…a cry of revolt!.


…um grito de revolta!. (a cry of revolt)!.

…não sabemos bem porquê!. Talvez seja por termos andado nos melhores anos da nossa já um pouco longa vida, a dar “o corpo às balas”, como nos dizia a nossa querida avó Agar, lá naquela Guerra Colonial da África, distante da nossa aldeia do Vale do Ninho d’Águia, na vertente da encosta agreste da montanha do Caramulo!. Diziam-nos que aquela África era Portuguesa!. Lutámos em defesa da nossa Nação, da nossa bandeira, contra um povo humilde e que, não conhecíamos antes e, nada tínhamos contra!. Entregámos o nosso jovem corpo ao então governo de Portugal, sujeito a termos uma morte horrível, crivados de balas ou destroçados por um qualquer rebentamento de uma granada de morteiro, num cenário de guerra onde única e simplesmente, podíamos ter ficado por lá para sempre, embrulhados no nosso próprio camuflado roto e sujo com o nosso sangue, numa qualquer savana, rio ou pântano cobertos de lama!. (We do not know why!. Perhaps it is because we have walked in the best years our already long life, to give “body to bullets”, as our dear grandmother Agar told us, back in that Colonial War in Africa, far from our village of the Valley of the Nest of Eagle, on the hillside slope of the mountain of Caramulo!. We were told that Africa was Portuguese!. We fought in defense of our Nation, our flag, against a humble people that we had not known before, and we had nothing against!. We surrendered our young body to the then government of Portugal, subject to a horrible death, riddled with bullets or destroyed by any burst of a mortar shell, in a scenario of war where we could simply have stayed there forever, wrapped in our own camouflaged broken and dirty with our blood, in any savannah, river or swamp covered with mud)!.

…isto tudo, talvez seja o porquê!. De sentirmos uma revolta que não podemos ocultar, pois infelizmente sabemos o que é uma arma de guerra, o que é uma granada, que usada por alguém com um fraco carácter, pode ser uma catástrofe, pode matar pessoas inocentes e, ao termos conhecimento através das notícias que diáriamente nos chegam de Portugal, de que roubaram armas e munições de um aquartelamento em Portugal, ficámos em pânico!. (That’s all, maybe it’s the why!. If we feel a revolt that we can not hide, unfortunately we know what a weapon of war is, which is a grenade, used by someone with a weak character, can be a catastrophe, can kill innocent people and, of the news that daily arrives from Portugal, that they stole weapons and ammunition from a barracks in Portugal, we were in a panic)!.

…tirando um pequeno resumo, dessas notícias, que julgamos serem verdadeiras (oxalá não sejam), uns dias atrás, o Presidente da República de Portugal, que também é o Chefe Supremo das Forças Armadas, caminhando em grupo, procurando uma boa ocasião para aparecer, num pequeno intervalo de fotos, beijos e elogios a todos, representando o papel de um político que sempre se prestou à palhaçada e ao entretenimento das massas, por momentos encara a câmara de televisão que sempre o acompanha, mostra um sorriso, e mais ou menos diz:

 – daquele roubo, “não sei de nada”!.

(Taking a brief summary of this news, which we believe to be true (hopefully not), a few days ago, the President of the Republic of Portugal, who is also the Supreme Chief of the Armed Forces, walking in groups, looking for a good opportunity to appear, in a small range of photos, kisses and praises to all, representing the role of a politician who has always lent itself to the clowning and the entertainment of the masses, sometimes faces the television camera that always accompanies him, shows a smile, and more or less says:

– of that robbery, “I know nothing”)!.

…uns dias depois, dizia:

 – “não fiquei com a impressão” que “eles” sabiam!.

(A few days later, he would say:

– “I did not get the impression” that “they” knew)!.

…portanto, o Presidente da República de Portugal, que o povo humilde de Portugal elegeu, tem a “impressão” que não sabia que “eles” sabiam…!!!. Todavia agora, já tem a “noção” que sabe, que sabia que eles não sabiam!. É caso para, finalmente poder considerar-se um sábio, ou talvez em alternativa, um “sabão”, mas esta alternativa fica à escolha do povo humilde de Portugal!. (Therefore, the President of the Republic of Portugal, whom the humble people of Portugal elected, has the “impression” that he did not know that “they” knew… !!!. Yet now, you already have the “notion” you know, that you knew they did not know!. It is a case to finally be considered a wise man, or perhaps alternatively, a “soap”, but this alternative is the choice of the humble people of Portugal)!.

…cremos que, Sua Excelência já chegou às “impressões”, então é porque a coisa está mesmo má!. Um presidente da Republica, não pode dizer que tem uma “impressão” sobre o modo como as coisas se passaram, ou sabe ou não sabe!. É o Chefe Supremo das Forças Armadas, tem a responsabilidade de alguns milhões de Portugueses nas suas mãos, trabalhe na procura da verdade, demita, mande investigar, faça o trabalho para que o povo humilde de Portugal o elegeu!. (We believe that, His Excellency has already reached the “impressions”, then it is because the thing is really bad!. A president of the Republic, can not say that he has an “impression” on the way things have gone, either know or do not know!. He is the Supreme Chief of the Armed Forces, he has the responsibility of a few millions of Portuguese in his hands, he works in the search of the truth, he demits, he has to investigate, he does the work so that the humble people of Portugal elected him)!.

…se todas estas notícias que nos chegam de Portugal, são defacto verdadeiras, a nossa revolta, leva-nos a dizer que, no fundo, no fundo, se Portugal tivesse um Rei, que adorava andar a cavalo, caçadas, festas e banquetes, a situação não era diferente, pois como Presidente da República, é um parceiro que está sempre disposto a participar na festa e, normalmente o pessoal é pouco exigente, gosta da sua simpatia, que é a característica que mais faz sobressair a sua personalidade narcísica, dando-nos a impressão que vivemos numa “Portulândia” no seu máximo esplendor ou seja, num “Parque Temático de Diversões’, onde principalmente as crianças se sentem sempre felizes!. (If all this news that comes to us from Portugal is true, our revolt leads us to say that, deep down, if Portugal had a King, who loved to ride horses, hunts, and parties, banquets, the situation was not different, because as President of the Republic, is a partner who is always willing to participate in the party and usually the staff is undemanding, likes his sympathy, which is the most characteristic feature that stands out his personality narcissistic, giving us the impression that we live in “Portulândia” in its maximum splendor, that is, in a “Theme Park of Fun”, where children always feel happy)!.

…felizmente, desta vez não nos apareceu em fato de banho, sequioso de atenção e protagonismo, irresponsável e inconsequente, alinhado naquela fraude política a que hoje se chama regime democrático exagerado, fazendo-se passar por pessoa simpática e popularíssima, embora muitas vezes, com um impacto mais alargado, tal como sendo o festeiro-mor da aldeia!. Mas vá lá, desta vez, com uma cara mais séria, disse para se “investigar até às últimas consequências”, claro, temos a noção quase exacta, que “ninguém sabe nada e, se chegar a “eles”, a culpa é de um qualquer outro”!. (Fortunately, this time we did not show up in a bathing suit, thirsty for attention and protagonism, irresponsible and inconsequential, aligned in that political fraud that today is called exaggerated democratic regime, pretending to be a nice and popular person, although many times, with a wider impact, such as being the village’s party-goer!. But go there, this time, with a more serious face, said to “investigate to the last consequences”, of course, we have the almost exact notion that “nobody knows anything and, if you reach “them”, it is the fault of any other”)!.

…tal como este grito de revolta, que não vai adiantar lá muito, no entanto, ficamos mais aliviados e, como já dissémos em textos anteriores, oxalá esta personagem de Presidente, não se torne numa personagem maquiavélica que, encontrou na presidência aquele espaço perfeito que procurava, para dar corda à sua personalidade narcísica e de sentimentos exagerados!. (As well as this cry of revolt, which will not do much there, however, we are more relieved and, as we have said in previous texts, hopefully this character of President, do not become a machiavellian character who, found in the presidency that perfect space he sought, to wind up his narcissistic personality and exaggerated feelings)!.

…tudo o que acima escrevemos, tem a ver com a personagem do Presidente da República de Portugal, nada com o Professor Marcelo, a quem desejamos as maiores felicidades na sua vida e nós, estamos no direito de fazer estes reparos, pois sofremos no corpo e na alma, a angústia de participar num cenário de guerra horrível em África, onde as armas faziam feridos e mortos e, neste caso, as armas roubadas ainda andam cá fora!. (All that we have written above, has to do with the character of the President of the Republic of Portugal, nothing with Professor Marcelo, to whom we wish the greatest happiness in his life and we, we are entitled to make these repairs, body and soul, the anguish of participating in a horrible war scenario in Africa, where weapons made wounded and dead and in this case stolen weapons are still out)!.

…oxalá que, no momento em que escrevemos este texto, já tenham recuperado todas as armas e munições e, também tenham prendido todos os verdadeiros ladrões, para bem do bom povo Português!. (I hope that, at the moment of writing this text, they have already recovered all weapons and ammunition, and also arrested all the real thieves, for the good of the Portuguese people)!.

Tony Borie, November 2018.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s