850 pés (800m), do nível da água do mar, cuja água é proveniente do Trout River (Rio das Trutas)!. (Are unforgettable images!. Bits in our soul that stayed there, when we left the “Muncho Lake” region, continuing to enjoy a scenery surrounded by mountain peaks, some covered with ice, millions of years old, with a height that reaches up to the 6,560 feet (2,000m), not forgetting that the lake is located at about 2,850 feet (800m), the level of the sea water, whose water comes from the Trout River!.

…e dos “glacieres”, que agora explicando melhor, são uma grande e espessa massa de gelo formada em camadas sucessivas de neve compactada e recristalizada, de várias épocas, em regiões onde a acumulação de neve é superior ao degelo e, para quem não sabe, o gelo dos “glacieres”, é o maior reservatório de água doce, que existe sobre a terra!. A cor da sua água verde jade, dizem que é atribuida à presença oxido de cobre, nas rochas que compõem a base do seu leito e, o seu nome deriva da lingua “Kaska”, que designa “muncho” que quer dizer “muita água”!. (And the “glaciers”, which now explaining better, are a large and thick mass of ice formed in successive layers of compacted and recrystallized snow, from various eras, in regions where snow accumulation is higher than thaw and, for who does not know, the ice of the “glacieres”, is the biggest reservoir of fresh water, that exists on the earth!. The color of its jade green water, they say it is attributed to the presence of copper oxide, in the rocks that make up the base of its bed, and its name derives from the language “Kaska”, which means “muncho” which means “a lot of water”)!.

…o planeta Terra, ainda guarda destes tesouros, como tal, viver nele, não é tão ruim como o tentam fazer parecer!. (The planet Earth, still guarding these treasures, as such, living on it, is not as bad as they try to make it look)!.

Tony Borie, Século XXI.

…vivemos na lua!. (We live the moon)!.

…não queríamos voltar ao tema mas…, somos quase forçados porque…, seguindo os princípios da nossa querida avó Agar, quando as pessoas fugiam para o “desvaneio”, logo dizia que, “viviam na lua”!. E nós, já com muitos anos passados, entendemos que aqueles que não respeitam o passado, difícilmente terão um bom futuro, para não mencionar que “o futuro se escreve com o passado”!. (We did not want to return to the topic but…, we are almost forced because…, following the principles of our dear grandmother Agar, when people fled to “wander”, she immediately said that, “they lived on the moon”!. And we, with many years past, understand that those who do not respect the past, will hardly have a good future, not to mention that “the future is written with the past”!.

…é uma profunda idiotice, olhar para a história com os olhos de hoje!. A história, é um resumo das coisas que se passaram e que eram comuns e legais ou quase legais, pois as populações aceitavam-nas na época em que foi vivida e documentada, tal como a de hoje será daqui por 400 ou 500 anos, descrevendo os heróis e outras coisas notáveis do momento actual!. (It is a profound idiocy to look at history with today’s eyes!. The story is a summary of the things that happened and that were common and legal or almost legal, as the populations accepted them at the time they were lived and documented, just as today’s will be for 400 or 500 years, describing the heroes and other notable things of the present moment)!.

…claro, nessa época futura, já cá não estaremos para ver o que dirão desses heróis e momentos agora actuais, no entanto, entendemos perfeitamente que o ser humano em alguns momentos é dominado, entre outras, por uma característica que dá pelo nome de “estúpida e primitiva”, que um conjunto de pessoas, pensando em serem futuros heróis, sem o saberem, dão cabo das boas causas, que felizmente ainda existem por aí!. (Of course, in that future time, we will no longer be here to see what they will say about these heroes and now current moments, however, we fully understand that the human in some moments being is dominated, among others, by a characteristic that goes by the name of “stupid and primitive”, that a group of people, thinking of being future heroes, without knowing it, put an end to the good causes, which fortunately still exist out there)!.

…ao presenciar os noticiários da comunicação social, podemos ver imagens de manifestações antirracistas, principalmente após o assassínio de George Floyd por um polícia!. Algumas destas imagens são lindas e comoventes e, a própria família do cidadão Floyd apelou a que não existissem distúrbios, porém, isso não impediu que extremistas partissem, pilhassem e incendiassem o que podiam, ou seja, praticassem crimes e roubos a pessoas e emprezas que nada tinham a ver com as agressões que causaram a morte do cidadão Floyd, mesmo sabendo que essas pessoas e emprezas tinham ali o meio da sua subsistência, ficando assim no desemprego e na miséria!. (When watching the media news, we can see images of anti-racist demonstrations, especially after the murder of George Floyd by a policeman!. Some of these images are beautiful and moving, and Citizen Floyd’s own family appealed for no disturbances, but that did not stop extremists from leaving, plundering and setting fire to what they could, that is, to commit crimes and thefts to people and businesses that they had nothing to do with the aggressions that caused the death of citizen Floyd, even though he knew that these people and businesses had the means of subsistence there, thus remaining unemployed and destitute)!.

…e continuando, chegou-se ao cúmulo da vandalização, derrube e lançamento à água, de algumas estátuas, que por isto ou por aquilo eram traficantes de escravos, ganhando dinheiro com o tráfico negreiro, claro, numa época em que a consciência geral não condenava essa actividade, (que nós também condenamos), mas que se passou naquela época e…, foi desenvolvida com a colaboração de alguns dos próprios negros, árabes, indianos ou até índios, que de outro modo não seria concretizada!. (And continuing, it reached the height of vandalization, overthrow and launch into the water, of some statues, which for this or that were slave traders, earning money from the slave trade, of course, at a time when conscience In general, it did not condemn this activity, (which we also condemned), but which took place at that time and…, was developed with the collaboration of same of blacks, arabs or even Indians, which otherwise would not be implemented)!.

…lendo partes da história universal e alinhando nesta onda histérica, personagens que têm estátuas gigantes, feitas com trabalho escravo, mostrando a história do tempo, como por exemplo Júlio César, que entre outras, foi um dizimador dos gauleses e possuidor de escravos!. Átila, que invadiu a Europa e semeou o terror por onde passou!. Ou a maior estátua equestre do mundo está na Mongólia, dedicada a Gengis Khan, outro aterrorizador de chineses, indianos e europeus!. (Reading parts of universal history and aligning in this hysterical wave, characters who have giant statues, made with slave labor, showing the history of time, such as Júlio César, who, among others, was a decimator of the Gauls and a slave owner! Attila, who invaded Europe and sowed terror wherever she went!. Or the largest equestrian statue in the world is in Mongolia, dedicated to Genghis Khan, another terrifying Chinese, Indian and European)!.

…mais!. Maomé II, que fez cair Constantinopla e pôs fim ao Império Romano do Oriente, também deixando um saque, ou seja, um autêntico genocídio por onde passou, numa demonstração de feroz colonialismo intolerante!. Solimão o Magnífico, que fez do Império Otomano uma enorme potência imperialista, atacando os húngaros e os próprios austríacos, para além de gregos e búlgaros, raptando crianças aos cristãos para os educarem de forma muçulmana e agressiva, transformando-os em janízaros, os mais fiéis ao sultão!. (More!. Mohammed II, who brought down Constantinople and ended the Eastern Roman Empire, also leaving a plunder, that is, an authentic genocide he passed through, in a demonstration of fierce intolerant colonialism!. Solimão the Magnificent, who made the Ottoman Empire a huge imperialist power, attacking Hungarians and Austrians themselves, as well as Greeks and Bulgarians, abducting children to Christians to educate them in a Muslim and aggressive way, transforming them into Janissaries, the most faithful to the sultan)!.

…e estas estátuas existem!. Estão lá porquê?. Para que os povos que a seguir vieram, conheçam a história, ou seja, vejam o que aconteceu aos visavós dos seus visavós, na centésima ou milésima geração!. (And these statues exist!. Why are they there?. So that the people who came next, get to know the story, that is, see what happened to the great grandfather of their great grandfather, in the hundredth or thousandth generation)!.

…enfim, somos mais uma vez forçados a dizer que, “é pena que uma parte das pessoas que caminham nestas manifestações anti-racistas, apenas sejam dominadas, entre outras, por uma característica que dá pelo nome de “estúpida e primitiva” e, olhem com os olhos de hoje, com um preconceito e um certo ódio ao homem e à mulher, que pode ser branca, negra, amarela, ruiva ou vermelha, pensando única e simplesmente na sua pessoa, em serem futuros “heróis do nada”, do segundo ou minuto em que as câmaras da TV lhes dão algum protagonismo, que sem o saberem, dão cabo das boas causas, que felizmente ainda existem por aí!. (In short, we are once again forced to say that, “it is a pity that part of the people who walk in these anti-racist demonstrations, are only dominated, among others, by a characteristic that goes by the name of “stupid and primitive” and, look with the eyes of today, with a prejudice and a certain hatred for the man and the woman, who can be white, black, yellow or red, thinking only and simply in his person, in being future “heroes of nothing”, of the second or minute in which the TV cameras give them a role, which without knowing it, put an end to the good causes, which fortunately still exist out there)!.

Tony Borie, Século XXI.

…estrada Top of the World!. (Top of the World Road)!.

…adoramos a aventura e visitar novos lugares!. Grande parte do Alaska não é acessível por estradas, portanto, existem limitações para o que se pode ver e fazer sem pular a bordo de um avião ou passear de barco, no entanto, quem como nós viajávamos na esperança de explorar a região do Klondike, era necessário passar pela estrada Top of the World!. (We love adventure and visiting new places!. Much of Alaska is not accessible by road, so there are limitations to what you can see and do without jumping on an airplane or taking a boat, however, who like us traveled in the hope of exploring the Klondike region, it was necessary to go through the Top of the World road)!.

…já estávamos para lá do paralelo 56 norte, onde o sol é visível durante pelo menos 17 horas num dia de bom tempo de verão e, a mais de 5.000 milhas de distância da nossa casa, no entanto, não procurávamos a aventura pendurada numa corda ao lado de uma montanha, mas ela estava lá esperando-nos, numa atitude que nos obrigava a aplicar todas as nossas energias, para nos defender dos obstáculos do dia-a-dia da vida!. (We were already beyond the 56th parallel north, where the sun is visible for at least 17 hours on a good summer day and, more than 5,000 miles away from our home, however, we were not looking for the hanging adventure on a rope next to a mountain, but she was there waiting for us, in an attitude that forced us to apply all our energies, to defend us from the obstacles of daily life)!.

…tínhamos passado parte do dia na pequenina cidade perdida de Dawson City, que alguns centenas de anos atrás tinha sido um acampamento indígena de verão, orientado para a pesca, que com a corrida ao ouro, se havia transformando numa cidade próspera de cerca de 40.000 habitantes por volta de 1898!. No entanto, um ano depois, a febre do ouro tinha chegado ao seu fim, fazendo com que a população se reduzisse para 8.000 pessoas, e hoje, a sua população deve de andar à volta de 1.400!. (We had spent part of the day in the tiny lost city of Dawson City, which a few hundred years ago had been an indigenous summer camp, geared towards fishing, which with the gold rush, had become a thriving city with a fence of 40,000 inhabitants around 1898!. However, a year later, the gold fever had ended, causing the population to drop to 8,000 people, and today, its population must be around 1,400)!.

…depois de mais ou menos 2 horas na linha de espera pelo “ferry”, que é gratuito, atravessámos o rio Yukon, desaparecendo a vista da pequena cidade no nosso espelho retrovisor, começando a subir a montanha, viajando por mais ou menos 130 quilómetros, sempre subindo ou descendo pequenas montanhas, por uma estrada de terra, com algumas pedra miúda, a que chamam “Top of the World Highway”!. (After about 2 hours in the waiting line for the “ferry”, which is free of charge, we crossed the Yukon River, disappearing the view of the small town in our rear view mirror, starting to climb the mountain, traveling for more or less 130 kilometers, always going up or down small mountains, along a dirt road, with some small stones, which they call “Top of the World Highway”)!.

…passando por zonas com gelo, que se derretia suavemente, onde alguns animais, vinham beber a sua água, desfiladeiros, cordilheiras de montanhas, com algum vento frio, mesmo muito frio, vindo cruzar a fronteira internacional, no posto fronteiriço de Poker Creek, que tem neste momento 3 habitantes, sendo a porta de fronteira terrestre, situado mais a norte de todo o território dos USA, e está aberta das 9 da manhã até às 9 da noite, e fechada durante o inverno que é mais ou menos de Outubro a Abril, mas informaram-nos que a fronteira abre sómente em Maio!. (Passing through areas with ice, which melted gently, where some animals, came to drink their water, gorges, mountain ranges, with some cold wind, even very cold, coming to cross the international border, at the Poker border post Creek, which currently has 3 inhabitants, being the land border gate, located more to the north of the entire territory of the USA, and is open from 9 in the morning until 9 at night, and closed during the winter which is more or less from October to April, but we were informed that the border only opens in May)!.

…viajando por aqui, podemos apreciar picos altos, geleiras e vida selvagem, sobretudo se o tempo o permitir, o que em parte durante a nossa viagem aconteceu, porque devido à sua localização, o tempo altera-se em minutos, num trecho de estrada, que pode ser irregular, onde o pó se transforma em lama, nesta remota estrada Top of the World!. (Traveling here, we can enjoy high peaks, glaciers and wildlife, especially if the weather permits, which partly during our trip happened, because due to its location, time changes in minutes, in a stretch road, which can be uneven, where the dust turns to mud, on this remote Top of the World! road)!.

…que conecta o Klondike Loop de Dawson City e a Taylor Highway, que liga Chicken, Eagle e a Alaska Highway, numa distância de aproximadamente 130 quilômetros, numa estrada sinuosa e algumas vezes estreita, com frequentes quebras de superfície, buracos, tábua de lavar e pouco ou nenhum acostamento, onde o tempo chuvoso pode tornar a sua superfície escorregadia e, à ausência de grades de proteção nos torna na necessidade de viajar devagar, que nos levou 4 horas a fazer o seu percurso, desde o início do nosso destino, em Dawson City, depois de atravessar as águas silvestres do rio Yukon!. (Which connects the Klondike Loop of Dawson City and the Taylor Highway, which connects Chicken, Eagle and the Alaska Highway, over a distance of approximately 130 kilometers, on a winding and sometimes narrow road, with frequent surface breaks, holes, board washing and little or no shoulders, where the rainy weather can make its surface slippery and, in the absence of protection rails, makes us need to travel slowly, which took us 4 hours to make its journey, since the beginning of our destination in Dawson City, after crossing the wild waters of the Yukon River)!.

…mudando um pouco de assunto, mas condizendo com o actual momento, também nós, “família europeia e falando com acento europeu”, tivémos o nosso caso discriminatório com policiais!. Foi quase quatro décadas atrás, viajando a caminho do estado da Flórida, passando pelo estado do Alabama, querendo mostrar aos nossos filhos, uma plantação de algodão em crescimento, parámos ao lado da estrada numa pequena povoação, sendo surpreendidos por um policial, que ao verificar a matrícula do veículo, que era do norte, e ao ouvir explicar a razão da paragem, claro, falando nós com acento nas palavras, pediu-nos a identificação, mandou-nos colocar as mãos sobre a frente do veículo, imobilizou-nos, separando-nos as pernas, num gesto brusco, depois de verificar os documentos, atirou-os para dentro do veículo, subjugando-nos com palavras e gestos menos correctos, humilhando-nos na frente da família, empurrando-nos e dando-nos ordens expressas para sair-mos imediatamente da área da sua jurisdição, em alternativa em nos levar presos para a estação da polícia, seguindo-nos por uma distância de umas dezenas de milhas, até nos ver desaparecer da sua área!. (Changing the subject a little, but in keeping with the current moment, we too, “European family and speaking with a European accent”, had our discriminatory case with police!. It was almost four decades ago, traveling on the way to the state of Florida, passing through the state of Alabama, wanting to show our children, a growing cotton plantation, we stopped by the side of the road in a small village, being surprised by a policeman, who checking the registration number of the vehicle, which was from the north, and when he heard the reason for the stop being explained, of course, speaking us with an accent on the words, he asked us for identification, ordered us to place our hands on the front of the vehicle, immobilized us separating us his legs, in an abrupt gesture, after checking the documents, he threw them into the vehicle, subduing us with less correct words and gestures, humiliating us in front of the family, pushing us and giving us express orders to leave – immediately from your area of jurisdiction, alternatively taking us prisoners to the police station, following us for a distance of some tens of miles, until you see us disappear from your area!.

Tony Borie, Século XXI.

…mais um grito de revolta!. (Yet another cry of revolt)!.

“Por favor, por favor, não consigo respirar”. (“Please, please, I can’t breathe”)

“Por favor – Floyd é ouvido dizer enquanto está morrendo” (“Please – Floyd is heard saying while he is dying”)

“George Floyd morreu depois de ser preso e mantido no chão pelo policial, que pressionou o joelho no pescoço por vários minutos, impedindo-o de respirar!. A morte do homem provocou protestos não só de afro-americanos na cidade, exigindo justiça!. O policial foi preso e formalmente investigado por assassinato enquanto os seus três colegas, que testemunharam a cena impassivelmente, foram demitidos e não se exclui que eles também serão indiciados por contribuir para a tragédia”.

(“George Floyd died after being arrested and kept on the ground by police officer, who pressed his knee to his neck for several minutes, preventing him from breathing!. The man’s death provoked protests not only by African-Americans in the city, demanding justice!. The policeman was arrested and formally investigated for murder while his three colleagues, who impassively witnessed the scene, were dismissed and it is not excluded that they too will be charged with contributing to the tragedy”).

…eram estas palavras que se podiam ler ou ouvir nos últimos dias na comunicação social, que na nossa opinião, foi uma coisa horrível, que nunca devia de ter acontecido, todavia, também existem casos em que o comum cidadão dispara uma arma de fogo, matando um ou mais polícias, até inocentes pessoas, mas nós, ao tomar conhecimento deste acto criminoso, entendemos que, duas, três ou quatro coisas más, não fazem uma coisa boa, no entanto, ainda acreditamos nas boas intenções das forças de segurança em servir e ajudar o comum cidadão, ou seja, na ajuda da maior parte dos elementos da polícia, mas infelizmente…, existem os outros…, e isso sim, é o problema que nos aflige e nos preocupa!. (These were the words that could be read or heard in the last few days in the media, which in our opinion was a horrible thing, which should never have happened, however, there are also cases in which the ordinary citizen fires a firearm, fire, killing one or more policemen, even innocent people, but we, upon learning of this criminal act, understand that two, three or four bad things do not do a good thing, however, we still believe in the good intentions of the forces of security in serving and helping the common citizen, that is, in helping most of the police elements, but unfortunately…, there are others…, and that is the problem that afflicts and worries us)!.

…nós, também já sofremos, por mais que uma vez alguns casos descriminatórios de policiais, ocasionalmente quando viajámos pelos diversos estados deste grande país e, mencionando um pequeno e simples resumo da historia universal, procurando única e simplesmente uma possível resposta para horríveis casos como este, respeitando ideias e acções, sem o mínimo intuito de querer ferir qualquer personalidade na sua dignidade, muitos historiadores acreditam, que a cultura anglo-saxónica se iniciou por volta do século V, quando invasores germânicos, que já se haviam estabelecido na Grã-Bretanha como mercenários, atravessaram o Mar do Norte e mataram muitos habitantes britânicos ou os empurraram para o País de Gales, Cornowall e para a Escócia!. (We, too, have suffered, more than once, some discriminatory cases of police, occasionally when we traveled through the different states of this great country and, mentioning a small and simple summary of universal history, looking for a single and simply possible answer to horrible cases like this, respecting ideas and actions, without the least intention of wanting to hurt any personality in their dignity, many historians believe that the Anglo-Saxon culture started around the 5th century, when German invaders, who had already established themselves in the Britain as mercenaries, they crossed the North Sea and killed many British inhabitants or pushed them to Wales, Cornowall and Scotland)!.

…quando estes invasores germânicos chegaram ao sul da Grã-Bretanha, já lá havia um pequeno grupo de dinamarqueses que juntos, destruíram muitas cidades romanas, que formavam uma fortificação defensiva que ia das margens do rio Tyne, perto do Mar do Norte, até o Solway Firth, no mar da Irlanda, que era o limite norte do Império Romano, considerada a Muralha de Adriano, que na época era uma parte periférica desse Império Romano do Ocidente, perdida ocasionalmente por rebeliões ou invasões, mas até então sempre se recuperava mas, que as forças conjuntas dos dinamarqueses e dos invasores germânicos, terminaram de uma vez, com a civilização e o idioma romanos, que por lá existiam!. (When these Germanic invaders arrived in the south of Great Britain, there was already a small group of Danes who together destroyed many Roman cities, which formed a defensive fortification that ran from the banks of the River Tyne, near the North Sea, to the Solway Firth, in the Irish Sea, which was the northern limit of the Roman Empire, considered Hadrian’s Wall, which at the time was a peripheral part of that Western Roman Empire, lost occasionally by rebellions or invasions, but until then it recovered but, that the joint forces of the Danes and the Germanic invaders, ended at once, with the Roman civilization and language, that existed there)!.

…embora os anglo-saxónicos trouxessem a sua religião pagã, o cristianismo continuou a espalhar-se na Inglaterra, sobretudo graças ao papa Gregório Magno, que enviou Santo Agostinho à Grã-Bretanha por volta do ano de 597, fundando muitos mosteiros, no entanto os anglo-saxónicos impuseram a sua língua, a sua cultura, os seus sistemas políticos e judiciários, dividindo a Inglaterra em diferentes reinos!. (Although the Anglo-Saxons brought their pagan religion, Christianity continued to spread in England, mainly thanks to Pope Gregory the Great, who sent Saint Augustine to Britain around 597, founding many monasteries, however, the Anglo-Saxons imposed their language, their culture, their political and judicial systems, dividing England into different kingdoms)!.

…após este período de guerras e destruição, o tal invasor anglo-saxónico estabeleceu-se na Grã-Bretanha com as suas famílias!. Eram guerreiros, fazendeiros ou pescadores, morando em cabanas de madeira cobertas de colmo, amavam a liberdade e preferiam viver em pequenas comunidades, tendo como base da sua economia a agricultura, no entanto, também eram conhecidos como piratas!. (After this period of wars and destruction, the Anglo-Saxon invader settled in Britain with his families!. They were warriors, farmers or fishermen, living in thatched wooden huts, they loved freedom and preferred to live in small communities, based on agriculture, however, they were also known as pirates)!.

…sim, conhecidos como piratas, que devia de ser o nome que davam naquela época, aos invasores vindos do continente, no entanto, eram um povo que tinha muitos valores e ideias pelas quais vivia e mantinha sagrado no dia a dia!. Esses valores incluiam, bravura, lealdade, genorisidade e heroísmo, onde se incluíam as tais pessoas de tribos germânicas que migraram para a ilha da Europa continental, e claro, grupos indígenas britânicos que se foram adoptando a alguns aspectos da cultura e do idioma anglo-saxões!. (Yes, known as pirates, which should be the name they gave at that time, to invaders coming from the continent, however, they were a people who had many values and ideas for which they lived and kept sacred in their daily lives!. These values included, bravery, loyalty, genority and heroism, which included those people from Germanic tribes who migrated to the island of continental Europe, and of course, British indigenous groups that were adopting some aspects of the Anglo-Saxons culture and language)!.

…gostavam de jogos de azar, brigando e bebendo, sobretudo cerveja, tendo algum respeito pelas mulheres!. Gostavam de música e de cantar, sentando-se ao redor das mesas comunitárias, ouvindo histórias sobre guerras, caça, aventuras de luta e lendas heróicas do passado, ou seja, o que hoje se lê na maior parte da literatura inglesa mais antiga, mais conhecida como iiteratura Anglo-Saxónica!. (They liked games of chance, fighting and drinking, especially beer, having some respect for women!. They liked music and singing, sitting around community tables, listening to stories about wars, hunting, fighting adventures and heroic legends of the past, that is, what is read today in most of the oldest English literature, most known as Anglo-Saxon Literature)!.

…com este espírito de aventura, vivendo numa ilha gigante como a Grã-Bretanha, depressa se organizaram, saindo para o mar em barcos armados, navegando por diferentes oceanos, introduzindo uma identidade e cultura, a que hoje chamam, a tal cultura Anglo-Saxónica!. (With this spirit of adventure, living on a giant island like Britain, they quickly organized themselves, going out to sea in armed boats, sailing through different oceans, introducing an identity and culture, which today they call, that culture Anglo-Saxon)!.

…como tal, hoje, países de língua inglesa, como por exemplo, a própria Grã-Bretanha, os Estados Unidos, o Canadá, a Austrália, a Nova Zelândia, a Irlanda, a África do Sul ou as Antilhas Britânicas, devido aos seus vínculos históricos, ainda conservam alguns traços culturais, onde infelizmente ainda persistem até ao dia de hoje, pelo menos nas pequenas cidades, vilas ou aldeias, nem que seja um pouco, mesmo muito pouco, da cultura Anglo-Saxónica!. (As such, today, English-speaking countries, such as Great Britain, the United States, Canada, Australia, New Zealand, Ireland, South Africa or the British Antilles, due to to their historical ties, they still retain some cultural traits, where unfortunately they still persist today, at least in small cities, towns or villages, even if it is a little, even very little, of Anglo-Saxon culture)!.

…que era, nem mais nem menos do que, centrada em torno de três classes de homens, normalmente brancos com o cabelo loiro, que se podiam designar como, o trabalhador, o clérigo e o guerreiro, que formaram as estruturas que contribuíram para o desenvolvimento da sociedade anglo-saxônica, onde as pequenas áreas tribais se foram fundindo em reinos maiores, com uma elite de guerreiros a reis se desenvolvendo, havendo a tal superioridade de uns sobre os outros, ou seja, a partir de então, reinos maiores começaram a dominar os reinos menores!. (Which was, neither more nor less than, centered around three classes of normally white men with blond hair, who could be designated as, the worker, the cleric and the warrior, who formed the structures that contributed to the development of Anglo-Saxon society, where small tribal areas merged into larger kingdoms, with an elite of warriors and kings developing, with such superiority over one another, that is, from then on, larger kingdoms began to dominate the smaller kingdoms)!.

…impondo assim uma aparência de unidade política, que na verdade não existia, a povos que, condicionados pela derrota e pelo mêdo, permaneceriam conscientes aos seus respectivos costumes, repudiando silenciosamente qualquer outra interferência de estranhos, o que, infelizmente formou uma composição genética das populações, que hoje, muitas centenas de anos depois, ainda mostra divisões nas unidades políticas tribais, que acreditamos, vieram daquela época do início do período anglo-saxão!. (Thus imposing an appearance of political unity, which in fact did not exist, to peoples who, conditioned by defeat and fear, would remain aware of their respective customs, silently repudiating any other interference from strangers, which, unfortunately, formed a composition population genetics, which today, many hundreds of years later, still shows divisions in the tribal political units, which we believe, came from that time of the beginning of the Anglo-Saxon period)!.

…como tal, a cultura dos anglo-saxões foi especialmente solidificada e cultivada nos principais reinos então conquistados, que cresceram absorvendo principados menores, e os meios pelos quais eles o fizeram e o carácter que os seus reinos adquiriram, como resultado, representam um dos principais temas do período anglo-saxónico, iniciando nas tais três classes de pessoas, a divisão da terra para se viver, os presentes, as armas, a comida, a cerveja, as roupas e tudo o mais necessário para cada uma das três classes de homens e, reconstruindo o parentesco tribal, ou seja, as famílias continuarem sem possíveis cruzamentos com pessoas de raça ou cor estranhas, porque eles sim, se consideravam uns seres superiores e assim queriam continuar. (As such, the culture of the Anglo-Saxons was especially solidified and cultivated in the main kingdoms then conquered, which grew up absorbing smaller principalities, and the means by which they did so and the character that their kingdoms acquired, as a result, represent one of the main themes of the Anglo-Saxon period, starting with the three classes of people, the division of the land to live, gifts, weapons, food, beer, clothes and everything else necessary for each of the three classes of men and, reconstructing the tribal kinship, that is, families continue without possible crossings with people of strange race or color, because they did, they considered themselves superior beings and so they wanted to continue)!.

…claro, atitudes e leis como estas, criaram alguma descriminação e ódio entre as populações, onde alguns, obedecendo a estes princípios, entendiam que era correcto, incutindo esta cultura aos seus descendentes, outros…, embora não concordando, eram obrigados a contrair matrimónio, às vezes com inimigos, mas que pertenciam a determinado clã!. (Of course, attitudes and laws like these, created some discrimination and hatred among the populations, where some obeying these principles, understood that it was correct, instilling this culture in their descendants, others …, although not agreeing, they were obliged to marry, sometimes with enemies, but who belonged to a certain clan)!.

…exemplo de tudo o que acabamos de explicar, é que nos dias de hoje, centenas e centenas de anos depois, até os descendentes da “Família Real Inglesa”, compreendendo e repudiando este fenómeno, contrairam matrimónio com normais e comuns cidadãos e cidadãs, querendo mostrar ao mundo, que todos nós seres humanos, somos iguais, com as mesmas aspirações e direito a respirar o ar do vento que sopra e, felizmente por enquanto ainda vai sendo gratuito!. (An example of everything that we have just explained, is that today, hundreds and hundreds of years later, even the descendants of the “English Royal Family”, understanding and repudiating this phenomenon, contracted marriage with normal and common citizens, wanting to show the world that all of us human beings are equal, with the same aspirations and the right to breathe the air of the wind that blows and, fortunately for now it is still free)!.

…depois…, depois, como a princípio mencionámos, em algumas pequenas cidades, vilas ou aldeias, ainda hoje existem nas suas populações, de onde normalmente as forças de segurança são recrutadas, e cuja tarefa é ajudar e proteger as populações, pequenos vestígios da época anglo-saxónica, onde um elemento que devia proteger o comum cidadão, talvez por usar um equipamento de polícia, se julga um ser superior, discriminando, consoante a raça ou a cor da pessoa, ou seja, da sua vítima, iniciando o ódio, o medo ou a morte, levando as populações a revoltarem-se protestando e…, no meio de tudo isto, existem sempre os tais oportunistas, que tiram vantagem da catastrófica situação, que julgamos ter a sua origem nas atitudes que acima mencionámos!. (Later…, later, as we mentioned at first, in some small towns, towns or villages, they still exist in their populations today, from where security forces are normally recruited, and whose task is to help and protect the populations , small vestiges of the Anglo-Saxon era, where an element that was supposed to protect the common citizen, perhaps by using police equipment, considers himself to be a superior being, discriminating, depending on the person’s race or color, that is, his victim, initiating hatred, fear or death, leading populations to revolt in protest and…, in the midst of all this, there are always such opportunists, who take advantage of the catastrophic situation, which we believe to have its origin in the attitudes that we mentioned above)!.

…levando aos protestos nos últimos três dias, mais propriamente na área metropolitana de Minneapolis e na sua cidade “gêmea”, Saint Paul, separada apenas pelo rio Mississippi, onde incidentes violentos ocorreram nas últimas três noites, com centenas de manifestantes a cortaram uma ponte no centro da cidade que liga as duas cidades, a saques de empresas, incêndios em veículos policiais e confrontos com agentes, onde grupos de manifestantes, alguns ajoelhados com os punhos erguidos, reuniram-se em frente ao quartel da polícia do terceiro distrito, no sudeste de Minneapolis, que foi incendiado nos tumultos de quinta-feira à noite, sob o grito de, “Não pode parar todos nós” ou “Não consigo respirar”!.  (Leading to protests in the past three days, more specifically in the Minneapolis metropolitan area and its “twin” city, Saint Paul, separated only by the Mississippi River, where violent incidents have occurred in the past three nights, with hundreds of protesters cutting it off a bridge in the city center that connects the two cities, to looting by companies, fires in police vehicles and clashes with agents, where groups of protesters, some kneeling with their fists raised, gathered in front of the police district of the third district , in southeastern Minneapolis, which was set on fire in Thursday night’s riots, under the cry, “You can’t stop us all” or “I can’t breathe”)!.

…lamentávelmente, tudo isto se está a passar num mundo civilizado e no ano de 2020 da era de Cristo, onde nós, comum cidadão, depois de descrever todo este cenário, também nos apetece dizer, “Não consigo respirar”!. (Unfortunately, all of this is happening in a civilized world and in the year 2020 of the era of Christ, where we, as a citizen, after describing this whole scenario, also feel like saying, “I can’t breathe”)!.

Tony Borie, June 2020.